Geografia do Ceará


No ano de 1884, a assinatura da abolição da escravatura foi realmente realizada no estado do Ceará. Os abolicionistas festejaram e D. Pedro II ficou tão comovido a ponto de aplaudir de pé.

O Ceará é um estado brasileiro localizado na região Nordeste, ocupando 146 mil quilômetros quadrados. Por 538 quilômetros se estende também o oceano Atlântico, com um litoral pouquíssimo recortado. Sendo assim, é possível reconhecer planícies costeiras, praias com dunas e muitas paisagens dignas de ficarmos impressionados. Seus limites estão demarcados com o estado do Pernambuco, ao sul, com o Rio Grande do Norte e Paraíba ao leste e no Oeste, com o Piauí.

A capital do Ceará é também a cidade mais populosa: Fortaleza, com 2,4 milhões de moradores. Por outro lado, as cidades de Juazeiro do Norte e Caucaia também estão entre as mais habitadas.

ceará

Geografia do Ceará

Vamos conhecer um pouco mais sobre os pontos que caracterizam a geografia do Ceará?

• Relevo

O relevo do Ceará oscila entre 0 a um pouco mais de 1000m de altitude. O ponto mais alto do estado está na Serra do Olho d’água, no Pico da Serra Branca – com 1.154 metros de altitude.

O relevo divide-se em depressões sertanejas, com altitude menor do que 200m, planícies litorâneas – banhadas principalmente pelo oceano Atlântico, pés de serra, que ficam entre 200 a 400m e, por fim, as serras, planaltos e serrotes que chegam ao limite máximo de 1000 metros.

• Vegetação

Já no que se refere à vegetação da geografia do Ceará, ela se concentra na caatinga, que em tupi é o significado para “mata branca”. Esse tipo de vegetação cobre mais de 90% de todo o território. O resto fica por conta do cerrado, onde tal vegetação é encontrada principalmente nos pés de serra, várzeas de rios e parte mais alta das chapadas.

Outro tipo de vegetação encontrada no estado é a de dunas, repleta por coqueiros – especificadamente na região litorânea, representando uma porcentagem mínima no território. O solo cearense também merece destaque especial, uma vez que é 26% composto por rochas sedimentares. Além disso, ele também conta com rochas antigas e pelo cristalino, também conhecido como embasamento.

• Clima

Tirando as partes do estado localizadas na região da costa, como é o caso dos vizinhos de Fortaleza – com cerca de 1.000 a até 1.500mm de chuva anualmente, o clima que verdadeiramente predomina no resto do estado, incluindo a capital, é o semiárido.

Em alguns anos, o fenômeno natural da seca acaba se desenvolvendo no estado do Ceará, uma vez que a chuva não cai por nada. As condições ficam ainda mais intensas e agravantes com as altíssimas temperaturas, elevando muito as taxas de evaporação. As chapadas e serras são as únicas que fogem desse quadro, uma vez que nesses espaços ocorram as chuvas de relevo.

A temperatura média durante o ano é de 29 graus, e em alguns locais como o Cratéus é possível que o fenômeno da chuva não apareça por mais de nove meses durante um ano. Os meses de chuva costumam ser entre fevereiro e maio, quando as temperaturas também diminuem para uma média de 25 graus.

Na serra, as temperaturas variam entre 20 e 25 graus e no litoral a temperatura favorece melhor a vegetação, uma vez que fica entre 23 e 28 graus – principalmente por conta da umidade desta região.

Mais informações sobre a Geografia do Ceará

No estado, a distribuição de seus habitantes ocorre de uma forma bem desregular – há um contraste bem notável entre as zonas de intensa ou de fraca concentração demográfica.

Os principais centros urbanos estão concentrados nas cidades de Fortaleza (capital) e Sobral. A segunda área com maior adensamento de população está na chapada do Araripe, onde a produção agrícola também é um destaque.

Os principais recursos naturais que o Ceará oferece, tanto para a região Nordeste, como para o Brasil como um todo são: ferro, água mineral, calcário, granito, magnésio e argilo. A indústria de exportação também é forte no estado nordestino.

O território cearense ganha grande influência por conta de duas metrópoles da região nordeste: tanto Fortaleza, como também Recife, no Pernambuco.

Fortaleza é a maior influência para o estado em vários sentidos, uma vez que é a dona do porto do Estado, centro industrial, de serviços e comercial e, ainda, responsável pelo entroncamento viário. A influência e importância da capital é tão forte que chega, até mesmo, ao leste do Maranhão e centro do estado do Piauí.

Por fim, o Ceará também passa por problemas ambientais bem agravantes, como é o caso da desertificação, desmatamento e poluição do ar, concentrada principalmente na capital.

Além disso, durante os períodos de seca, seus rios secam. O principal deles é o rio de Jaguaribe, o responsável por drenar as regiões sul, leste e central. Já a parte norte do estado é banhada por pequenos rios, como o Coreaú, Aracaú e Aracatiaçú.