Biocombustíveis


Nos dias de hoje, muito se fala e é muito grande a preocupação em conseguir equilibrar o consumo e as necessidades da sociedade como um todo por meio de soluções alternativas e mais ecologicamente corretas, que consigam equilibrar as demandas cada vez maiores, mas tentando prejudicar menos o meio ambiente.

Um dos pontos fundamentais nesse tipo de discussão são os combustíveis, uma vez que os combustíveis comuns e seus processos de queima e processamento são poluentes, além de utilizar produtos não renováveis. Para conseguir diminuir um pouco essa preocupação e também o impacto dos combustíveis sob o mundo, existem os chamados biocombustíveis.

Neles, a principal e fundamental diferença é o que o próprio nome já diz, trata-se de um produto final produzido por meio de itens biológicos ou naturais. Com isso, podemos enquadrar os biocombustíveis como uma fonte renovável de energia. Neste aspecto, estão inseridos produtos como o etanol (ou álcool combustível), o biogás, o biodiesel, entre outras possibilidades de biocombustíveis já existentes. Além dos benefícios ambientais, uma vez que os biocombustíveis se tornam uma boa opção para diminuições no uso dos chamados combustíveis fósseis, em alguns casos, os biocombustíveis também podem ser considerados uma opção também com benefícios econômicos.

Biocombustíveis

Mas, é impossível compreender o processo dos biocombustíveis sem compreender a biomassa. O conceito de biomassa engloba todos os materiais orgânicos que podem ser utilizados como matéria-prima na produção de fontes de energia, como os biocombustíveis, por exemplo.

As biomassas mais comuns de serem utilizadas na produção dos biocombustíveis são plantas que têm em sua composição uma quantidade de óleo que podem ser retiradas no processo de produção. Esses vegetais com um nível de gordura capaz de contribuir na produção de biocombustíveis são os chamados oleaginosos.

No Brasil já existem biocombustíveis produzidos com uma série de itens muito grande, entre os que são mais comuns neste tipo de operação estão a cana-de-açúcar, soja, milho, girassol, mamona e palma, entre outros tipos de biomassa.

É importante relembrar e salientar que o uso de biocombustíveis gera números menores de poluição, além disso, suas fontes são renováveis, podendo assim passar por processos de cultivo, gerando mais empregos durante toda a sua produção.

Com o uso dos biocombustíveis também existe uma maior independência em relação aos chamados combustíveis fósseis. Outro ponto favorável é o benefício à economia do país, uma vez que a exportação do material representa um favorecimento na balança comercial brasileira.

Porém, é importante saber também, que apesar de todos esses benefícios, a produção e utilização dos biocombustíveis também trazem algumas desvantagens como um todo.

A primeira e mais evidente delas é que conforme aumenta a produção e consumo dos bicombustíveis maior é a necessidade de grandes áreas destinadas à agricultura. Na prática, isso pode representar o desmatamento. Além disso, especialistas especulam que o excesso na produção de biomassas pode diminuir a produção de alimentos, automaticamente gerando um desequilíbrio no mercado e nos preços de alimentos, por exemplo.

Com isso, podemos concluir que a produção de biocombustíveis é mais favorecida em países que têm um território grande e com riqueza de campos produtivos, caso do Brasil.

Alguns biocombustíveis conhecidos:
*Etanol (Álcool Combustível);
*Biogás;
*Biodiesel;
*Entre Outros.

Algumas vantagens dos biocombustíveis:
*Menos poluentes;
*Fontes Renováveis;
*Maior independência dos combustíveis fósseis;
*Exportação.

Algumas desvantagens dos biocombustíveis:
•Necessidade de grandes áreas agrícolas;
•Possibilidade de maior desmatamento;
•Possibilidade de diminuição na produção de alimentos, gerando desequilíbrio no mercado e nos preços;

Conhecendo o biodiesel

O biodiesel é produzido por meio de óleos vegetais e gorduras animais. Biodegradável, entre as matérias-primas que podem ser utilizadas em sua produção estão a mamona, girassol, algodão, entre outras. Na fonte de gordura animal, o mais comum é a utilização do chamado sebo bovino e também a gordura de porcos.

Atualmente, estima-se que o Brasil produza 821 litros deste tipo de biocombustível por ano.

Características do biodiesel:

*Utiliza óleos vegetais e gorduras animais na produção;
*Entre elas mamona, algodão, girassol, entre outras;
*Além disso, também podem ser utilizados sebo bovino e gordura suína;
*O número de produção brasileira é de 821 litros/ano.

Conhecendo o Etanol

O Etanol se tornou realmente popular no nosso país na década de 70 devido ao lançamento na época do Programa Nacional do Álcool (Proálcool). Atualmente o produto é feito a partir da cana-de-açúcar, matéria prima, que serve em sua totalidade dentro do processo produtivo, uma vez que alguns itens são aproveitados para a produção em si e o restante utilizado como fertilizantes ou outras formas de gerar energia.

No Brasil já existem inclusive estudos para desenvolver o que se chama, por enquanto, de Etanol de segunda geração. Havendo sucesso nesses estudos e ele chegando a produção e ao mercado no geral, espera-se uma produção 40% maior, sem a necessidade de aumento de canaviais.

Sobre o Etanol:

*Muito popular desde a década de 70;
*Produzido a partir da cana-de-açúcar;
*Matéria-prima utilizada em sua totalidade.