Resumo da Classificação dos Seres


Neste texto, vamos fazer um resumo da classificação dos seres, explicando de forma clara e direta um pouco da sua história, o que é, para que serve e quais são os grupos dos seres.

Desde sempre as pessoas procuram agrupar tudo o que faz sentido agrupar. Juntar coisas que tenham características parecidas significa o mesmo que classificar. E foi com este pensamento que a classificação dos seres vivos nasceu.

Desde a antiguidade as pessoas buscavam separar os seres vivos em grupos semelhantes. Mas havia pouco conhecimento e tudo era bastante simplista. A primeira pessoa, que se tem notícia, a fazer este tipo de separação dos seres vivos foi Aristóteles. Ele separava os seres vivos em “com sangue” e “sem sangue”. Depois dele, Teofrasto, um de seus discípulos, passou a dividir também as plantas em “árvores”, “arbustos”, “ervas” e “subarbustos”. Por isso, Teofrasto é considerado o pai da botânica.

Classificação dos Seres

A partir daí, biólogos e estudiosos de todo o mundo, foram estreitando o conhecimento da vida, e separando os grupos levando em consideração alguns critérios como:

* o habitat em que vivem
* o ambiente onde se encontram
* como se locomovem

Pessoas do mundo inteiro saiam em busca de novos seres vivos para catalogar e classificar. E como haviam muitos seres sendo descobertos, e muitos livros sendo publicados sobre isso, cada vez mais conhecimento era adquirido, e com isso novas formas de classificação iam sendo criadas.

No início do ano de 1730, Carl Vón Linne, um apaixonado pela natureza e de família bastante pobre, resolveu criar um sistema de classificação próprio. Começou a catalogar seres vivos do mundo todo segundo sua anatomia. Ele era considerado o melhor no que fazia, devido aos seus métodos únicos. Ele então separou os animais em:

* Répteis
* Mamíferos
* Peixes
* Aves
* Insetos
* Vermes

Posteriormente foram surgindo outros grupos e deixando a classificação ainda mais completa. Acrescentando também os moluscos e crustáceos. E até meados do século 20, os seres vivos eram classificados em somente dois grandes reinos: o Plantae e Animalia. Somente com o desenvolvimento da tecnologia à serviço da biologia é que surgiram outros reinos e ainda maias classificações.

A classificação de reinos como conhecemos hoje, se deu em 1969 por Robert H. Whittaker.

O que é a Classificação dos Seres

Neste resumo da classificação dos seres você vai entender o que é e como facilita o estudo das espécies.

A Classificação dos seres faz parte da ciência que estuda os organismos, ou seja, um ramo da biologia que é chamada de sistemática ou taxonomia. A sistemática ou taxonomia procura descrever a biodiversidade e entender a relação que os organismos têm entre si.

Os grupos são formados a partir do estudo das semelhanças e diferenças entre os seres vivos, nos mais diferentes níveis. O sistema atual de classificação dos seres se baseia em um modelo estabelecido em 1758.

Como são classificados

Vamos fazer um resumo da classificação dos seres explicando como eles são divididos e quais os critérios para separá-los. Todos os seres vivos precisam de alimento, se reproduzir e respirar. Eles também possuem características químicas que os diferem, formadas por substâncias orgânicas ou não.

As substâncias não orgânicas são as formadas pela natureza, como a água, os sais minerais e etc. As orgânicas são necessariamente produzidas por seres vivos como os lipídios, proteínas, vitaminas, ácidos nucleicos e carboidratos. Os seres vivos também possuem diferentes tipos de células. Ou seja, são compostos por uma infinidade de características.

A classificação dos seres é feita a partir de conjunto destas diferentes características, que sejam relevantes e que permitem a verificação das relações de parentesco entre os seres. Isso é feito a fim de descobrir as principais linhas de evolução de cada ser. Estas classificações são chamadas de sistemas naturais, pois procuram ordenar naturalmente os organismos, a fim de encontrar a relação de parentesco evolutivo de cada uma das espécies.

Os animais são classificados, de ordem crescente por:

* Reino
* Filo
* Classe
* Ordem
* Família
* Gênero
* Espécie

O Reino é a classe superior. Como este texto trata-se de somente um resumo da classificação dos seres, vamos falar poucas características de cada um deles. No total são 5 reinos:

* Reino Monera – composto somente por organismos unicelulares (somente uma célula) e procariontes (que não possuem um núcleo celular organizado). Fazem parte do grupo monera seres como: algas azuis e bactérias.

* Reino Protista – formado por unicelulares e eucariontes. Alguns exemplos de seres deste reino são: protozoários (amebas, giárdias e tripanossomas)

* Reino Fungi – todos eucariontes, unicelulares ou pluricelulares. Alguns exemplos de seres que fazem parte deste reino são: Cogumelos, bolores e lêvedos.

* Reino Plantae ou Metaphyta – todos eucariontes pluricelulares, capazes de produzir sua própria energia. As plantas superiores, intermediários e inferiores fazem parte deste grupo.

* Reino Animal ou Metazoa – também eucariontes pluricelulares mas heterótrofos, ou seja, que não são capazes de produzir sua própria energia. Fazem parte deste grupo todos os animais como aves, vertebrados e mamíferos, inclusive o ser humano.