Regras da Canoagem de Velocidade C-1, C-2 e C-x de 500 e 1000 metros


Um esporte milenar, puramente olímpico e de velocidade que atrai muitas pessoas para suas regatas devido às emoções e aos impulsos, a canoagem é hoje um dos esportes que faze parte das olimpíadas, mais divertidos de se assistir as competições. Toda essa emoção é, na verdade, um mix de informações, devido à alta complexidade das competições que ela impõe, do preparo dos atletas e das disputas por posições, que tendem a sempre serem acirradas do tipo que faz qualquer amante da velocidade ficar empolgado e torcendo por uma equipe ou outra.

Ainda assim, nem sempre a canoagem foi utilizada para a prática olímpica, sendo que este tipo de embarcação já era utilizada muito antes da era de Cristo, remetendo a um passado mais distante do que muitas pessoas imaginam. Na verdade, se analisamos bem, percebemos que a canoagem é uma prática que utiliza uma das embarcações com estruturas mais simples que poderíamos imaginar, sendo assim, é muito lógica a teoria que diz que, na verdade, os primeiros barcos inventados foram as canoas. E elas foram utilizadas para a pesca, para o transporte, para auxiliar nas guerras e assim por diante. Mas é claro que nestes casos o objetivo não era a velocidade, mas sim a mobilidade.

Canoagem de Velocidade

A história da canoagem de velocidade

Embora a história da canoagem remeta a milênios que antecedem a idade de Cristo, a verdade é que elas só foram utilizadas para a prática olímpica, muitos milênios depois de sua invenção, mais especificamente em 1840, com a invenção de um escocês chamado John McGregor. Este personagem importante na história da canoagem fez, na verdade, um modelo novo de canoa, com design mais esportivo para atingir mais velocidade, estrutura mais leve e capacidade para uma pessoa só e nenhum espaço para guardar outras coisas.

Como todo bom escocês, John McGregor começou a falar aos quatro cantos a respeito de sua invenção e do potencial que ela tinha para conseguir alto desempenho em velocidade. Para dar ainda mais o clima competitivo, a canoa recebeu um nome de batismo, Rob Roy, e juntos, invenção e inventor navegaram por toda a Europa e o Oriente Médio, popularizando o modelo de canoa e criando cada vez mais adeptos do esporte. E John McGregor foi tão bom nessa função que, em menos de 10 anos, a canoagem já era conhecida por toda a região, e em 1865 já existia o primeiro clube de canoagem do mundo: o Royal Canoe Club, de Londres.

Dando um salto no tempo, em 1924, nasce a Federação Internacional de Canoagem. E 11 anos depois, em 1936, a canoagem de velocidade virou um esporte olímpico, fazendo sua estreia em Berlim. Desde então, a canoagem de velocidade nunca mais saiu dos jogos olímpicos, continuando firme, forte e emocionante.

As regras da canoagem de velocidade

Um dos grandes trunfos da canoagem de velocidade para se tornar um esporte olímpico de grande público é a sua simplicidade. Basicamente, é muito fácil você entender quais são as regras, afinal, querendo ou não, o barco mais rápido vence e independente do número de participantes em um barco, isso nunca mudará.

Porém, se você é do tipo que gosta de conhecer um pouco mais do que o básico, precisa entender que a canoagem de velocidade tem alguns detalhes específicos. O primeiro deles é que, apesar do nome do esporte, nem sempre é uma canoa o barco utilizado na navegação, e sim um caiaque. E qual a diferença entre os dois?

Basicamente, o peso. Caiaque é mais leve, portanto, mais rápido. Porém, a canoa cria menor atrito com a água, podendo assim oferecer maior velocidade. Ainda assim, normalmente o caiaque é utilizado em competições que usam mais manobras, enquanto a canoa é a escolha de competições que exigem ou priorizam mais a velocidade.

Voltando à corrida

Agora que já sabemos a diferença entre canoa e caiaque, vamos falar das diferenças de categorias da canoagem de velocidade. Normalmente, as canoas são identificadas por C e os caiaques por K, e os dois recebem a divisão de acordo com o número de participantes e peso da embarcação, sendo 1, 2 ou X (também chamado de 4), conforme podemos ver abaixo:

• K1 – Caiaque para uma pessoa com comprimento máximo de 5,20 m e peso mínimo de 12 kg;

• K2 – Caiaque para 2 pessoas com comprimento máximo de 6,50 m e peso mínimo de 18 kg;

• KX (ou K4) – Caiaque para 4 pessoas com comprimento máximo de 11 m e peso mínimo de 30 kg;

• C1 – Canoa para uma pessoa com comprimento máximo de 5,20 m e peso mínimo de 16 kg;

• C2 – Canoa para 2 pessoas com comprimento máximo de 6,50 m e peso mínimo de 20 kg;

• C4 – Canoa para 4 pessoas com comprimento máximo de 11 m e peso mínimo de 50 kg.

Em todas as categorias, é possível realizar regatas de 200, 500 e 1000 metros, garantindo emoção em alta velocidade para todos os gostos.