Resumo da Região Nordeste


A Região Nordeste do mapa do país é a terceira maior de todo o território, sendo ela composta por nove estados: Bahia, Maranhão, Alagoas, Ceará, Paraíba, Rio Grande do Norte, Paraíba, Sergipe e Piauí, com extensão de 1.554.257 quilômetros quadrados. O complexo é responsável por 18,2% de área do nosso país, além de quase 60 milhões de habitantes. O Nordeste se limita pelas regiões Norte e Centro-Oeste, e em suas limitações norte e leste, e banhado pelo oceano Atlântico.

Conforme as estatísticas do último Senso Democrático, cerca de 28% de toda a população brasileira está em território nordestino, sendo o estado mais populoso o da Bahia.

Região Nordeste

As principais características da região

A economia da região Nordeste está em um processo constante e gradativo de desenvolvimento. Nos dias de hoje, ela recebe uma série de fábricas e indústrias, sendo um dos principais fatores que possibilitam isso as vantagens fiscais oferecidas pelos governos de estado, como é o caso da isenção de impostos por exemplo. Além disso, a mão de obra na região é mais barata do que em outras partes do país, motivo pelo qual grandes empresas no setor têxtil e automobilístico, por exemplo, se instalam na região.

Outro fator que também influencia a própria economia nordestina é a exploração petrolífera, já que a região é a segunda com maior abundância desse recurso natural em todo o território brasileiro, liderando o ranking quando o assunto é extração do petróleo.

Por outro lado, aspectos como a pecuária e a própria agricultura são prejudicados de forma bem expressiva por conta da chuva, que ocorre só em alguns períodos irregulares. No que diz respeito a esse setor, o principal destaque vai para a criação de cabras, já que esse animal facilmente se adapta com o clima da região.

Já a produção agrícola é destacada por conta da cana de açúcar, porém, esse quadro pode mudar nos próximos anos, já que as lavouras cada vez mais abrem suas plantações para as frutas tropicais. No que diz respeito a esse fator, aqui vai também uma curiosidade interessante: o Nordeste é responsável por 97% de toda a produção de camarão do país.

Além disso, a agricultura se destaca na produção de cacau, tabaco, caju e algodão, enquanto na agropecuária é voltada principalmente para a criação de bovinos nos estados da Bahia, Maranhão, Pernambuco e Bahia.

O turismo no Nordeste

É certo de que um dos grandes destaques da Região Nordeste vai para as suas belezas naturais, exaltadas principalmente por meio das praias paradisíacas, coqueirais, dunas de areia e muito mais. Tais atrativos chamam a atenção não só dos nordestinos e do resto do povo brasileiro, como atraem principalmente os olhos dos turistas estrangeiros.

O destaque vai para o fato de que muitas são as cidades litorâneas na região. Uma pesquisa realizada recentemente concluiu que as capitais do estado da Bahia, Ceará, Pernambuco e Rio Grande do Norte (Salvador, Fortaleza, Recife e Natal) são as que mais recebem turistas estrangeiros em todo o território brasileiro. Dessa forma, a participação da região Nordeste no PIB Nacional se torna cada vez mais expressiva.

A estrutura turística também é bem destacável, já que conta com muitos aeroportos, pousadas, hotéis, parques e muito mais. Além dos turistas que procuram pelas praias e belezas naturais, há também os que optam pelo turismo histórico e cultural, proporcionado pelas cidades de arquitetura predominante colonial: Recife, Salvador e Olinda são alguns exemplos.

Problemas socioeconômicos

A região do Nordeste também conta com alguns problemas de caráter socioeconômicos, sendo seus estados os últimos no ranking que define o IDH brasileiro – Índice de Desenvolvimento Humano. Por outro lado, a mortalidade infantil é a maior de todo o país e os índices de analfabetismo também são alarmantes: 16,6%.

A expectativa de vida do indivíduo que nasce no Nordeste também é a mais baixa de todo o país: 70 anos. Além disso, cerca de 55% de todas as casas não contam com saneamento ambiental.

A cultura nordestina

Outro aspecto que não podemos deixar de levar em consideração é a forte influência da cultura nordestina. Essa diversidade é resultado do mix de culturas criado por meio dos elementos indígenas, da influência dos imigrantes europeus e até mesmo dos escravos africanos. Dessa forma, há uma união bem presente e marcante entre os brancos, negros africanos e índios.

Grande parte das manifestações culturais em âmbito nacional surgem na Região Nordestina. No que diz respeito às festas, por exemplo, o destaque vai para as micaretas e para o bumba meu boi. Por outro lado, os ritmos que embalam essas e outras comemorações são o samba, o axé, xaxado, frevo e o próprio samba de roda.

Além disso, não tem como falar do Nordeste sem exaltar a sua própria culinária, marcada pelo acarajé, carne de sol, sarapatel, vapatá, sururu e muitos outros.