O que é Tecido?


Pela ótica da biologia, o tecido consiste em um grupo de células. Essas células podem ser iguais, um pouco diferentes, separadas por componentes intercelulares ou líquidos. Além disso, suas funções são idênticas quando presentes em um organismo multicelular. Na medicina, os tecidos são estudados por meio do diagnóstico de uma enfermidade: a histopatologia. Não à toa, a especialidade médica responsável por pesquisar como ocorre o agrupamento de tecidos para a formação de sistemas e órgãos é a histologia.

O que é Tecido?

O que é tecido e suas principais características

Os tecidos consistem em estruturas de células semelhantes que, agrupadas, trabalham em prol de uma mesma função no organismo. Tais células não podem ser encontradas de modo separado, já que obrigatoriamente se associam umas as outras para a formação de órgãos e, posteriormente, de sistemas. As células, ao se organizarem em grupos, desempenham determinadas funções no organismo humano (as quais veremos a seguir).

Existem dois diferentes tipos de tecidos biológicos, sendo eles: tecidos vegetais e tecidos animais. Os tecidos vegetais, presentes nas plantas, também são responsáveis pela formação de órgãos – como é o caso do caule e folhas, por exemplo. Os tecidos vegetais são classificados da seguinte maneira:

  • Tecido parênquima
  • Tecido Xilema e floema
  • Tecido colênquima
  • Tecido Epiderme
  • Tecido esclerênquima

Todos os tecidos das plantas são fundamentais para garantirem a existência das mesmas. Não à toa, eles trabalham em conjunto para o preenchimento de órgãos, para sustentação, para crescimento das folhas, fortalecimento do caule e assim por diante.

O floema e xilema, por outro lado, trabalham no transporte de componentes da planta. Já a epiderme é o tecido de maior importância para elas, já que atua como um tecido de revestimento, protegendo a estrutura corporal da planta. Cabe ainda destacar que bactérias, fungos e demais micro-organismos que integram o reino protista não contam com tecidos verdadeiros.

Quais são os tecidos humanos?

Neste artigo daremos enfoque aos tecidos humanos, que podem ser classificados da seguinte forma:

Tecido epitelial

As células que formam o tecido epitelial são abundantes e ficam extremamente próximas, o que faz com que quase não existam componentes para preencher o espaço entre as mesmas. Além das células justapostas, tal tecido também conta com pequenas quantias de matriz extracelular.

O principal objetivo do tecido epitelial é proteger e revestir o corpo humano. Internamente, este tecido reveste órgãos como o estômago e a boca. Externamente, o tecido epitelial forma a epiderme – responsável pelo revestimento da pele.

O tecido epitelial também é o responsável pela composição de algumas glândulas humanas. Vale lembrar que as glândulas são formadas a partir de uma ou mais células e são responsáveis pela fabricação de hormônios, lágrimas, sucos gástricos e até mesmo suor.

Tecido muscular

Já o tecido muscular é composto por células alongadas e com altíssima capacidade para a contração – de modo a permitir os mais variados movimentos musculares. O tecido muscular tem relação direta com a nossa alimentação e locomoção. Além disso, é graças a ele que as células do organismo recebem oxigênio e nutrientes, como é o caso de vitaminas e minerais.

O tecido muscular é dividido em três subclassificações: tecido muscular liso, tecido muscular estriado cardíaco e tecido muscular estriado esquelético.

O tecido muscular liso é presente na musculatura de órgãos internos, tais como o estômago, bexiga e até mesmo vasos sanguíneos. Enquanto isso, o tecido muscular estriado cardíaco é responsável por bombear sangue para o resto do corpo e o tecido muscular estriado esquelético atua diretamente na movimentação, estando ele atrelado aos ossos.

• Tecido conjuntivo

O tecido conjuntivo é um dos mais completos do organismo humano. As células que o compõem são bem afastadas, o que justifica o preenchimento entre elas por meio de substâncias intercelulares.

O principal objetivo do sistema conjuntivo, como seu próprio nome já dá a entender, é “juntar” os diferentes órgãos do organismo, unindo-os e sustentando-os.

Muitos são os grupos de células encontrados no tecido conjuntivo. Isso justifica ainda a subdivisão deste tecido em: tecido cartilaginoso, tecido adiposo, tecido sanguíneo e tecido ósseo.

O tecido cartilaginoso é responsável pela formação das cartilagens, presentes na traqueia, nariz, orelha e demais articulações. O tecido adiposo, por sua vez, é composto exclusivamente por células armazenadoras de gordura. O tecido ósseo é o responsável pela formação dos diferentes ossos e o tecido sanguíneo constitui o líquido sanguíneo.

Tecido nervoso

O tecido nervoso é formado por células denominadas ‘neurônios’. Estes são responsáveis pelo recebimento e posterior condução de informações para demais células do organismo por meio do processo de ‘impulso nervoso’.

Os neurônios são células do tipo especializadas e tem o formato estrelado. O tecido nervoso também é formado por outros tipos de células, como é o caso das células ‘da glia’, que atuam de modo a proteger, sustentar e alimentar os neurônios.

O tecido nervoso é encontrado apenas nos órgãos próximos ao sistema nervoso central, como na medula espinhal e no próprio cérebro.