Regras do Rugby sevens e História


O Rugby é um esporte repleto de regras, e conta também com uma história bem interessante. Porém, essa atividade pode ser praticada de diferenciadas maneiras, e uma delas é chamada de rugby sevens. Por conta disso, neste artigo você vai conhecer um pouco mais sobre o surgimento e regras dessa modalidade.

História do Rugby Sevens

O hugby sevens, também conhecido como seven-a-side, nada mais é do que uma modalidade diferenciada desse esporte, que por sua vez, conta apenas com sete jogadores em campo para cada um dos lados.

Regras do Rugby

As regras do Rugby sevens são as mesmas do normal, com algumas diferenças e exceções. Em primeiro plano, o jogo conta com 7 jogadores para cada lado, ao invés de 15. Além disso, os tempos são de sete minutos e o scrum se torna disputado por três jogadores em cada um dos lados.

Existe também outra diferença bem peculiar entre o rugby sevens e o union. No sevens, a saída de bola logo depois de uma conversão de try é dada para a própria equipe responsável pela marcação do ponto.

Quando surgiu

Tudo começou em 1883, na cidade de Melrose, na Escócia. A intenção era fazer com que o esporte abrangesse também as equipes que não tinham elencos assim tão grandes, e dessa forma, pequenos times também poderiam participar dos encontros e jogos.

E foi assim que equipes que não conseguiam jogar rugby com frequência pela dificuldade em reunir 30 indivíduos em campo começaram com a prática. Isso fez com que o rubgy se tornasse uma atividade mais conhecida, sendo que seus torneios passaram a ocorrer então durante todos os finais de semana, o que promovia encontro de diversas equipes e muita interação entre elas.

Foi dessa forma que a modalidade realmente deu um salto, e nos dias de hoje, é possível encontrar torneios de rugby sevens aos arredores de todo o mundo, envolvendo combinados clubes famosos e muitas equipes do próprio universo amador desse esporte.

A competição mais famosa de rugby sevens já existente foi a própria Copa do Mundo de Sevens, ou seja, um campeonato criado exclusivamente para essa modalidade. A disputa ocorria a cada quatro anos, envolvendo equipes de todos os lados do mundo.

A última edição do evento ocorreu em 2013, na cidade de Moscou, Rússia. Por mais que o evento tenha chegado ao fim, essa notícia não é negativa para a modalidade, mas pelo contrário: a copa do mundo de sevens foi finalizada pelo fato de que o esporte foi finalmente incluído nos Jogos Olímpicos.

Dessa forma, o final da copa do mundo da modalidade hugby sevens marca, na realidade, o início de uma nova era. Agora o esporte se tornará mais conhecido, por meio da disseminação proporcionada pelo maior evento esportivo de todos os tempos: os Jogos Olímpicos.

Em 2016, o hugby sevens ganhará atuação no campeonato, prometendo ser este o maior torneio da modalidade de todo o mundo, com atuação tanto do público feminino quanto masculino.

Além disso, todos os anos ocorre a Série Mundial de Sevens, uma disputa em circuito realizada em oito diferentes torneios, que por sua vez, envolve as seleções mais conhecidas de todo o mundo.

Regras do Rugby sevens

No hugby em geral, só é possível passar a bola para trás ou para as laterais, ou seja, nunca é possível mandar a bola para um jogador que está a sua frente. Os ataques, por sua vez, são realizados em meio as corridas de quem está com a posse da bola, sendo passes para a frente possíveis unicamente com os pontapés. Já no chute, os únicos que podem perseguir a bola são os que estão em linha, atrás ou o próprio chutador.

O tackle, por sua vez, é realizado quando um jogador se agarra no seu adversário para tentar pegar a bola. Para fazer isso, joga o seu colega no chão, tentando agarrar a bola por meio do ruck.

E toda vez que um jogador é “tacleado”, soltando a bola, um novo ruck pode acontecer ali, sendo formado por ainda mais jogadores que se empurram na tentativa de posse da bola. Para jogar a bola para o próprio time, os jogadores não podem utilizar as mãos.

Mas o que é o ruck?

O ruck nada mais é do que a formação de vários jogadores em um determinado ambiente, quando a bola é lançada ao solo e jogadores de ambas as equipes estão em pé tentando agarrá-la. Pela impossibilidade de usar as mãos, eles só podem movimentar a bola com o uso dos pés até que ela saia desse “campo de concentração” e ganhe a possa de algum dos times.

O maul, por sua vez, é um movimento que acontece sempre que o indivíduo que está com a bola é segurado por seus jogadores adversários, o que pode acontecer com um ou mais deles. Sendo assim, o mesmo número de jogadores da sua própria equipe pode entrar para “defendê-lo”. A bola mais uma vez não pode tocar o chão, e a equipe que tem a posse da bola vai tentar ganhar aquele território, empurrando cada vez mais os seus adversários até a linha de in-goal do mesmo.

Já o scrum é a forma como o jogo é reiniciado sempre que ocorre uma interrupção na partida, seja ela causada por infrações leves (como o passe para frente ou quando a bola é derrubada) ou então quando a bola já não pode mais ser passada para frente por conta de ações do maul ou ruck.