Regras da Ginástica artística – Solo, Cavalo com alça, Argolas e Geral


Um dos esportes olímpicos mais bonitos e disputados da competição é a Ginástica Artística. A modalidade tem notas complicadas e nem sempre é possível que as atribuições e descontos dados pelos juízes sejam entendidos por nós que apenas olhamos de casa ou no ginásio.

A Ginástica Artística é uma mistura de equilíbrio, força e precisão e pode ser feita em aparelhos ou no solo, assim como é disputada individualmente ou por equipes.

Regras da Ginástica artística

Ginástica artística de solo

Nessa modalidade são divididas as provas para atletas masculinos e para atletas femininas. Para os primeiros, a prova é realizada em um tablado por no máximo 70 segundos e sem nenhum som. Já a prova feminina é acompanhada de música e dura 90 segundos, ou seja, 20 a mais do que a dos homens.

O tablado é, na verdade, um quadrado com 12 metros de largura e comprimento, revestido com um material acolchoado que garante a proteção do atleta em caso de quedas. O atleta deve permanecer durante toda a prova dentro deste tablado e sua pontuação é contada a partir de seu primeiro movimento.

As notas são dadas baseadas em duas pontuações. A primeira é aquela que avalia qual o grau de dificuldade dos movimentos que serão executados pelos atletas, assim como as conexões feitas entre um movimento e outro, além da exigência de uma rotina. A rotina nada mais é do que um conjunto de movimentos que todos os atletas têm que praticar, independente de sua coreografia ou música.

Já a segunda pontuação é aquela na qual os juízes avaliam todas as falhas técnicas, composição e a qualidade e estética dos movimentos executados. A cada falha os juízes vão reduzindo a nota do atleta. Depois disso são somadas as duas notas e entregues as notas finais de cada atleta.

Os descontos das notas podem ser de quatro tipos: leves, nos quais são descontados 0,1 ponto, médios, com descontos de 0,3 pontos, graves, com descontos de 0,5 pontos e quedas que rendem a perda de 0,8 pontos. Além disso, são descontados erros como pisar fora do tablado e pequenos desequilíbrios.

Cavalo com alças

O Cavalo com alças é um aparelho exclusivamente masculino na ginástica artística. Ele possui um metro e 15 centímetros de altura e suas alças ficam entre 40 a 45 centímetros de distância uma da outra. Além disso, a base do cavalo tem 1,60 metros de comprimento e 35 centímetros de altura e é toda acolchoada.

A regra básica do aparelho é que o atleta não pode tocar o cavalo com os pés e nem esbarrar com o corpo nas laterais enquanto estiver executando os movimentos. Além disso, é preciso executar cinco elementos obrigatórios como passagens dorsais e faciais, círculos com e sem as pernas abertas, assim como com e sem giros, impulsos de pernas, tesouras e saída.

As notas são dadas da mesma maneira que a descrita na ginástica artística de solo, mas as pausas no cavalo são computadas como falhas pequenas e valem o desconto de 0,1 ponto.

Prova de ginástica artística de argolas

Dentro da ginástica artística, a prova de argolas é outra disputada com exclusividade pelos atletas masculinos. O aparelho é uma estrutura de dois cabos pendurados que trazem em suas extremidades duas argolas nas quais os atletas apoiam a mão.

A base do aparelho tem 1,20 metros de altura e fica a 5,80 metros do chão. Os cabos, e consequentemente as argolas, ficam a uma distância de 50 centímetros uma da outra e cada uma delas tem 18 centímetros de altura, penduradas sempre a 2,80 metros do solo.

As notas são dadas do mesmo modo do que a da ginástica de solo e é preciso que o atleta faça movimentos de impulso e balanço, força e parada de 2 segundos, impulso e apoio invertido de 2 segundos e balanço e controle de força de também 2 segundos.

Vista como a prova mais difícil de todas as categorias da ginástica artística, as argolas têm movimentos de classe alta e podem render aos atletas pontos de conexão, todas as vezes em que ele executar movimentos acima da classe D.

Para participar da classificação geral da ginástica artística é preciso que o competidor realize todas as provas da competição. Essas provas devem ser disputadas de acordo com uma cronologia estabelecida pela Federação Internacional de Ginástica.

Para a categoria feminina a ordem é de salto sobre o cavalo, prova de paralelas assimétricas, prova de trave e a ginástica de solo. Já os homens devem disputar primeiro o solo, seguidos do cavalo com alças, salto sobre o cavalo, barras paralelas e por último a barra fixa.

As pontuações são realizadas da mesma maneira que as provas já citadas, sendo que cada uma delas tem regras e movimentos obrigatórios individuais. Depois disso as notas vão sendo somadas e a classificação sendo feita do melhor colocado ao último colocado.