Girafa: Curiosidades e características


Talvez a mais elegante espécie do reino animal, quando pensamos em girafas logo pensamos nessa criatura de aparência dócil, de pele recoberta de manchas circulares, que anda pelas savanas africanas com ares majestosos erguendo para um lado e para o outro o seu longo pescoço. Não à toa, as girafas são as donas dessa marca: os maiores pescoços do reino animal. São também donas de outros recordes justamente por conta de seu longo pescoço: uma vez que ele lhes obriga a possuir um sofisticado sistema de circulação sanguínea para impedir que ao movimentá-los elas sofram vertigens, as girafas também são conhecidas como as donas da maior pressão sanguínea entre os sistemas circulatórios dos animais.

Esses animais podem chegar aos incríveis 6 metros de altura, e por esse fator também acabam por bater outro recorde: são os animais mais altos de que se tem notícia no mundo. Altas, simpáticas e donas de grandes pescoços, as girafas sempre despertam a simpatia de quem as observa. Mas cuidado: ainda que aparentemente dóceis, são capazes de enfrentar e vencer utilizando seus coices feras selvagens como leões e leopardos.

Girafa: Curiosidades e características

Características gerais

O nome girafa tem suas origens no árabe (“zarafat”) e no italiano (“giraffa”). Elas são mamíferos artiodátilos, isto é, possuem um número par de dedos em suas patas, e também ruminantes herbívoros, ou seja, se alimentam de plantas e as mastigam muito bem antes de serem engolidas. São animais de grande porte, que pertencem à família Giraffidae e à ordem Artiodactyla, e seu peso pode alcançar, em média, uma marca em torno de 272 quilos. Seus longos pescoços podem chegar até a incrível marca de 3 a 4 metros de comprimento, mas ainda sim possuem, como todos os outros mamíferos, apenas sete vértebras cervicais.

As girafas habitam majoritariamente a região do sul do continente africano e são essencialmente conhecidas por serem animais gregários, ou seja, organizam-se e vivem em grupos, bandos, geralmente compostos por um número que varia de oito a doze animais. Os machos da espécie são comumente mais encorpados do que as fêmeas, mas afora essa única diferenciação, poucos elementos os distinguem entre si. Inclusive os chifres, que entre muitas espécies servem como elemento de distinção entre os gêneros, no caso das girafas são exatamente iguais entre machos e fêmeas, variando apenas na quantidade que cada um dos animais pode ter, entre um par ou dois, sendo que ainda sim essa característica é alheia ao sexo biológico de cada um deles.

Alimentação

As girafas alimentam-se principalmente das folhas das árvores de copas altas, como é o caso das acácias, seu prato preferido. Para dar conta de sua refeição, elas possuem uma longa e áspera língua de 40 cm que é utilizada, em conjunto com o lábio superior, no intuito de alcançar as folhas mais altas dessas árvores. De acordo com alguns estudos, um macho da espécie é capaz inclusive de passar, ao longo do dia, cerca de vinte horas se alimentando, o que faz com que ele chegue a ingerir uma média de 80 kg de comida por dia.

Curiosidades sobre as girafas

Não é de se espantar que esses bichos tão grandes, capazes de atingir uma altura completamente sobre-humana, despertem tanta curiosidade em pesquisadores e cientistas.

De acordo com uma pesquisa realizada pelo Zoológico de San Diego, as girafas possuem corações também avantajados, que chegam a pesar cerca de 11 quilos, medindo 60 centímetros em média. Seus pulmões também tem a capacidade de abrigar cerca de 55 litros de ar tamanho o seu potencial de abrangência muscular.

Outra grande curiosidade sobre as girafas é que esses animais praticamente não dormem. Seu sono é composto de praticamente 20 minutos totais por dia, divididos em pequenos e ligeiros cochilos que são tirados de maneira esparsa. Esse sono tão restrito na verdade é uma vantagem evolutiva que acabou se tornando um fator importante na seleção natural, uma vez que dormir tão pouco faz com que elas estejam sempre alerta para a presença constante de predadores.

Como tudo na vida das girafas, a hora do parto também é perpassada por grandes proporções. Como a mãe dá á luz de pé, ao nascer, o filhote sofre uma queda de dois a três metros em média e logo precisa se recuperar e dar conta de sustentar seu corpo sobre as quatro patas. A gestação do filhote de girafa durante cerca de catorze meses e, ao nascer, os filhotes já vem ao mundo medindo por volta de 1.80 metros de altura e pesando de 45 a 68 quilos.

As girafas também são animais bastante rápidos. Apesar de seu corpo pesado e de seu tamanho, isso não as impede de atingir a marca de cinquenta e seis quilômetros por hora na hora de fugir de predadores. Isso se deve as suas longas pernas, capazes de lhes oferecer a possibilidade de correr em tiros curtos nessa mesma velocidade.