Espanhol: Saudações


Assim como o português, o espanhol é uma língua bastante complexa. E apesar de apresentar bastante similaridade com a nossa, em alguns aspectos elas são muito diferentes uma da outra, e um belo exemplo dessas diferenças pode ser encontrado nas saudações. Muito mais que um cumprimento ou um início de conversa, as saudações podem revelar muito sobre a cultura e o jeito de ser de determinado povo. Como exercício, vamos pensar na despedida de e-mails empregada no português e no inglês. Mesmo em e-mails de trabalho, use-se amplamente “Um abraço” como despedida. Já em inglês, “Best regards” (que pode ser traduzido como “sinceros cumprimentos”) é a forma padronizada de despedida em e-mails profissionais. Assim, enquanto que a primeira representa uma despedida mais calorosa, a segunda apresenta uma despedida mais formal e este aspecto pode ser percebido na cultura – e não estamos fazendo uma crítica ou destacando a frieza dos falantes de inglês, muito pelo contrário.

Este mesmo pensamento pode ser aplicado às diferentes saudações utilizadas em espanhol. Mas antes de partimos para seu estudo propriamente dito, é importante explicarmos, mesmo que superficialmente, alguns aspectos da língua espanhola, que enriquecerão nosso estudo e compreensão das saudações empregadas nesta língua.

Saudações

Formas de saudações

Antes de começarmos a explicitar todas as formas de saudações existentes em espanhol, cabe fazer um pequeno parêntese: o uso de uma ou de outra forma a seguir irá depender tanto do contexto em que for empregada, isto é, se mais formal, menos informal, com desconhecidos, com pessoas íntimas; quanto da região que o falante se situa, já que como em qualquer outra língua do mundo existem gírias e formas preferidas de saudações de acordo com o país e mesmo de acordo com a região em que a pessoa se situa. Passemos então às formas de saudações propriamente ditas.

– Pronome utilizado nas saudações: a primeira regra a ser aprendida é justamente sobre o uso do pronome, que será determinado contextualmente, ou seja, de acordo com a situação. Assim, utiliza-se TÚ (você) quando o interlocutor é pessoa conhecida ou que se tem bastante intimidade, como amigos, família, conhecidos, dentre outros. Já USTED (você, senhor, senhora, etc.) é empregado em contextos que exigem maior grau de formalidade, como no trabalho, quando seu interlocutor é desconhecido ou quando a pessoa é mais velha, já que demonstra respeito.

Segundo a regra explicitada acima, temos que as saudações formais mais utilizadas são:

– Buenos días (Bom dia);
– Buenas tardes (Boa tarde)
– Buenas noches (Boa noite)
– Hola! Qué tal estés? (Oi! Tudo bem?)
– Cómo está usted? (Como vai você/senhor(a)?)

Já em relação às saudações informais, as formas mais utilizadas são:

– Hola! Qué tal?
– Hola! (Oi!)
– Cómo estás? (Como você está?)
– Qué pása/Cómo vá eso? (Tudo bem?)
– Buenas! (Oi!)

Como é possível deduzir, estas são as saudações empregadas na fala. Na escrita, há outras formas de realizar as saudações (frisando que a única coisa que impede de saudações faladas serem empregadas na escrita é o contexto), principalmente em gêneros textuais tais como correspondências e e-mails institucionais.

Saudações formais:

– De nuestra consideración
– Estimado señor (Estimado senhor)
– Estimados señores (plural da saudação anterior)
– Estimada senõra (Estimada senhora – por definição mulher casada)
– Estimada señorita (Estimada senhorita – por definição mulher solteira)

Saudações informais:

– Querido amigo (forma masculina)
– Querida amiga (forma feminina)
– Hola amigo(a) (forma com maior grau de informalidade em relação às anteriores)

Formas de saudações regionais

O espanhol é a terceira língua mais falada do mundo, ficando atrás apenas do mandarim e do inglês. Essa ampla disseminação se deve em partes à grande quantidade de colônias que a Espanha possui, a grande maioria situada na América Latina. Outro fator que contribui para essa disseminação é o uso do idioma nos Estados Unidos, país populoso que tem o espanhol como a segunda língua mais falada devido à alta concentração de imigrantes hispânicos presentes no país e pelo interesse que estudiosos de línguas têm sobre o idioma. Essa disseminação gera novas formas de saudações regionais.

A língua é um organismo vivo, está sempre evoluindo e mudando constantemente, seja através do uso da invenção de novas palavras (neologismos), ou seja, através do uso de formas mais econômicas (abreviações). Como não poderia deixar de ser, essa evolução tem origem nos falantes. Por isso o espanhol apresenta formas de saudações distintas e específicas de acordo com o país em que é falado, chamadas aqui de formas de saudações regionais. A título de exemplo, vamos explicitar algumas dessas formas de saudações regionais em espanhol.

México:

– Transa?
– Cómo andas?

Chile:

– Qué hecho de feno?
– Cómo está el carrete?
– Cómo va vos?

Argentina:

– Qué hacés?
– Que contá?

Bolívia:

– Pasa, calabaza?
– Pacha, muchacha?
– Pacha, pucaracha?

Na Espanha, também a inúmeras outras formas de saudar uma pessoa. Mas explicita-las aqui tornaria este artigo demasiado longo. Que tal tomar isto como tarefa, pesquisar as diferentes formas de saudação no espanhol falado na Espanha, e aumentar ainda mais seu repertório de saudações?