Regras do Atletismo Salto em altura, distância, triplo e com vara


O Atletismo é o esporte olímpico mais antigo do mundo. Pessoas se organizavam para competir em corridas, saltos e lançamentos ainda antes das primeiras Olimpíadas organizadas pelos gregos muitos séculos antes de Cristo. Atualmente, o esporte reúne grandes nomes mundiais que brigam todos os anos por medalhas e pelo topo do ranking de melhores atletas do ramo no mundo.

A Associação Internacional das Federações de Atletismo é responsável por organizar competições a nível internacional, estabelecer regras e oficializar os resultados e marcas obtidas pelos atletas nas competições ao redor do mundo, sempre mantendo os recordes mundiais atualizados.

Salto em altura

Dentre as três modalidades (corrida, lançamento e salto), destaca-se um que exige muita técnica e concentração: o salto. Existem basicamente quatro tipos de provas envolvendo saltos no atletismo: salto em distância, salto em altura, salto triplo e salto com vara. Veja agora quais são as regras e as principais características de cada uma destas provas.

Salto em distância

Esta é talvez a principal prova de saltos no atletismo. A prova consiste, basicamente, em correr uma distância antes de efetuar um salto sobre uma caixa de areia. O vencedor da prova é aquele que, em suas três tentativas, efetuar o salto mais longo de todos. No entanto, é preciso estar atento a algumas regras para não ter nenhum salto invalidado pelos juízes de prova.

• O salto em distância é realizado por um atleta de cada vez, alternando entre as chances, ou seja, o primeiro atleta faz sua primeira tentativa. Em seguida vai o segundo atleta, também em sua primeira tentativa e assim sucessivamente até que todos tenham feito sua primeira tentativa. A segunda tentativa só pode ser feita depois que todos fizeram a primeira;

• Para que o salto seja validado é obrigatório que o atleta dê o impulso com um dos pés antes da faixa delimitadora que fica antes da caixa de areia. Caso contrário, ou caso ele pise ao lado da faixa delimitadora, o salto será invalidado;

• A aterrissagem deve ser feita dentro da caixa de areia, na maior distância possível da faixa delimitadora para que seja considerado um salto bom e válido. Caso o atleta aterrisse fora da caixa de areia, seu salto será invalidado;

• Após aterrissar, o atleta deve sair sempre para frente, nunca para trás. Caso ele caminhe sobre a caixa de areia, seu resultado será anulado;

Salto triplo

O salto triplo possui a mesma premissa do salto em distância. A única diferença é que a faixa delimitadora está localizada bem antes da caixa de areia para que o atleta tenha que dar mais duas passadas após o impulso realizado antes da faixa delimitadora. Veja algumas informações e regras importantes:

• A pista deverá ter, no mínimo, 40 metros de comprimento e 1,22 metro de largura. A faixa delimitadora deve estar a onze metros da caixa de areia;

• O pé que o atleta utilizar para dar o primeiro impulso é o mesmo pé que ele utilizará para dar o último impulso antes da caixa de areia. Logo, o segundo toque no solo é feito com o outro pé. Durante este processo, se o atleta tocar o solo com o outro pé (ou o pé “inativo”), seu salto é invalidado;

• Dar o primeiro impulso além da faixa delimitadora invalidará o salto. As demais regras são as mesmas do salto em distância.

Salto em altura

O salto em altura é um salto que exige muita técnica e força aliadas, já que a corrida é feita de frente, mas o salto é feito de costas e o atleta ainda precisa ganhar altura, e não distância como nos dois anteriores. Neste salto, há um sarrafo (obstáculo feito em fibra de vidro ou alumínio) suportado por dois postes laterais. O objetivo dos competidores é superar a maior altura do sarrafo. Cada um possui três tentativas para superar uma determinada altura. Veja algumas regras e informações sobre esta prova:

• A altura mínima do sarrafo é determinada pelos juízes. Mas cada atleta pode escolher a altura inicial para seu primeiro salto, desde que respeite a altura mínima determinada pelos juízes;

• Durante a corrida – que geralmente é de 40 metros – o atleta pode abortar o salto, mas terá um minuto para voltar e fazer a corrida e o salto novamente. Caso não respeite este tempo, o salto será invalidado;

• A cada avanço dos atletas a barra é, geralmente, erguida de três a cinco centímetros por vez, mas os atletas podem fazer diferente se quiserem;

• Para fins de desempate, será considerado vencedor aquele que tiver alcançado determinada marca com menos tentativas.

Salto com vara

Esta modalidade é parecida com o salto em altura, mas é realizada com o auxílio de uma vara feita de fibra de vidro para impulsionar o atleta para cima a fim de superar o sarrafo. No caso do salto com vara, há uma corrida e o impulso deve ser dado com a vara no chão. As alturas são maiores em decorrência do maior impulso. Antes do obstáculo há uma caixa de apoio, feita em metal ou madeira para que a vara não escorregue. As regras são basicamente as mesmas do salto em altura.