O que é um Resistor, Tipos de Resistores e Cálculos envolvendo Resistores


Resistores são objetos necessários para centenas de funções na vida humana. Sua principal função é transformar a energia elétrica que passa por ele em energia térmica, seja para aquecer o circuito ou para dissipar a eletricidade sobressalente. Tais objetos possuem características praticamente idênticas, mas podem ser formados por qualquer tipo de material ou elemento existente. É importante dizer que, mesmo os materiais ou elementos chamados de bons condutores de eletricidade podem ser incluídos na lista de resistores. Isso acontece porque todos os materiais possuem certa resistência elétrica, mesmo que pouca.

Os vários tipos de resistores são vendidos para diversos fins, sendo que cada um deles possui um nível de resistividade e resistência para poder desempenhar suas funções com o máximo de eficiência. Para diferenciar os tipos de resistores de acordo com a sua resistência e resistividade, cada um deles possui um conjunto de filamentos de cores diferentes.

O que é um Resistor

Cada uma destas cores corresponde a um nível de resistividade e resistência e a combinação de, geralmente, três filamentos indica o máximo e o mínimo de resistividade que tal resistor possui. A diferenciação é importante para que um resistor com baixa resistividade não seja colocado num circuito onde a tensão da corrente elétrica é extremamente alta. Isso certamente acarretaria num problema para o resistor, já que ele não conseguiria realizar sua função, podendo comprometer o restante do circuito.

Cálculos envolvendo resistores diversos

Existem basicamente duas equações que determinam os valores da resistência e da resistividade de um resistor. A primeira, para definir a resistência do objeto é a seguinte: R = V/I. Neste caso “V” é a diferença de potencial e “I” é a corrente circulando no circuito. O “R” é a resistência, que é o resultado desta equação.

Além desta fórmula, é possível calcular a resistência de um resistor por meio da sua resistividade, que é representada pela letra “ρ”. Para encontrar a resistência de um resistor utilizando o valor de sua resistividade é preciso também saber o comprimento do filamento do material analisado e a sua área de seção transversal. Neste caso a fórmula utilizada é a seguinte: R = ρL/A. “L” é o comprimento do material e “A” é a área da seção transversal. Pela fórmula é possível dizer que, quanto maior o comprimento do material, maior será a sua resistência elétrica.

Existem outras fórmulas envolvendo os resistores, cada uma explica os valores de resistividade e resistência de um grupo de resistores dentro de um circuito. Além disso, é possível encontrar outros dados sobre este circuito analisando outras informações como a tensão da corrente e a quantidade de energia térmica gerada. Mas estes cálculos são bem extensos e específicos para certos tipos de atividades, como a engenharia elétrica e mecânica.

Tipos de resistores

Existem vários tipos de resistores de acordo com suas funções. Alguns são utilizados simplesmente para controlar a quantidade de energia que é utilizada para ligar uma televisão. Outros controlam circuitos inteiros de máquinas complexas utilizadas em linhas de montagem de grandes empresas automobilísticas. Veja agora os tipos de resistores mais utilizados:

Potenciômetro: este tipo de resistor é um resistor variável que é utilizado para controlar a potência de amplificadores de som, por exemplo. O aparelho assume mais de um valor de resistência e resistividade para poder modular de acordo com a potência do som que é empregada (aumento e diminuição do volume);

Reostato: este é um tipo de resistor variável onde existem dois terminais. Basicamente ele assume a condição de resistor fixo e variável ao mesmo tempo. Quando a corrente elétrica no circuito é muito alta é necessário ter um reostato para manter a temperatura em níveis aceitáveis para não danificar o equipamento no qual ele está instalado;

Varistor: este é o tipo de resistor variável mais comum e mais clássico. Ele assume dois valores de resistência bem opostos e extremos. Sua resistência precisa variar para que curtos-circuitos não ocorram no sistema. Mesmo em voltagens abaixo e acima da sua voltagem específica o varistor conseguirá controlar o valor da corrente graças à sua capacidade de modular entre grandes e pequenas resistências;

Termistor: são resistores que variam de resistência de acordo com a temperatura no ambiente em que estão. No geral, quando a temperatura em seu ambiente está alta, sua resistência também está alta e vice-versa. Porém, existem termistores NTC (com coeficientes de temperatura negativos) em que a relação é inversamente proporcional: quando a temperatura sobe, a resistência cai e vice-versa.

LDR: mais recentes, estes resistores possuem resistências variáveis de acordo com a incidência de luz sobre seus receptores. Os sensores de luminosidade usados em residências ou em veículos são os principais utilizadores destes resistores.

Como você pode ver, os resistores são objetos que não são conhecidos pela grande maioria das pessoas. No entanto, estes objetos desempenham papéis extremamente importantes em várias situações do dia a dia destas mesmas pessoas.