Pernambuco: Região: Litoral – Mata


Pernambuco é um dos estados mais importantes da região Nordeste, tanto pela sua força econômica e cultural, como pelas riquezas e diversidade natural. Dentro do seu território existem divisões baseadas na extensão territorial e características específicas de vegetação, tipo de solo, agricultura e formas de produção econômica.

O estado é um dos menores do país, mas, apesar disso, possui paisagens variadas como serras, planaltos, brejos, sertão, zona da mata e um extenso litoral, com diversas praias na costa, que atraem turista de todo o mundo. Suas principais divisões são a Zona da Mata Pernambucana e o Litoral. Ambos com características distintas entre si, mas igualmente importantes.

Região: Litoral - Mata

Pernambuco: Região Litoral – Mata

No entanto, uma área específica conhecida como Litoral – Mata preserva características únicas, que a torna umas das regiões mais produtivas de Pernambuco, com predomínio do solo do tipo massapê, que possui uma elevada concentração de argila, com cor bem escura. Suas características o tornam excelente para a prática da agricultura, que ganha destaque na zona Litoral – Mata.

Principais características da Litoral – Mata

– Economia

A região Litoral – Mata pernambucana também é conhecida como Zona Canavieira, por ter sua economia baseada na indústria e plantação canavieira, graças à fertilidade do seu solo massapê.

A plantação e produção de cana-de-açúcar geram mais de 70 mil empregos e alavanca a economia do estado durante todo o ano, já que não ocorrem períodos de seca nessa zona, os seus rios são perenes e os índices de chuvas elevados.

– Densidade demográfica

A densidade demográfica de uma região ou município é a medida expressada pela relação entre a população e a superfície do território. Geralmente a contagem é feita pelo número de habitantes por km². Em Pernambuco, a média é de 72 habitantes por quilômetro quadrado. Já a região Litoral – Mata possui um número de 212 hab/km², uma média bem alta que torna sua densidade demográfica elevada.

– Municípios

A região pernambucana Litoral – Mata está oficialmente dividida em seis microrregiões: Vitória de Santo Antão, Mata Setentrional, Mata Meridional, Itamaracá, Suape e Recife, localizadas na região nordeste do estado. Essa região também é formada por 57 dos 184 municípios que compõem o estado de Pernambuco.

Mata Setentrional

Com uma área de 3200 km², a Mata Setentrional é a segunda com maior número de municípios da região Litoral-Mata. São 17, com destaque para Carpina, Goiana – o mais populoso – e Timbaúba. A economia nessa microrregião se destaca pela diversidade, além da indústria canavieira. Milhares de empregos são gerados através de outras atividades agrícolas e industriais, como a fabricação de sapatos e tecelagem de redes, que são vendidas em todo o Brasil e exportadas para diversos países.
Também se destacam a fruticultura (cultivo de frutas) e a agricultura de subsistência, uma modalidade que tem como principal objetivo a produção de alimentos para garantir a sobrevivência do próprio agricultor, de sua família e da comunidade mais próxima em que está inserido.

Vitória de Santo Antão

A microrregião de Vitória de Santo Antão integra a região da Mata Pernambucana, com uma área de extensão de 964 km². Dentre os seus cinco municípios, o mais conhecido é o de Vitória de Santo Antão, devido a sua força no terceiro setor, com destaque para o comércio, com os maiores centros do interior do Estado e que têm ligações estreitas com municípios da região Agreste. A microrregião é a que possui maior densidade demográfica da região Litoral – Mata, cerca de 180 hab/km².

Mata Meridional

A microrregião com maior número de municípios: 21 ao total. É ela quem abastece todo o estado de Pernambuco com a maior produção de álcool e açúcar, provenientes da agricultura e plantação da cana-de-açúcar.

A Mata Meridional também é conhecida pela fertilidade do solo e por um litoral composto pelas praias mais belas, conhecidas e procuradas por turistas em todo o estado, como Tamandaré, Barra de Sirinhaém e São José da Coroa Grande.

Itamaracá

A microrregião de Itamaracá é formada por apenas três municípios: o homônimo Itamaracá, Itapissuma e Igarassu, que também fazem parte da composição da Região Metropolitana do Recife.

Recife

No total, nove municípios integram a microrregião de Recife, dentre eles Olinda, cidade tombada pela Unesco como Patrimônio Cultural da Humanidade, graças a sua riqueza em arquitetura e história.

Além de Recife, capital do estado de Pernambuco (uma das cidades mais conhecidas pelo fomento à economia, educação e tecnologia no Brasil), outros importantes polos econômicos, comerciais e industriais compõem a microrregião, dentre eles Jaboatão dos Guararapes, Paulista e Abreu e Lima.

Suape

A microrregião é mais conhecida pelo Complexo Industrial Portuário de Suape, também chamada de Porto de Suape, que é o maior do Nordeste e segundo maior do país. O porto ainda é o principal polo de exportação da produção canavieira, com itens como açúcar e álcool. Ele também abastece diversas cidades nordestinas com produtos industrializados vindos de outros estados e outros países. No total, a microrregião de Suape conta com apenas dois municípios, Cabo e Ipojuca.