Glossodínia


A síndrome da ardência bucal, também chamada de glossodínia, é uma desordem que é caracterizada por uma sensação de formigamento ou de queimação em toda a cavidade oral, principalmente da língua, sem que alguma desordem médica subjacente ou anormalidades nas mucosas sejam detectadas.

Existem diversas causas possíveis para o desenvolvimento da glossodínia, a saber: climatério, também conhecido como menopausa; reação ao creme dental que contenham em sua composição a substancia lauril sulfato de sódio; deficiência de nutrientes; substâncias irritantes como temperos, tabaco e álcool; traumas que podem ser causados pelo uso de próteses dentárias; diabetes do tipo 2; infecções causadas por fungos, como a candidíase; lesões nos nervos, principalmente aqueles que estejam ligados com o paladar; depressão, ansiedade crônica e fatores que causam boca seca, conhecido como xerostomia.

Glossodínia

Como já dissemos, o principal sintoma que a glossodínia causa é a ardência na cavidade oral. Além disso, esse sintoma ainda pode estar ligado com a distorção e diminuição do paladar e com a xerostomia, que nada mais é do que a sensação de boca seca. Apesar disso, para que o quadro em questão seja de glossodínia, não podem haver alterações detectáveis nas mucosas ou ainda na saliva. Vale ressaltar ainda que é extremamente comum, que os sintomas citados acima não se apresentem pela manhã, mas acabem piorando ao longo do dia.

O diagnóstico da glossodínia é feito através do método de exclusão, onde começa a se eliminar todas as causas possíveis para que esteja acontecendo tal ardência e queimação nessa região do corpo.

Vale ressaltar que não existe um tratamento específico para a glossodínia, já que ele varia de acordo com a causa. Quando este problema é causado por fatores considerados psicológicos, a queimação e o formigamento da cavidade oral pode ser administrado através da associação com tratamentos de cunho psicológico.

Quando a causa da glossodínia é física, o indivíduo com este problema deve trata-lo de maneira imediata, como por exemplo, passar a utilizar uma pasta de dente diferente, regular o consumo com valor nutricional, adequar a prótese dentária, entre muitos outros.

Causas

A glossodínia, também conhecida por ser uma síndrome causada por ardência da cavidade oral, nada mais é do que a sensação de queimação ou de formigamento que acontece em toda a cavidade da boca, em especial na língua. Vale ressaltar ainda, que neste caso não são apresentadas anormalidades médicas ou desordens na saliva ou na mucosa da boca.

Existem diversas causas possíveis para o desenvolvimento da glossodínia, a saber: climatério, também conhecido como menopausa; reação ao creme dental que contenham em sua composição a substancia lauril sulfato de sódio; deficiência de nutrientes; substâncias irritantes como temperos, tabaco e álcool; traumas que podem ser causados pelo uso de próteses dentárias; diabetes do tipo 2; infecções causadas por fungos, como a candidíase; lesões nos nervos, principalmente aqueles que estejam ligados com o paladar; depressão, ansiedade crônica e fatores que causam boca seca, conhecido como xerostomia.

Na maioria dos casos relatados, os indivíduos acordam sem dor, mas os sintomas passam a se manifestar e a crescer com o passar do dia. Alguns pacientes ainda relatam que além da síndrome da boca ardente, apresentam um quadro de depressão ou de ansiedade crônica. Mas, vale ressaltar que este quadro não se associa de maneira consistente com o aparecimento deste problema. Além disso, o tipo de tratamento administrado tem pouco impacto na hora de queimar os sintomas apresentados na cavidade oral.

Podemos dizer que a maioria dos sintomas e das causas dessa síndrome que a literatura e a ciência propõe, ou ainda a falta de uma evidência sólida não se encaixa na definição do que é realmente glossodínia, o que é dor nos lados da língua, sem apresentação de atrofia ou massas. Essas causas que são propostas acabam incluindo níveis de hormônio após a menopausa, dietas, infecções, uso de drogas e deficiências de minerais e de vitaminas.

Quando a causa da glossodínia está ligada com fatores psicológicos, como depressão e ansiedade, distúrbios emocionais, os indivíduos passam a desenvolver esses sintomas pelo extremo medo de desenvolvimento de um câncer.

O tratamento

Não existe um tratamento específico para a glossodínia. Isso porque essa síndrome acontece de maneira individual em cada pessoa, dependendo basicamente dos sintomas, das particularidades, dos sinais, da causa ou das causas da mesma. A maioria dos indivíduos que possuem essa síndrome da ardência na boca pode controlar os sintomas utilizando tratamentos que são administrados sob medida.

Áreas da cavidade bucal onde a sensação de queimação, formigamento ou dor seja persistente, e que venha associada com o aparecimento de feridas e lesões com longa duração, faz-se necessário a realização de uma biópsia, para que o diagnóstico de um pré-câncer ou de um câncer oral possa ser descartado. Para um melhor diagnóstico, o seu dentista poderá solicitar exames de sangue, avaliando possíveis alterações nas taxas de glicose e de vitaminas.