Regras da Ginástica rítmica


A ginástica rítmica é caracterizada como uma modalidade esportiva disputada unicamente pelo público feminino. O motivo? O esporte tem como principal característica a ênfase dada a cada uma das atletas, já que a beleza, sensualidade e graça feminina são intensificadas por meio de seus movimentos.

Muitos são os indivíduos que confundem a ginástica rítmica com a artística. A principal diferença entre esses dois diferentes esportes está no fato de que a artística é voltada para a exaltação da arte, enquanto a ginástica rítmica é focada principalmente para a resistência e a forças, ambas explícitas nos movimentos das atletas.

Ginástica rítmica

As competições ocorrem em dois diferentes formatos: de forma individual e também em equipes.

As regras da ginástica rítmica são bem amplas, e para conhecê-las precisamos também entender mais sobre o tablado em que a competição ocorre, os aparelhos e acessórios utilizados, os uniformes e outros.

Disputas individuais e em equipe

Em primeiro plano, temos as disputas realizadas de maneira individual. Elas contam com a participação de 24 atletas, em que as competidoras apresentam-se com a utilização de acessórios, e cada uma das apresentações delas são também contam com uma avaliação única.

Já em disputas realizadas em grupos, são formadas equipes de cinco ginastas, que por sua vez, devem se apresentar duas vezes. Durante a primeira apresentação, elas devem conter em mãos o acessório corda. Já na segunda, mais acessórios são necessários: duas maças e dois arcos.

Conheça em geral as regras da ginástica rítmica

O tablado

O tablado dessa atividade é o mesmo também utilizado no solo da ginástica artística. O tablado nada mais é do que uma área para a realização de cada uma das apresentações, sendo este um tapete, quadrado, e com 13 por 13 metros de dimensão. As participantes devem obrigatoriamente percorrer o tablado inteiro em meio às disputas.

O uniforme

Já os uniformes das ginastas são confeccionados em collant, já que esse tecido facilita a execução dos movimentos e exercícios, deixando as articulações das ginastas mais leves e soltas. Dessa forma, ela tem mais liberdade durante as apresentações.

Sobre os aparelhos

Os aparelhos e equipamentos utilizados na ginástica rítmica fazem parte das regras tanto na modalidade individual como também em grupo. Vale lembrar que essa atividade depende dos aparelhos, afinal, são eles que caracterizam a atividade esportiva de uma forma geral. As regras da ginástica rítmica, no que diz respeito a esses acessórios, são bem diferenciadas conforme cada tipo de composição/atividade.

Ainda no que diz respeito aos acessórios, devemos destacar que a atleta é a principal responsável para fazer com que eles apareçam de forma destacável, o que também exala a beleza e a sensualidade dos movimentos femininos.

A ginasta deve coordenar cada um dos movimentos do seu corpo juntamente com o aparelho que estiver utilizando. Por conta disso, confira neste artigo um pouco mais sobre esses acessórios que estão diretamente envolvidos com as regras da ginástica rítmica.

Corda

A corda se caracteriza como um aparelho que pode ser tanto sintético como também de sisal. Já o comprimento desse equipamento irá depender da própria estatura da ginasta, sendo ele feito sob medida.

O principal exercício realizado nele é o salto, sendo que cada um dos movimentos exige muita habilidade e rapidez por parte da competidora.

Entre os movimentos que são realizados no equipamento o destaque vai para as rotações, balanços, arremessos de corda e seguidas capturas do acessório, movimentos realizados em formato de oito e outros.

Arco

Já o arco é um aparelho que deve medir entre 80 e 90 centímetros de diâmetro, e o seu peso não pode ser menor do que 300 gramas.

Entre as formas de apresentação podemos destacar os balanços, capturas, rolos, flexibilidade, lançamentos e até mesmo as rotações realizadas com o aparelho em solo.

As maças

Já as maças são aparelhos confeccionados de material sintético ou de madeira, pesam 150 gramas e devem ter entre 40 e 50 centímetros no comprimento.

Esse equipamento conta com uma “cabeça”, que por sua vez, deve ter no máximo três centímetros.

Entre os exercícios realizados com predominância com esse aparelho devemos destacar as batidas rítmicas, os balanços, moinhos, círculos, capturas e lançamentos.

Para que os exercícios possam ser realizados, é necessário utilizar duas maças.

Fitas

Já as fitas são acessórios feitos de cetim, com largura que varia entre quatro a seis centímetros e 6 metros no que diz respeito ao comprimento. Por ser de cetim, seu peso é quase nulo: são 35 gramas, que na verdade, são referentes ao material sintético ou de madeira da vareta que a atleta segura. Essa vareta contém cerca de 1cm de comprimento de diâmetro e entre 50 e 60 de comprimento.

Os exercícios que se predominam nessa prática são os de lançamento de fita e captura, figuras, espirais, balanços, círculos e outros, o que depende muito da habilidade e diferenciais proporcionados pela atleta.