Economia de São Paulo


São Paulo é o estado mais rico de todo o território brasileiro, sendo portanto caracterizado como um dos mais importantes polos econômicos da América Latina, com o segundo maior Produto Interno Bruto per capita do país.

A economia do estado de São Paulo é bem diversificada, sendo composta por indústrias no setor de aeronáutica, sucroalcooleira, de metal e de mecânica, de química, de informática, têxtil, automobilística, e ainda os setores de finanças, de serviços e agropecuário.

Vale ressaltar, que o estado de São Paulo é o que mais contribui para a produção agropecuária de todo o país. Além disso, este é o maior estado produtor de frutas e de suco de laranja. O estado também ocupa o quarto lugar no ranking de produção de café e o nono lugar da produção de soja. No setor pecuário, São Paulo se destaca por ser o responsável por 9% do rebanho de bovinos, 16% das aves de corte e 7% dos suínos de todo país.

São Paulo

Por ser o estado mais industrializado de toda a federação brasileira, São Paulo além de ser o maior produtor de energia é também o maior consumidor, possuindo em relação aos demais estados, mais usinas hidrelétricas. Além disso, o estado de São Paulo também conta com uma usina termoelétrica, bem conhecida por ser uma das maiores de toda a América Latina.

O setor de indústrias é o que mais se destaca dentro do estado de São Paulo. Elas se instalaram por ali logo depois da crise de 1929 com a quebra da bolsa de valores de Nova Iorque, que deu origem a crise cafeeira. Por isto, é válido dizer que São Paulo supera a produção das indústrias de Minas Gerais, do Rio de Janeiro e também do Rio Grande do Sul.

O estado de São Paulo está dividido ainda nas segundas zonas industriais: a Região Metropolitana de São Paulo (considerada o maior polo de toda a riqueza nacional), a região do Vale do Paraíba, a Região Metropolitana de Campinas (que também é conhecida como região do Vale do Silício Brasileiro), a Região Administrativa Central, a Mesorregião de Ribeirão Preto e a Mesorregião de Piracicaba.

A história do estado de São Paulo

O ciclo do café, foi o grande responsável pelo início da história no ramo da economia do estado de São Paulo, em uma época em que política nacional era comandada pela supremacia dos paulistas, período este que ficou conhecido como Política do Café com Leite. Além disso, foi nessa época, chamada de República Velha, que houve uma acelerada e grande expansão. Este ciclo durou até o ano de 1929, quando aconteceu a crise da bolsa de valores de Nova Iorque. Quando a decadência da cafeicultura aconteceu, o capital foi transferido para a indústria, que passou a se desenvolver apoiando-se através de um mercado consumidor e também a partir da quantidade de mão de obra que estava disponível dentro do estado.

O mandato do presidente Juscelino Kubitschek se caracterizou como sendo o período de maior crescimento do estado no setor industrial, trazendo então para São Paulo, a indústria automobilística.

Nos dias atuais, o estado de São Paulo lidera os mais diversos setores de toda a economia do Brasileira, principalmente o setor de finanças, o de aviação, das indústrias automobilística e as de produção de suco de laranja e sucroalcooleira.

A cidade de São Paulo – a economia

A cidade de São Paulo ocupa o décimo lugar no ranking de cidades mais ricas do mundo, e estipula-se que até o ano de 2025, esta será a sexta mais rica de todo o planeta.

Todos os anos, a cidade de São Paulo atrai diversos turistas para a cidade, contribuindo assim para uma melhora da economia do estado. E por este motivo, por ser caracterizada como sendo na América Latina o principal centro de finanças, a cidade possui a maior rede de hotéis do país, recebendo muitos eventos de cunho internacional e também eventos nacionais, como congressos e feiras de grande importância.

No setor de turismo cultural, destacamos a metrópole da cidade de São Paulo, onde estão concentrados centros culturais, teatros, salas de concerto e museus. Os mais conhecidos e visitados são o Teatro Municipal de São Paulo, o MASP, a Pinacoteca do Estado, o Pátio do Colégio, o Museu da Língua Portuguesa, o Instituto Butantã e o Museu do Ipiranga.

Muitos turistas estrangeiros vêm para São Paulo em busca de lazer e diversão. A cidade é a terceira mais visitada do mundo, já que possui muitos shoppings centers, reservas ambientais, parques, e oferece diversas atrações políticas, como shows, museus, eventos e monumentos. Entre os pontos mais procurados, podemos destacar a região dos Jardins, a Avenida Paulista, o Parque do Ibirapuera e diversos outros ícones que estão localizados na parte central da cidade, em especial o Centro Histórico.