Medusa


A medusa também é uma figura da mitologia grega. Ela nada mais é do que um monstro do sexo feminino, sendo uma das três Górgonas. Segundo a lenda, quem olhasse diretamente para ela, era transformado de maneira imediata em pedra.

Da união de duas divindades marinhas, Ceto, nascido nas Greias, e de Fórcis, mais conhecido como Grisalho, residente da parte do Ocidente remota, nasceram três personagens da mitologia grega. Conhecidas como três Górgonas, estas eram consideradas como deusas de imensa beleza.

Ao contrário de suas irmãs Górgonas, Euríale e Esteno, Medusa era um ser mortal. Por isso, acabou morrendo quando o herói da mitologia grega, chamado de Perseu, a decapitou. Em seguida, ele passou a utilizar sua cabeça como uma arma, até o momento em que a deu de presente para a deusa Atena, que a colocou em seu escudo.

Medusa

O nome Medusa também significa sabedoria feminina.

A lenda por volta de Medusa

Em uma das versões que rondam as lendas por de trás de Medusa, está uma em que ela foi retratada como sendo uma bela donzela. Um certo dia, ela teria cedido às inúmeras cantadas de Poseidon, o Deus dos Mares. Eles teriam se deitado no templo da Deusa Atena, que acabou ficando furiosa, e então transformou o cabelo de Medusa em serpentes e deixou seu rosto horrível a tão ponto que todos que olhassem para ela seriam imediatamente transformados em pedra.

Em outras versões, que são a grande maioria, no momento em que Medusa esperava um filho do Deus Poseidon, Perseu, considerado um semi-deus, teria a decapitado. Isso porque ele havia recebido a missão do rei Polidetes de trazer a cabeça da jovem mortal como presente.

Para cumprir tal missão, Perseu recebeu ajuda de Hermes, que lhe deu sandálias aladas, de Atena, e de Hades, que lhe conferiu invisibilidade, um escudo espelhado e uma espada. Quando a cabeça de Medusa foi enfim separada do restante do corpo, nasceram em seu pescoço duas criaturas, a do gigante dourado chamado de Crisaor e o cavalo alado chamado de Pégaso.

As faces de Medusa e a lenda completa por de trás dessa deusa

Podemos dizer que as faces de Medusa e de suas irmãs possuíam grande formosura, elas tinham sobre os ombros delicadas asas douradas e seus corpos eram esbeltos. E talvez tenha sido por este motivo, que o Deus dos Mares, Poseidon, tenha se encantado quase que imediatamente por ela, depois de a ver cercada por flores da primavera.

Depois de muita investida, Medusa dorme com Medusa em um templo que era dedicado a deusa Atena, despertando sua fúria. Com o objetivo de punir as irmãs Górgonas, Atena as transforma em criaturas horríveis. Seus cabelos acabaram sendo substituídos por serpentes de afiadas presas, a pele agora se assemelhava a de um lagarto, suas mãos neste momento são de bronze, e a língua rodeada por presas de javali. Além disso, seus olhos passaram o poder de petrificar quem os olhasse diretamente. Mas, Medusa, era a mais pavorosa das irmãs.

Elas então passaram a ser temidas pelos deuses e pelos mortais, e por isso resolveram se refugiar em terras de seu pai. Na caverna em que moravam, era muito comum se ver seres que haviam se transformado em pedra, pelo simples motivo de terem ousado olhar diretamente para elas.

As górgonas passaram a ser vistas como as grandes responsáveis pela proteção dos mistérios de ancestrais de entidades.

O semi-deus Perseu também faz parte da história de Medusa. Isso porque ele recebeu a missão do rei Polidete de trazer a cabeça de Medusa como presente. Em troca, ele receberia a mão de Hipodâmia, filha de Polidete. Para isso, ele acabou recebendo ajuda até mesmo de Atena, e conseguiu concluir a missão que lhe foi dada e ganhar a tão desejada prenda.

Quando foi cortada a cabeça de Medusa, nasceu em seu pescoço, Crisaor, filho do Deus Poseidon, e Pégaso, o cavalo alado. Esculápio recebeu o sangue de Medusa como presente. Este por sua vez, era uma divindade que possuía o dom de cura, conhecido por ser o responsável pela fundação da Medicina. Estas características acabam revelando o poder curados e positivo da Górgona, que até então julgavam ser apenas destrutivo, conferindo a esta figura uma noção de equilíbrio.

O Deus Perseu acabou fazendo com que a cabeça de Medusa se tornasse uma arma. Ao entregar sua cabeça para Atena, ele conseguiu imobilizar o rei Polidete e toda a sua corte, e ainda derrotar o gigante titã. Isso porque Atena a protegeu contra toda a maldade e principalmente contra os seus adversários.

Vale ressaltar que Medusa também quer dizer sabedoria feminina. Foi da Líbia que seu simbolismo imposta para tal criatura e pela qual sua lenda foi transportada, já que esta era a região onde as amazonas a consideravam como uma Deusa Serpente.