Resumo dos Biomas do Brasil


Um bioma pode ser definido como um conjunto de variedades de vegetação que se estende por áreas contínuas de uma região. A fauna e a flora de um bioma são semelhantes e são definidas pelas características físicas de cada local. As condições climáticas e as singularidades das rochas e da geografia deste espaço determinado garantem a cada bioma uma diversidade biológica única. No Brasil, encontram-se os biomas da Amazônia, Cerrado, Mata Atlântica, Caatinga, Pampa e Pantanal.

Resumo dos Biomas do Brasil: Amazônia

A Amazônia possui cerca de quatro milhões de quilômetros quadrados, sendo considerada o maior bioma do país. São mais dois milhões de espécies diferentes vivendo na maior área tropical selvagem do mundo. A cada hectare, existem cerca de 200 espécies de árvores diferentes. Com muitas paisagens, a Amazônia está localizada nos estados do Acre, Amazonas, Amapá, Roraima, Pará, Maranhão, Tocantins, Rondônia e Mato Grosso. A floresta pode ser dividida em três áreas: igapós (regiões alagadas por águas escuras), várzeas (regiões alagadas por águas claras) e as regiões de mata que não alagam. Em algumas partes é possível encontrar áreas não florestais, como campinaranas, savanas e campinas.

Biomas do Brasil

A Amazônia possui uma importante função no equilíbrio climático do mundo. A floresta atua na disseminação de chuvas para o continente sul-americano, absorve o carbono presente na atmosfera e devolve água para o ar por meio da evaporação do líquido do solo e pela transpiração das plantas. O clima na Amazônia é úmido, quente e chuvoso (chove cerca de 130 dias anualmente) e os principais rios da Bacia do Amazonas passam pela floresta.

Resumo dos Biomas do Brasil: Cerrado

O cerrado é considerado a savana brasileira, possui áreas de campos cobertos por relva e regiões com densa arborização e mais de seis mil espécies de plantas catalogadas. Em tamanho, é o segundo maior bioma do Brasil, com dois milhões de quilômetros quadrados e está localizado no planalto central. O solo árido guarda espécies que são encontradas apenas no Cerrado e nascentes que alimentam a bacia Amazônica (norte), a bacia Platina (sul) e a bacia do São Franscisco (leste). No período de outubro a abril, as chuvas são constantes e a paisagem ganha um tom esverdeado. Porém, no restante do ano, o clima é seco, o que aumenta o risco de queimadas espontâneas.

O Cerrado está concentrado no Distrito Federal e nos estados de Goiás, Maranhão, Tocantins, Mato Grosso do Sul e Minas Gerais. O clima é quente e subúmido, com temperaturas médias entre 22 e 27 graus e uma estação seca e outra chuvosa, ambas bem demarcadas. As chapadas extensas, a mata ribeirinha e os vales encharcados são paisagens características do bioma Cerrado.

Resumo dos Biomas do Brasil: Mata Atlântica

A Mata Atlântica é o terceiro maior bioma do Brasil, com mais de um milhão de quilômetros quadrados, sendo que destes restam apenas sete por cento da mata original devido à exploração de Pau-Brasil, cana-de-açúcar, ouro, café e o desmatamento. A Mata Atlântica está pressente no litoral e contribui para o equilíbrio do relevo ao manter as encostas dos morros em seus devidos lugares. Vales, montanhas, planícies e planaltos dão charme e beleza a Mata Atlântica.

Cerca de 200 espécies diferentes de aves endêmicas vivem na Mata Atlântica – aproximadamente 120 são ameaçadas de extinção. Por causa do solo raso, é possível observar a aparição das rochas. A fauna e a flora são beneficiadas pela alta umidade, proveniente do oceano, e as diferenças de altitude e latitude são responsáveis pela formação de paisagens diferentes como a Floresta Ombrófila Densa (próxima ao mar), a Mata Atlântica de Planalto (interior) e a Floresta Ombrófila Mista (sul do país).

Resumo dos Biomas do Brasil: Caatinga

Com cerca de 840 mil quilômetros quadrados, a Caatinga é o bioma mais árido do Brasil e está presente no nordeste do país (Rio Grande do Norte, Ceará, Paraíba, Piauí, Pernambuco, Bahia, Maranhão, Alagoas e Sergipe). De clima semiárido, este bioma possui plantas que se adaptaram a aridez da área, como as árvores que perdem todas as folhas nos períodos de seca, as bromélias e as cactáceas, por exemplo. A poeira branca, proveniente do solo argiloso e seco, cobre a vegetação de savana estépica.

Com pouca chuva, os rios que passam pela Caatinga, principalmente o São Francisco e o Parnaíba, são perenes e caudalosos. Os açudes matam a sede dos moradores e dos outros seres vivos da região. Brejos e áreas serranas podem ser encontradas em alguns trechos da Caatinga, um bioma exclusivamente brasileiro.

Resumo dos Biomas do Brasil: Pampa

O Pampa possui pouco mais de 175 mil quilômetros quadrados e está localizado no estado do Rio Grande do Sul, se estendendo pelo Uruguai e Argentina. Com clima chuvoso, este bioma não possui períodos de seca regulares e as temperaturas são frias, marcando graus negativos no inverno. Arbustos e ervas cobrem o relevo sutilmente ondulado, mas também é possível encontrar algumas formações com árvores altas e áreas com árvores que perdem as folhas em períodos de seca.

Existem cerca de três mil espécies vegetais, destas cerca de 400 são gramíneas. Na região litorânea, formam-se lagoas e banhados que refugiam espécies endêmicas.

Resumo dos Biomas do Brasil Pantanal

O Pantanal é o menor dos biomas brasileiros, com cerca de 150 mil quilômetros quadrados de extensão. Presente no Mato Grosso e no Mato Grosso do Sul, o Pantanal pode ser encontrado no Paraguai e na Bolívia. A savana é a vegetação predominante e a região passa por longos períodos de inundação, sendo que grande parte da água da Bacia do Prata percorre o Pantanal. A cheia acontece de outubro a abril, alterando a paisagem e a vida da fauna e da flora local.