Regras da Canoagem – Slalom K-1 e K-x


Vamos aprender sobre mais um esporte olímpico? Então vamos saber mais sobre este esporte náutico praticado em canoas ou caiaques e quais são as regras da canoagem Slalom K-1 e K-x.

As modalidades da canoagem se diferem entre si pelo percurso que deve ser realizado e pelos obstáculos colocados. Antes de falar das regras da canoagem Slalom K-1 e K-x, vamos ver quais são todas as modalidades deste esporte? Então aí vão elas:

* Canoagem de Velocidade:
* Canoagem Slalom
* Canoagem Freestyle
* Canoagem Oceânica
* Canoagem de Caique – Pólo
* Canoagem Maratona
* Canoagem de Turismo Aventura
* Canoagem Onda

Regras da Canoagem Slalom K-1 e K-x

Regras da Canoagem Slalom K-1 e K-x

Resumindo, este estilo de canoagem deve ser obrigatoriamente, praticado em lugares abertos e com águas rápidas com corredeiras. Todo o percurso é definido por balizas, e os competidores devem fazê-lo sem cometer penalidades o mais rápido possível. O esporte é praticado tanto por homens quanto por mulheres e, geralmente, se usam canoas ou caiaques feitos de fibra de carbono. Os atletas devem remara juntos para terminar o percurso antes de seus concorrentes, por isso é uma prova que exige bastante força e espírito de equipe. O percurso da prova é chamado de pista, e deve obrigatoriamente ter as seguintes características:

* Montado em uma corredeira de 200 a 400 metros de extensão;
* Devem ser preparados uma área de aquecimento e desaceleração nos atletas antes e depois do percurso;
* Sobre a corredeira, colocam-se de 18 a 25 balizas, chamadas de “portas” de cores verde e vermelha. Pelas portas de cor verde, os competidores estarão descendo o rio, e pelas portas de cor vermelha, os atletas estarão subindo o rio.
* A passagem pelas portas é obrigatória, por isso são colocadas de tal forma, que sejam aproveitadas da melhor forma o movimento das águas e suas correntes e refluxos.

O rio, onde as provas serão praticadas podem ser reais, encontradas na natureza, ou artificiais como as utilizadas em competições olímpicas. Os rios artificiais são feitos de leito de concreto, sobre o qual são bombeados milhares de litros de água. Quando o rio é natural, às vezes ha modificações na localização de pedras e até a adição de novas, para deixar o percurso mais difícil e emocionante. Geralmente se buscam por rios que possam ter sua vazão controlada, como por uma represa, por exemplo, a fim de se precaverem das ações climáticas, como cheias repentinas ou secas. Ao mesmo tempo, há muitas provas que são realizadas em rios de correntezas menos fortes, para que o atleta possa subir e descer o rio fazendo o maior número de manobras possíveis.

E como funcionam as provas? Antes da realização delas e da colocação das balizas, os atletas são liberados para treinarem no rio escolhido. Eles podem subir e descer o rio quantas vezes quiserem até a colocação definitiva das portas, quando o treinamento não é mais possível. Quando a prova começa, cada canoa ou caiaque é liberado por vez. Não saem todos juntos. Há aproximadamente 1 minuto de intervalo para cada saída. Aí assim que as canoas vão entrando no rio, uma equipe de árbitros se prepara e vai observando as faltas cometidas e cronometrando o tempo que ele levará até chegar ao final da prova. A cada toque em uma porta, ou baliza, soma-se 2 segundos ao tempo do atleta que cometeu a falta, e caso ele passe do lado errado ou na direção contrária indicada pela porta, é adicionado 50 segundos.

Nas provas individuais, cada canoa desce sozinha. Nas provas de equipe, até 3 canoas podem fazer o percurso juntas. Para a modalidade Slalom, é possível utilizar 3 tipos de equipamento: o Caiaque individual (que é o tipo K-1), a Canoa individual (que é o tipo C1), e por último a canoa dupla (que é o tipo C2). O tipo K-x, não existe.

As regras da canoagem Slalon K-1 e K-x são, portanto, referentes a como o atleta se posiciona em sua embarcação. No tipo K-1, que é o caiaque individual, o atleta deve ficar sentado e utilizar um remo com duas pás. O caiaque deve medir 3 metros e 50 centímetros e pesar 9 quilos. Geralmente são feitos de fibras sintéticas misturadas à fibras de vidro e finalizadas por resinas plásticas. Eles precisam ser bastante resistentes para enfrentar as descidas do rio, e, além disso, precisam ter uma excelente aerodinâmica para alcançar as melhores velocidades. Para evitar que entre água dentro do caiaque, os caiaques também são equipados com um aparato chamado de “saia”, feita de material impermeável, que fica presa na cintura do atleta e presa na entrada do caiaque. O uso de capacetes e coletes salva-vidas também é obrigatório.

As categorias das competições são dividas sempre por gênero e por idade. Nas olimpíadas, acontecem provas nas quatro: K1, C1 e C2 para homens e para as mulheres, somente a categoria K1.