Tenébrios


Os tenébrios, também conhecidos como bicho da farinha, são nada mais do que as larvas do Tenebrio molitor, um besouro representante bem típico da família dos tenebrionídeos, encontrados na cor pardo-escura ou preta. Estes são considerados pragas bem vulgares, e como todos os insetos existentes no mundo, passam por quatro estágios durante sua vida, a saber: ovo, larva, pupa e adulto. Em suma, as larvas medem cerca de 2,5 cm, já os adultos medem entre 1,25 cm até 1,80 cm de comprimento.

Ciclo de reprodução dos tenébrios

O ciclo de reprodução dos tenébrios, assim como todos os besouros, acabam durante o processo de reprodução se submetendo a uma completa metamorfose, passando pelos estágios que já citamos acima.

Tenébrios

Este ciclo dura seis meses, mas depende basicamente das condições ambientais a que estão sujeitos e submetidos, como por exemplo umidade, temperatura, iluminação e nutrição. Estes animais possuem hábitos noturnos, e por este motivo não suportam a luz do sol. Já as temperaturas baixas podem impedir ou retardar o desenvolvimento desses besouros. O ideal, é que para se desenvolverem, a temperatura esteja entre 28 e 32º C.

Além disso, eles são seres que se apresentam como dimorfismo sexual evidente, estando maduro no âmbito sexual com apenas dez dias de vida, vivendo cerca de 60 dias. Uma fêmea acaba originando depois do ciclo reprodutivo cerca de 300 vos, que eclode depois de decorridos 15 dias, aderindo às partículas do substrato.

Os estágios dos tenébrios

O exoesqueleto, também chamada de pele da larva, é quitinosa e por isso, não é capaz de acompanhar o desenvolvimento desta. Antes que o besouro se torne uma pupa, essa pele pode ser substituída por até quinze vezes. Este processo recebe o nome de ecdise. A duração da fase de larva é de cerca de 90 dias. Uma larva pode atingir uma grama de peso e chegar até 3 centímetros de comprimento.

Quando os tenébrios chegam na fase final do seu desenvolvimento, sobem até a superfície de seu substrato e dão início a uma fase de transformação, passando a ser conhecidas como crisálidas ou pupas. Nesta etapa, elas não se alimentam e se alimentam por meio de contorções do dorso e dos ventres, mas quando são estimuladas através do toque. Nesse estágio permanecem por cerca de 15 dias, antes de virarem besouros adultos.

Os tenébrios são utilizados principalmente para alimentar aves de estimação e répteis. Além disso, é muito comum que eles sejam usados como isca de pesca. Eles podem ser encontrados para venda em lojas de animais ou ainda podem ser criados em casa.

Os tenébrios, também conhecidos como bicho da farinha, são besouros que pertencem à família Tenebrionidae.

Todos esses animais são da espécie holometábolo, o que significa dizer que eles tem quatro estágios de desenvolvimento: ovo, larva, pupa e adultos. Por isso, eles têm um par anterior de asas bem rígidas, onde as asas membranosas são protegidas, já que elas são mais delicadas.

Algumas espécies desses besouros são caracterizadas como sendo verdadeiras pragas da agricultura, isso devido a sua preferência por residirem em locais mais secos. De maneira frequente, eles são encontrados em armazéns, em moinhos, subprodutos como farelos e farinhas e depósitos de grãos e de cereais. Os inseticidas são um meio de controle desses insetos. No entanto, algumas recentes pesquisas mostram que algumas populações de besouros estão se tornando resistentes a esses reagentes químicos.

Esses besouros causam diversos danos para o meio ambiente. Não somente na agricultura, como também nos setores de economia, como por exemplo a avicultura. Os besouros da espécie Cascudinho é encontrado principalmente nos aviários de corte. As aves são os que se alimentam dessas espécies, ao invés de rações balanceadas. Dessa maneira, se reduz a ingestão de nutrientes e de ração de engorda, afetando o desenvolvimento desses animais. As larvas e os adultos acabam perfurando a pele das aves com o objetivo de se alimentarem de sangue, abrindo assim feridas e ocasionando a morte do animal.

Em seu ambiente natural, esses besouros acabam desempenhando um importante papel na transmissão de agentes números patogênicos como protozoários, helmintos, vírus, fungos e bactérias. Dessa maneira, eles desempenham papeis de recicladores de nutrientes porque se alimentam de material em decomposição, como animais mortos e fezes.

Mas esses animais não são conhecidos somente pelos prejuízos que causam na natureza ou nos setores da economia. Os tenébrios também são muito populares entre os que criam animais em cativeiro. Isso porque eles são uma ótima fonte de alimentação para outros tipos de animais, como tartarugas, rãs, salamandras terrestres, escorpiões, sapos, camaleões, macacos, pássaros, mamíferos pequenos, peixes, aranhas, lagartos, escorpiões e cobras. Estes por sua vez são frugívoros e omnívoros, principalmente ainda quando são filhotes, fase em que precisam colocar na sua alimentação muita proteína. Tal prática é feita com espécies de tenébrio gigante e tenébrio da farinha.