Movimento Uniforme (MU)


Podemos afirmar que um corpo efetua um Movimento Uniforme quando ele está a se deslocar em uma velocidade constante. Nesse caso, é pertinente levar em consideração que, ao efetuar um deslocamento em uma velocidade constante, a velocidade instantânea deste corpo será igual à velocidade média, visto não ocorrerá nenhuma variação na velocidade em nenhum instante durante o percurso.

Movimento Uniforme (MU)

A trajetória de um corpo para ser considerada como um Movimento Uniforme (MU) não precisa ser necessariamente uma linha reta. Ou seja, ele pode efetuar círculos ou qualquer outro tipo de percurso, porém é preciso que a velocidade escalar dele se mantenha a mesma por todo o tempo.

Além disso, há também o Movimento Retilíneo Uniforme (MRU) que é a mesma coisa que o Movimento Uniforme, no entanto, o trajeto percorrido pelo corpo deve apresentar uma linha reta.

Com o intuito de efetuar o cálculo do movimento uniforme de um corpo é necessário utilizar a fórmula da velocidade média. Em física, a velocidade média pode mensurar em um intervalo de tempo médio, a rapidez do deslocamento de um determinado corpo.

Sendo assim, os elementos que constituem a equação para efetuar o cálculo da velocidade média do Movimento Uniforme são:

– Delta S: Intervalo de deslocamento (posição final subtraído da posição inicial)

– Delta T: Intervalo de tempo (tempo final subtraído do tempo inicial)

Porém além dos cálculos, para obter uma total compreensão acerca do Movimento Uniforme, é necessário possuir também uma noção precisa acerca de alguns conceitos básicos da mecânica, tais como:

    • Partícula;
    • Trajetória;
    • Posição Escalar;
    • Velocidade Escalar;
    • Referencial.

Conceitos referentes ao Movimento Uniforme

Um dos conceitos pertinentes ao estudo do Movimento Uniforme (MU) é o conceito de partícula. Nesse caso, partícula é corpo que conta com as suas dimensões que podem ser desprezadas quando mensuradas com as do fenômeno que está em análise. Um exemplo que serve para ilustrar tal conceito é um automóvel fazendo um percurso de uma cidade para a outra. Nesse caso, as dimensões do veículo podem ser desprezadas caso sejam comparadas em relação ao comprimento do trajeto. Por outro lado, o mesmo automóvel estacionado dentro da garagem de uma casa não poderá ser chamado de partícula.

O conceito de referencial também é importante para o estudo da Mecânica. Sendo assim, o referencial é um conjunto de corpos fixos que estão em relação a um determinado movimento que é o objeto de estudo.

Um exemplo que serve para ilustrar tal situação é um lápis caindo de cima de uma mesa. É possível considerar, nessa situação, que o lápis está em movimento em relação aos outros elementos que constituem o ambiente ao redor dele.

Já a velocidade escalar é a rapidez com que uma determinada partícula pode variar a sua posição escalar em relação ao tempo. Além disso, há também a posição escalar, que corresponde a distância de uma partícula em relação a sua posição de origem medida sobre a trajetória.

Já o conceito de trajetória corresponde ao caminho percorrido por um determinado corpo. No caso do Movimento Uniforme (MU), a trajetória pode ser circular ou em diferentes percursos.

O Movimento Uniforme no nosso cotidiano

Ainda que seja um dos tipos de movimentos mais básicos no estudo da mecânica, o Movimento Uniforme nem sempre é possível de se detectar. Isso porque as forças que atuam sobre os corpos geralmente o impossibilitam de apresentar uma velocidade constante.

O exemplo mais básico do Movimento Uniforme (MU) é o automóvel que está a percorrer uma estrada plana e desprovida de qualquer inclinação. Para a obtenção da velocidade constante, é necessário buscar maneiras de compensar ou efetuar um equilíbrio das forças que possuem a tendência de efetuar o processo de desaceleração.

Alguns exemplos práticos de Movimentos Uniformes em nosso cotidiano são:

– Trator que se movimenta de forma lenta em uma linha reta com velocidade constante em uma determinada vegetação

– Paraquedas que foi aberto. Ainda que de forma inicial ele efetue um movimento acelerado, por causa da resistência do ar, em seguida ele entra em Movimento Uniforme e, devido a isso, a velocidade dele não cresce de maneira significativa.

– Um trem que já ganhou uma determinada distância do seu ponto de partida também pode, em alguns momentos da sua trajetória, efetuar um Movimento Uniforme.

É pertinente lembrar também de algumas características do Movimento Uniforme (MU). Quando um determinado realiza um Movimento Uniforme, duas grandezas variam, que são o espaço e o tempo. Além dessa característica, é possível observar também duas propriedades que são de suma importância para compreendê-lo: uma delas é que a aceleração do corpo é nula, ou seja, vale lembrar de que para existir aceleração é preciso que exista uma variação de velocidade. Além disso, a outra característica é de que a velocidade constante coincide com a velocidade média. Daí que vem a equação que é velocidade média igual a Delta S sobre o Delta T.