Produção de Biocombustível


Os biocombustíveis consistem em combustíveis fabricados biologicamente, por meio de vegetais como a soja, milho, cana de açúcar, canola, mamona, cânhamo e outros. Além disso, alguns tipos de lixos orgânicos também são frequentemente utilizados para a formação dos biocombustíveis.

Eles são utilizados tanto como combustível para os veículos, tais como carros, tratores e caminhões, de maneira integral ou também como misturados com outros tipos de combustíveis, os fósseis. Em nosso país, o diesel é o combustível que se mistura com o biocombustível, enquanto na gasolina é adicionado o etanol.

Biocombustível

Vantagens no uso dos biocombustíveis

Muitos são os benefícios encontrados no uso dos biocombustíveis quando em comparação com outros tipos de combustíveis.

• A principal vantagem se relacionada com a emissão dos gases poluentes, que é drasticamente reduzida graças ao uso desse tipo de gás.

• Além disso, o biocombustível também se trata de uma fonte de energia renovável, diferentemente do que acontece com os combustíveis fósseis, como a gasolina, o carvão mineral, o óleo diesel e outros. Dessa forma, ele não polui o nosso meio ambiente.

Porém, existe também um ponto negativo na produção de biocombustíveis, já que há uma diminuição nas lavouras dedicadas para a produção de alimentos. Isso porque muitos agricultores, com a intenção de maiores lucros, voltam as suas fazendas para a produção de soja, milho ou cana de açúcar para posteriormente transformar em biocombustível.

A produção de biocombustível no Brasil

Uma boa notícia em relação ao nosso território é o fato de que os estudos sobre o assunto ganham grande apoio, principalmente político. Além disso, nossa flora também é extremamente rica e o Brasil consegue sair à frente na disponibilidade de matéria prima para a produção do biocombustível.

No território brasileiro, ambos são os biocombustíveis produzidos em maiores quantidades, como é o caso do biodiesel e do etanol.

O etanol é formado por meio da cana de açúcar, mesmo que algumas pesquisas já sejam direcionadas para o uso de milho como matéria prima para seu desenvolvimento.

Enquanto isso, o biodiesel é desenvolvido a partir de algumas oleaginosas, como o algodão, o girassol, a mamona, o amendoim, a soja e o dendê. Além disso, outras matérias primas utilizadas como alternativas são as gorduras animais, residuais ou o próprio óleo de fritura.

Outras plantas não tão assim conhecidas, mas que no nosso país também servem como matérias primas para a extração e produção dos biocombustíveis são: macaúba, pinhão manso (jatropha curcas), buriti (maurutia fexuosa), babaçu (ricinus communis), sendo todas elas de produção exclusiva em nosso solo.

A soja é cultivada principalmente nas regiões Sul e Sudeste, além do Cerrado. O dendê, por sua vez, é produzido no Norte, o Bioma na Caatinga e a mamona na região Nordeste do país.

Os principais biocombustíveis produzidos em todo o mundo são, além do etanol e biodiesel:

• Biogás, desenvolvido por meio de biomassa;

• Bioéter;

• Bioetanol.

A produção de biocombustível é de extrema importância não só no Brasil como em toda a extensão do território nacional. Isso porque eles são de fontes renováveis, obtidos quase que unicamente por vegetais.

Dessa forma, eles são considerados verdadeiras fontes para energia limpa, já que não aumentam os níveis de carbono em nossa atmosfera. Por isso, ele também não intensifica o efeito estufa – o que ocorre com os outros gases – diminuindo a possibilidade do aquecimento global.

Para acabar com o efeito estufa e evitar de forma cada vez mais agressiva a emissão dos gases poluentes, é necessária, o quanto antes, a substituição dos combustíveis fósseis, que derivam do petróleo, pelos biocombustíveis.

Com origem unicamente em fontes renováveis, os biocombustíveis acabam de vez com o problema de que o petróleo pode se extinguir nas próximas décadas. Além disso, apostar na produção de biocombustível diminui a poluição das grandes cidades e aumenta o nosso bem-estar.

No Brasil, a maior experiência com a produção do biocombustível biodiesel foi realizada na região do Piauí, no Nordeste. Seu desenvolvimento foi possível graças ao cultivo de mamona.

Na cidade de Canto do Buriti está a maior e mais importante usina para a produção do biodiesel no Brasil: a Usina de Floriano. Sua capacidade de produção chega a até sete milhões de litros a cada ano que passa.

Porém, a mamona não conseguiu se adaptar completamente com a região do Piauí, motivo pelo qual a principal matéria prima para a produção do biodiesel ainda esteja concentrada na soja, produzida principalmente na região Centro Oeste do Brasil.

Enquanto isso, o etanol se tornou uma realidade cada vez mais significativa em toda a extensão do nosso território, dando início com o programa ‘Proálcool’. Desde então, essa se tornou uma ótima alternativa contra a crise do petróleo mundial.

Em nosso país, a produção desse biocombustível é de cerca de 10 bilhões de litros anuais, principalmente graças ao cultivo da cana de açúcar nas regiões de São Paulo, Mato Grosso do Sul, Paraná, Goiás e Minas Gerais.