Resumo da História do Basquete


Conhecido como um dos esportes mais populares do mundo, o basquete é praticado, nos dias de hoje, por mais de 300 milhões de pessoas no mundo inteiro, nos mais de 170 países filiados à FIBA. Inventado em 1891, pelo professor de Educação Física canadense James Naismith, o nome vem do inglês basketball e quer dizer bola no cesto.

O primeiro jogo oficial de basquete foi disputado em 1892, com regras bem diferentes das praticadas atualmente. Na ocasião, eram nove jogadores em cada equipe e a bola utilizada era de futebol. Por volta de 1897-1898, as equipes de cinco pessoas passaram a ser o padrão. E em 1981, cria-se a primeira bola oficial para a prática do esporte.

História do Basquete

Para as mulheres, o basquete veio um ano mais tarde, iniciou em 1892. Naquela época, a professora de educação física do Smith College, Senda Berenson, fez algumas adaptações às regras criadas por James Naismith. A primeira partida se deu em 1896.

A partir daí, o basquete só evoluiu e no ano de 1936, teve o seu ápice: tornou-se olímpico com os Jogos Olímpicos de Verão na cidade de Berlim. Na sequência, será feito um resumo da história do basquete.

O basquete no Brasil

O Brasil foi um dos primeiros países receber o novo esporte. O responsável foi o norte-americano Augusto Shaw, que teve contato com o basquete em 1892. Dois anos mais tarde, ele recebeu um convite para lecionar no Mackenzie College, muito tradicional em São Paulo. Na bagagem, além de livros sobre história da arte, havia uma bola de basquete.

Porém, demorou algum tempo para ele conseguir implementar o esporte no país. As mulheres aprovaram quase que imediatamente, mas os homens tiveram maior resistência, movidos pelo forte machismo da época. O professor foi, aos poucos, convencendo os seus alunos de que o basquete não era um jogo apenas de mulheres. E finalmente, em 1896, montou a primeira equipe do colégio.
Como complemento do resumo da história do basquete, segue abaixo algumas conquistas brasileiras no esporte.

• 1912: acontece o primeiro torneio de basquete, no centro do Rio de Janeiro;
• 1913: o América é o primeiro clube carioca a ter o seu time de basquete;
• 1919: é promovido o primeiro campeonato;;
1922: o Brasil é convocado pela primeira vez;
• 1930: é realizado em Montevidéu, o primeiro Campeonato Sul-Americano de Basquete;
• 1933: é fundada a Federação Brasileira de Basketball;
• 1941: em assembleia, o nome passa a ser Confederação Brasileira de Basketball.

As posições, os fundamentos e as regras

Para um melhor entendimento vão ser explicados, em referência ao resumo da história do basquete, como esse esporte funciona, a começar pelas posições. O basquete possui um total de cinco jogadores titulares em quadra. Cada um exerce uma função correspondente à sua posição em quadra.

• Armador: deve armar a jogada. Na maioria das vezes, é o jogador com melhor passe e controle de bola;
• Ala: é um dos jogadores mais completos quanto à habilidade e ao atletismo. Possui bons arremessos e costuma ser muito agressivo dentro do garrafão;
• Ala/Armador: sua função é variada, já que inclui desde ajudar o base até fazer as cestas;
• Pivô: sua principal característica são os rebotes e a proteção do garrafão;
• Ala/Pivô: é responsável por ajudar na defesa e a fazer as cestas.

Dominar o corpo é muito importante para a realização de gestos específicos do basquete. Logo, o jogador precisa saber realizar movimentos básicos como: saída rápida, parada brusca e mudança de direção. Então, no que se refere aos fundamentos desse esporte, os principais são: passe, drible, arremesso e rebote.

• Passe: é a maneira mais rápida de se deslocar a bola ao longo do campo, daí a sua grande importância. Podem ser classificados em: passe de peito; passe picado; passe de gancho e passe de ombro;
• Drible: gesto ofensivo que permite ao jogador progredir com a bola no campo, em qualquer direção. Deve ser usado na progressão para o cesto ou quando não há nenhuma possibilidade para passar ou lançar a bola;
• Arremesso: permite finalizar a ação ofensiva. Pode ser executado com uma ou duas mãos;
• Rebote: é quando o jogador da defesa recupera a bola após um arremesso não convertido.

Para finalizar o resumo da história do basquete, serão comentadas algumas regras do basquete. Na marcação de pontos, os arremessos feitos em situação de lances-livre valem um ponto; em condições normais de jogo, são dois pontos e quando o arremesso é executado antes da linha dos três pontos, o time, obviamente, ganha três pontos.

Durante a partida, o jogador só pode andar com a bola se ela estiver sendo quicada. Dessa forma, é considerado falta quando:

• O jogador der mais de dois passos sem bater a bola no chão;
• Segurar a bola por mais de cinco segundos sem arremessá-la para a cesta ou para o seu companheiro de time;
• Ficar mais de três segundos dentro do garrafão;
• Tocar no braço ou na mão de quem estiver com a bola.