Sistema Digestivo dos Cordados


Os cordados são um dos filos que compõe toda a natureza. A principal característica dos cordados é a simetria bilateral, ou seja, apresentam semelhanças entre os dois lados. Também são animais triblásticos, que apresentam 3 tipos de tecidos no corpo e deuterostômios, apresentando portanto uma separação entre a boca e o ânus. Aprenda tudo sobre as características deste filo, inclusive sobre o sistema digestivo dos cordados a seguir.

Sistema Digestivo dos Cordados

Tudo sobre os cordados

Antes de falar especificamente sobre o sistema digestivo dos cordados, vamos aprender um pouco mais sobre este imenso filo. A palavra ‘cordado’ vem do latim chordata e indica que em algum momento de sua vida, estes animais tinham o mesmo ancestral do que os seres chamados de notocorda.

Trata-se de um imenso filo, composto por mais de 40 mil animais diferentes. Conforme já foi citado, a principal característica é a similaridade bilateral. Isso se dá devido à notocorda, estrutura longitudinal dorsal que sustenta o corpo e que se localiza exatamente entre o tubo digestivo e o neural em forma de bastonete flexível e maciço.

Esta estrutura pode permanecer durante toda a vida do animal, ou surgir somente em algum dos muitos estágios de desenvolvimento. Os seres humanos, por exemplo, são exemplos de animais cordados e a coluna vertebral é o que substitui a notocorda, como acontece com diversos outros.

Outra característica dos cordados é a presença de fendas branquiais na faringe, que assim como a notocorda podem ou não permanecer durante toda a vida do animal. Nos cordados de vida terrestre, estas fendas desaparecem assim que o animal supera a fase embrionária, transformando-se na estrutura de respiração, a traqueia. Mas em outros ela permanece para sempre, como por exemplo, no caso dos peixes.

Os animais que fazem parte do filo dos cordados também apresentam sistema nervoso dorsal, localizado bem próximo à notocorda, citada anteriormente e ainda costumam apresentar cauda que vai além do ânus, chamada de cauda pós-anal. Pode parecer que os cordados são animais muito parecidos, mas isso não é verdade. Por ser um filo tão vasto, fazem parte dele animais extremamente diferentes, sendo que alguns são vertebrados e outros até invertebrados.

Os sistemas todos dos cordados costumam ser mais complexos do que de outros filos. O nervoso, por exemplo, assim como o sistema digestivo dos cordados é bastante completo, com uma rede nervosa, com gânglios e nervos. Por este motivo, apresentam também uma rede sensorial desenvolvido, que através de órgãos sensitivos é capaz de captar aromas, cores, sons e texturas.

Sistema Digestivo dos Cordados

Os cordados apresentam sistemas complexos, assim como é o digestivo. Portanto, possuem boca, ânus e outros órgãos que colaboram com a digestão completa dos alimentos como o esôfago, estômago, intestino e reto. Cada um dos órgãos é importante e contribui para uma boa nutrição e desenvolvimento durante toda a vida do animal.

Os sistemas digestivos dos cordados não são todos iguais, já que mudam bastante de animal para animal. Mas de forma geral, podemos dizer sobre os principais órgãos presentes em todos que compõe o filo. A boca é o primeiro órgão do sistema digestivo dos cordados e onde a digestão tem seu início.

Para que a complexidade do sistema digestivo dos cordados seja compreendida, vamos considerar o dos humanos. Tudo começa pela boca, durante a maceração. Ela age juntamente com a saliva para quebrar algumas proteínas e facilitar sua passagem pelo esôfago até chegar ao estômago. Quando chega lá, o alimento já um pouco digerido recebe enzimas que modificam sua composição química. O PH do estômago é bastante ácido e o processo de alteração do alimento é algo que acontece lentamente. Dependendo do tipo de alimento, podem durar até horas. É o no estômago que se forma o chamado bolo alimentar, que depois de receber as enzimas fica mais líquido e passa a se chamar quimo, quando aos poucos vai sendo encaminhado para os demais órgãos.

O sistema digestivo pode ser dividido em gastrointestinal superior e inferior. Fazem parte do superior:

  • a boca,
  • a faringe,
  • o esôfago e
  • o estômago.

Devemos lembrar que a faringe está presente somente nos corados terrestres e que também faz parte do seu sistema respiratório. Já do inferior, fazem parte o intestino (grosso e delgado), reto e por último, o ânus.

O intestino delgado é um dos maiores órgãos do corpo e no ser humano pode chegar a ter até 6 metros de comprimento. Nele, o quimo fabricado no estômago vai passando e os minerais, vitaminas, gorduras, açúcares, proteínas e todos os outros elementos finalmente começam a ser absorvidos pelo organismo. Lá também é lentamente absorvida, toda água presente no alimento ingerido.

Assim que termina a passagem pelo intestino delgado, o alimento continua seu caminho passando pelo intestino grosso. Dividido em quatro partes, ele termina de absorver o que é necessário para o bom funcionamento do corpo e começa a produção das fezes, que passarão pelo reto e serão finalmente eliminados pelo ânus, o último órgão do sistema digestivo dos cordados.