Tópicos em Termoquímica: entalpia


Para falar sobre entalpia na termoquímica é necessário conhecer um pouco sobre que é a termoquímica e alguns dos termos que estejam, de alguma forma, relacionados com este tema. A seguir você vai conhecer sobre um dos tópicos em termoquímica: entalpia.

Termoquímica

A termoquímica é também chamada de termodinâmica química. Trata-se de um ramo da química que tem como área de estudo o calor envolvido nas diferentes reações químicas e transformações físicas de elementos. Este calor que é liberado, absorvido ou criado, é também chamado de energia e acontece em situações bastante simples e que fazem parte do nosso cotidiano. Um bom exemplo disso é a ebulição da água.

Termoquímica: entalpia

Portanto a entalpia é um dos tópicos em termoquímica. Pode-se considerar, assim, pois se trata do estudo das diferentes formas de energia e calor e como se absorvem ou se transformam. A entalpia, às vezes chamada também de entalpia absoluta que nada mais é do que o conteúdo energético total de um sistema. De forma resumida, podemos afirmar que é a soma da energia térmica e da energia química. A entalpia é uma grandeza física e é indicada pela letra “H” nas equações nas quais ela precisa ser utilizada.

A variação da entalpia em um sistema qualquer depende de diversos fatores externos como, por exemplo, temperatura, pressão e estado de agregação dos componentes envolvidos (gasoso, líquido ou sólido) além também na natureza da transformação.

Uma reação termoquímica de entalpia pode ser endotérmica ou exotérmica. Ela é endotérmica quando não perde calor e produz. E quando é exotérmica ela perdeu energia para acontecer. Além disso, quando ela é endotérmica o cálculo final apresentará um resultado positivo, já quando o resultado final da equação for negativo, significa que se trata de uma reação exotérmica.

É importante lembramos que, em uma entalpia, independente de que tipo ela seja, sempre existe um calor padrão para cada substância. Somente com estes valores é possível fazer as equações de forma correta.

Tipos de Entalpia

Em algumas reações é facilmente possível calcular o valor da variação da entalpia. E para o tópico em termoquímica sobre entalpia, temos diferentes tipos. A seguir iremos explicar de forma resumida, um pouco mais sobre cada um dos diferentes tipos de entalpia a seguir:

* Entalpia de Formação;
* Entalpia de Combustão;
* Entalpia de Ligação;
* Entalpia de Neutralização;
* Entalpia de Dissolução.

A entalpia de formação acontece quando as substâncias envolvidas são simples. E é a energia da reação quando é formado 1 mol de substância final, a partir dos elementos em seu estado padrão. O estado padrão é quando a substância está em seu circunstância mais estável e isso deve acontecer a exatos 25 graus Celsius e 1 atm de pressão.

Já em uma entalpia de combustão a reação é obrigatoriamente exotérmica. Ela pode ser completa ou incompleta. Um exemplo disso é a entalpia de combustão completa, que acontece na formação do gás carbônico e uma combustão incompleta que ocorre na produção de monóxido de carbono.

Em uma entalpia de ligação, a reação é sempre endotérmica, ou seja, necessita de calor externo para que aconteça e o resultado da equação será positivo no final.

Em uma entalpia de neutralização, a reação é exotérmica e acontece entre dois elementos que se neutralizam como, por exemplo, em um ácido e uma base, formando ao final sal e água.

Como último tipo de entalpia, podemos citar a entalpia de dissolução. Esta acontece, por exemplo, quando colocamos algum componente sólido em outro líquido e ele se dissolve. Durante a quebra do componente sólido ainda antes dele reagir com a água, acontece uma reação endotérmica e depois, quando o componente reage com a água, acontece uma reação exotérmica.

Existem ainda leis e princípios que ajudam nestes tópicos em termoquímica. A Lei de Hess, desenvolvida pelo médico e químico suíço Germain Henry Hess foi muito importante para o desenvolvimento da termoquímica e melhor entendimento da entalpia que ocorre nas mais diversas reações químicas. A Lei de Hess é tão importante nesta área, que muitos a chamam de Lei da Soma dos Calores em uma reação, que praticamente é a definição da palavra entalpia, ou a que mais se aproxima disso.

Hess descobriu que o caminho que a reação faz para chegar ao ponto final não é importante, pois a variação de entalpia depende unicamente dos estados físicos dos componentes no início da reação e no final da reação. E a soma das equações químicas pode levar a um resultado comum. A lei de Hess afirma que as reações e as trocas de entalpia são sempre aditivas.

A lei de Hess nos permite compreender muito melhor um dos itens da termoquímica: a entalpia. Pois admite que o DH seja determinado inclusive naquelas reações que são muito difíceis de se ver na prática. Ela permite que não seja necessário fazer a reação toda, mas somente fazendo o cálculo.