Resumo da Biodiversidade


Falar sobre assuntos relacionados ao meio ambiente já se tornou uma tendência! Afinal, de alguns ano para cá parece que a consciência ecológica das pessoas foi aprimorada, e hoje já há um entendimento geral de que é necessário preservar a natureza. E um dos termos que tem tudo a ver com esse contexto é “Biodiversidade”.

Você sabe o que é biodiversidade, qual é a importância dela e qual é a sua relação com o nosso cotidiano? Para conhecer tudo sobre esse assunto, vamos ler agora um resumo da biodiversidade, entendendo o seu conceito e percebendo, mais uma vez, o quanto é importante preservar o meio ambiente.

Biodiversidade

Resumo da biodiversidade – conceito

Vamos começar pelo significado literal da palavra. Ao desmembrarmos “biodiversidade”, temos o prefixo “bio”, que significa vida e “diversidade”, no sentido de variedade. Portanto, esse termo é utilizado para se referir à grande variedade de formas de vida existentes no planeta Terra, passando por animais, vegetais, seres microscópicos e todos os outros.

Na Eco92, foi apresentada a chamada Convenção da Diversidade Biológica. Nela, a biodiversidade foi definida como “a variabilidade de organismos vivos de todas as origens, compreendendo, dentre outros, os ecossistemas terrestres, marinhos e outros ecossistemas aquáticos e os complexos ecológicos de que fazem parte; compreendendo ainda a diversidade dentro de espécies, entre espécies e ecossistemas”.

No ano de 1988, o termo ganhou ainda mais relevância, porque foi utilizado por Edward Wilson, especialista em ecologia, que publicou um livro usando esse termo, que havia sido amplamente discutido em uma convenção realizada nos Estados Unidos.

Para que o estudo sobre ela ficasse mais fácil e eficiente, a biodiversidade foi dividida em três grandes níveis, que são os seguintes:

• Diversidade genética

Diz respeito às diferenças existentes entre seres vivos de uma mesma espécie, motivadas pela combinação genética distinta de cada um. Para entender melhor, podemos pensar no ser humano mesmo: não existe uma pessoa exatamente igual à outra, porque cada uma tem uma combinação específica de genes que determinam cor dos olhos, textura dos cabelos e todas as outras características.

• Diversidade orgânica

Já existem quase 2 milhões de espécies de seres vivos diferentes que já foram identificadas pelos cientistas, embora devam existir inúmeras outras, essa é o segundo nível da biodiversidade. O que divide as espécies, basicamente, é a história e a trajetória evolutiva de cada uma, que faz com que adquira determinados traços únicos.

• Diversidade ecológica

Nesse nível, existe uma espécie de ciclo: quando grupos de espécies diferentes interagem entre si, temos uma comunidade. Essas comunidades vão se relacionar com o ambiente em que estão inserida, dando origem aos ecossistemas. Os ecossistemas, por sua vez, também interagem compondo as paisagens que originam os biomas, como por exemplo, florestas, oceano, deserto.

Resumo da biodiversidade – importância e ameaças

Agora que você já leu um resumo da biodiversidade abordando a origem do tema e o seu significado, é hora de compreender qual é a importância dela para a sociedade como um todo e as ameaças que vem sofrendo.

A biodiversidade é o que proporciona o equilíbrio necessário para sustentar os mais diversos ecossistemas existentes. Vamos supor: em uma grande floresta, a água é liberada por evaporação dos rios, lagos e riachos e pode retornar sob a forma de chuva, indispensável para manter a vida de todas as espécies que vivem naquele bioma. Outro exemplo: os vegetais presentes nessa floresta realizam o processo de fotossíntese, que resulta na absorção de gás
carbônico e na liberação de gás oxigênio, fundamental para todos os seres vivos que vivem ali e que praticam a respiração aeróbia.

Com essa diversidade de formas de vida, cada uma pode contribuir de uma forma diferente em benefício de todas as outras. Portanto, o primeiro aspecto de importância da biodiversidade diz respeito ao fato de ela manter os próprios ecossistemas.

Outro ponto: quanto menos árvores, mais gás carbônico na atmosfera, que agrava o efeito estufa e é um dos elementos que provocam e intensificam o aquecimento global.

Se você acha que isso não reflete uma grande relevância social e econômica, vamos pensar que, mais uma vez, é a biodiversidade que sustenta boa parte da indústria da biotecnologia, com a fabricação de medicamentos, de hormônios sintéticos, produtos cosméticos e diversos outros, que além de serem essenciais para nós, seres humanos, movimentam milhões de dólares no mundo todo.

Isso sem contar que a biodiversidade é o fundamento de outras atividades econômicas, como a agropecuária, florestal, pesqueira.

E mesmo sendo tão importante, infelizmente a biodiversidade tem sofrido uma série de ameaças, principalmente por
conta de atividades humanas. Nas regiões tropicais, por conta do clima, muitas florestas estão dando lugar a complexos habitacionais que prejudicam os ecossistemas. Entre os fatores que ameaçam a biodiversidade, destacam-se:

• A exploração excessiva e inconsciente de espécies animais e vegetais;
• Tráfico de animais, biopirataria;
Mudanças climáticas;
• Contaminação da água, solo e ar por poluentes.