Resumo João Ubaldo Ribeiro


Neste resumo sobre João Ubaldo Ribeiro você vai aprender tudo sobre quem foi este escritor tão importante para a literatura nacional e quais foram suas obras mais conhecidas.

Biografia

João Ubaldo Ribeiro nasceu no dia 23 de janeiro do ano de 1941 e o nome completo dele era João Ubaldo Osório Pimentel Ribeiro. Foi um importante escritor, professor, romancista e roteirista. Nasceu na casa do seu avô, na Bahia, mas mudou-se para Sergipe nos seus primeiros meses de vida.

João Ubaldo Ribeiro era filho de Manuel Ribeiro, também formado em direito e professor. Sua mãe foi Maria Filipe Osório Pimentel. O pai dele fazia questão que seus filhos estudassem e ele começou seus estudos com um professor particular. Por também ser professor, desde muito jovem João Ubaldo Ribeiro foi incentivado por seu pai a ler os clássicos da literatura brasileira e mundial. Entre eles, podemos citar:

 João Ubaldo Ribeiro

* Shakespeare
* Homero
* Miguel de Cervantes
* Machado de Assis
* Padre Antônio Vieira
* José de Alencar

No ano de 1958, já na capital baiana, João Ubaldo Ribeiro deu início aos seus estudos na faculdade de direito, na Universidade Federal da Bahia. Ele nunca chegou a atuar na área de direito, mas durante seus estudos se comportou como um aluno exemplar, sempre tirando boas notas. Ele chegou a ingressar na carreira militar e entrou para o Centro de Preparação de Oficiais da Reserva do Exército localizado na Bahia. Mas devido a uma viagem para o exterior acabou sendo desligado e não chegou a terminar o curso.

Em 1957 ele já começa a atuar como jornalista, trabalhando no Jornal da Bahia e mais tarde na Tribuna da Bahia, onde atuou no papel de editor – chefe do jornal. Sua carreira literária teve início no ano de 1959, quando participou ativamente da antologia do Panorama do conto Baiano, através de seu famoso conto chamado “Lugar e Circunstância”. Mais tarde, em 1961 João Ubaldo Ribeiro também publica três outros contos em uma coletânea chamada de contos de Reunião, editada pela Universidade Federal da Bahia. Os contos que participaram desta coletânea foram: “Josefina”, “Decalião” e “O Campeão”.

Não muito tempo depois, no ano de 1963, João Ubaldo Ribeiro escreve então seu primeiro romance, intitulado “Setembro não faz sentido”, apadrinhado pelo escritor Jorge Amado. Logo depois, publica também o livro “Sargento Getúlio”, com o qual ele ganharia mais tarde o prêmio Jabuti de 1972, na categoria “Revelação de autor”.

Depois deste livro, ele escreveu diversos outros romances, alguns deles sendo inclusive voltados para o público infanto-juvenil, como por exemplo, a obra intitulada de “O Sorriso do Lagarto”.

No ano de 1964, ele viaja então para os Estados Unidos para fazer seu mestrado na área de Ciência Política, na Universidade do Sul da Califórnia. Na sua volta, passou a dar aulas na Universidade Federal da Bahia, durante 6 anos. Depois largou a vida acadêmica para novamente se dedicar ao jornalismo. No ano de 1994 foi eleito para fazer parte da Academia Brasileira de Letras, ocupando a cadeira de número 34.

João Ubaldo Ribeiro foi casado 3 vezes e teve 4 filhos de diferentes casamentos. Passou grande parte de sua vida no exterior, nos Estados Unidos e também em Portugal. Ele morreu devido a uma embolia pulmonar, no Rio de Janeiro no ano de 2014.

Reconhecimento de sua obra

João Ubaldo Ribeiro tinha uma forma bastante peculiar de escrever. Os críticos costumam dizer que suas obras são embasadas no contexto social do Brasil e possuem uma ironia bastante acentuada. Em muitas de suas obras ele costumava começar a história pela metade, voltando ao início dela no meio na narrativa. Outros críticos costumavam dizer que João Ubaldo Ribeiro escrevia sobre o Brasil que ele via e conhecia, bem como o Brasil que existia somente no imaginário do povo e das pessoas que aqui vivem.

Durante toda sua vida literária, ele ganhou muitos prêmios e foi reconhecido internacionalmente por sua obra. Foi cátedra em uma universidade na Alemanha e foi feito Comendador da Ordem do Mérito em Portugal. Recebeu o prêmio Anna Serghers na Alemanha e no Brasil além do Prêmio Jabuti também recebeu o prêmio Camões. Ele ainda possui uma estátua feita em sua homenagem no Leblon, no Rio de Janeiro e também foi homenageado no carnaval, tendo uma de suas obras como samba enredo.

João Ubaldo Ribeiro ainda teve muitas de suas obras adaptadas para obras na televisão e no cinema e participava atualmente na criação de todas elas. Entre suas obras mais famosas que foram adaptadas podemos citar:

* Sargento Getúlio – produzido em 1983 e protagonizado por Lima Duarte
* O Sorriso do Lagarto – que virou uma série na TV Globo em 1991, estrelado por Tony Ramos e elenco.
* O Santo que não acreditava em Deus, virou um roteiro para o filme de Cacá Diegues chamado de Deus é Brasileiro, do ano de 1999.