Resumo sobre Max Weber


O nome completo de Max Weber era Maximilian Carl Emil Weber. Neste resumo sobre Max Weber você saberá quem ele foi e quais são as principais atribuições deste importante sociólogo para a história da humanidade.

Quem foi Max Weber?

Max Weber era um intelectual, historiador, jurista e economista. Ele foi um dos principais fundadores da sociologia moderna além de responsável pela forma como hoje pensamos a administração pública. Seu irmão também foi um sociólogo muito famoso. A principal biógrafa dele foi sua própria esposa e aluna, Marianne Weber, que fez parte dos primeiros grupos feministas nas universidades alemãs.

Max Weber

Histórico de Max Weber

Antes de saber sobre a obra desta importante personalidade, vamos fazer um resumo sobre Max Weber e a história de sua vida e destacar os principais momentos da sua vida:

* Ele nasceu na cidade Erfut, na Alemanha, em 21 de abril do ano de 1864. Foi o primeiro filho de outros sete que viriam depois. Seus pais foram o advogado e político Max Weber, membro do partido liberal e Helene Fallenstein, uma descendente de imigrantes franceses. A família foi uma das primeiras incentivadoras do talento intelectual de Max Weber.

* Max Weber entrou na faculdade de direito em 1882, no mesmo lugar onde seu pai também havia estudado política, teologia e história. Em 1884 ele se transferiu para Berlim, onde concluiu seu doutorado sobre a história do direito e da economia.

* Ainda em 1888 Max Weber já tinha se tornado membro da Escola Historicista Alemã de Economia, onde já se destacava em suas pesquisas econômico-sociais.

* Foi nomeado professor de economia na Universidade de Freiburg e na Universidade de Heidelberg em 1896.

* Caiu em depressão em 1897, quando seu pai faleceu. Ficou afastado da academia durante muitos anos. Neste período, passou por sanatórios e realizou muitas viagens pela Europa, retornando às atividades somente em 1902.

* Em 1903 tornou-se diretor associado dos Arquivos de Ciências Sociais e Política Social, onde com seus colegas publicou uma de suas mais famosas obras: A Ética Protestante e o Espírito do Capitalismo.

* Durante a Primeira Guerra Mundial atuou como diretor de hospitais militares.

* Em 1918 estava entre os delegados que assinaram o tratado de paz e foi conselheiro para os redatores da Constituição da República de Weimar.

* Em 1919 voltou aos seus estudos e se tornou diretor do primeiro instituto de sociologia na Alemanha.

* Faleceu em Munique em junho de 1920, vítima de uma pneumonia.

O pensamento de Max Weber

Vamos continuar com o resumo sobre Max Weber, contando sobre o que ele pensava e quais eram os principais estudos de sua obra.

As contribuições de Max Weber até hoje são consideradas controversas. Ele foi responsável pela inserção do artigo 48 na Constituição. Artigo que foi utilizado mais tarde por Adolf Hitler para estabelecer seus poderes de ditador e oprimir a oposição política.

Ele atuou muitos anos na área de economia política e também de questões agrárias. A partir daí ele passou a se interessar pelos fatores sociais ligados à economia. Principalmente com relação aos movimentos migratórios de poloneses para a região do Leste do Rio Elba. Durante esses estudos, ele realizou muitas pesquisas e neste período apresentou uma aula inaugural que se chamava: O Estado Nacional e a Política Econômica. Weber continuou escrevendo sobre economia até que teve a depressão em 1897. Somente quando retornou é que seu lado mais social passou a se tornar mais forte em suas obras.

Após 1910, os estudos de Max Weber se aproximaram das religiões e como funcionavam de forma global. Ele se dedica ao estudo do taoismo, judaísmo, hinduísmo, islamismos e budismo os maiores da história da humanidade. Ele escreve então os “Ensaios Reunidos de Sociologia da Religião” e diz que seu objetivo era entender os fenômenos centrais do considerado racionalismo ocidental como a contabilidade, a ciência, o direito, mas principalmente o capitalismo moderno. Ele pretendia compreender qual era o papel da religião na criação destes processos.

Max Weber acreditava que os protestantes eram mais bem-sucedidos economicamente porque não ficam somente rezando e pedindo perdão a Deus e seguindo à risca os rituais da igreja para conseguir um lugar no céu, como fizeram os católicos. Mas sim foram trabalhar mais e se dedicaram para conquistar seus objetivos.

Dizem que a obra de Max Weber transmite influências de outros filósofos como o Friedrich Nietzsche e Immanuel Kant, além de Werber Sombart, Ferdinand Töniies e Georg Simmel, entre outros.

Principais Obras e Escritos

Neste resumo sobre Max Weber vamos listar os principais textos publicados e as obras que foram escritas pelo filósofo durante sua vida, que foram organizadas depois de sua morte, exatamente nesta ordem pela sua esposa e biógrafa.

* 1904 – A ética protestante e o espírito do capitalismo
* 1917 – A ciência como vocação
* 1919 – A política como vocação
* 1920 (obra póstuma) – Economia e Sociedade