As modalidades de energia: O uso da energia na sociedade


A energia é um produto da própria natureza, que está na base do funcionamento de todo o Universo. Podemos encontrar diversas formas de energia como a química, a mecânica ou a térmica. As plantas por exemplo, mantém suas atividades orgânicas com base na energia química. Os animais andam devido à energia mecânica, enquanto isso, a evaporação da água se dá por causa da energia térmica.

No entanto, muitos tipos de energia, como a mecânica da força dos animais ou a química das plantas, provêm de outras fontes. Na verdade, quase todos os tipos de energia que encontramos na Terra são derivações de uma mesma energia fundamental, a energia proveniente da radiação solar.

O uso da energia na sociedade

A energia solar que chega até nosso planeta é a base para o funcionamento da natureza. As plantas, por exemplo, através da fotossíntese, conseguem transformar a energia oriunda da radiação solar em energia química, que por sua vez é aproveitada pelos animais.

A energia hidráulica, proveniente do movimento das águas, só existe porque os raios solares produzem o que denominamos ciclo da água, que, envolve o movimento dos rios e a formação das chuvas. A energia térmica, por sua vez, é derivada também da energia solar, direta ou indiretamente. No primeiro caso, podemos falar do próprio calor da atmosfera, que resulta da absorção de energia solar pelas moléculas de gases. Mas, mesmo na queima de lenha por exemplo, a energia térmica produzida também não é possível sem a energia solar, uma vez que o carbono que entra em combustão na madeira é originado do processo de fotossíntese.

Resumindo, as formas de energia que encontramos na natureza terrestre são transformações de energia solar. A possibilidade de transformação de um tipo de energia em outro é uma das grandes chaves para explicar o funcionamento do universo. É muito importante entender que o uso da energia pelos seres humanos, organizados em sociedade, se baseia na mesma possibilidade de transformar um tipo de energia em outro.

Uma das formas de energia mais utilizadas nas sociedades atualmente é a energia elétrica. Esta, por sua vez, pode ser produzida a partir da transformação da energia hidráulica, caso das hidrelétricas, ou da energia térmica, que pode ter seu calor originado da queima de combustíveis fósseis ou da fissão nuclear. A descoberta de que é possível realizar operações, deu aos homens um grande poder de modificar a natureza. Temos, portanto, a possibilidade de produzir energia de diversas formas, com diferentes fontes e fins diversos, em maior ou em menor quantidade. As possibilidades são vastas.

Porém, se a produção de energia parece algo relativamente simples e que pode ser feito de diversas formas, o seu uso e as consequências deste uso nas sociedades é algo bem mais complexo. Enquanto a produção de energia é uma atividade meramente técnica, baseada em conhecimentos científicos, o seu uso é determinado por relações políticas, econômicas e culturais.

O uso da energia elétrica ganhou uma força muito grande após a expansão das sociedades industrializadas e urbanizadas. É preciso lembrar, no entanto, que nem sempre as ruas foram iluminadas, ou as casas tiveram chuveiro elétrico e os aparelhos de televisão. Estes objetos consumidores de energia elétrica que utilizamos em casa, são por um lado, uma possibilidade para um maior conforto. Mas, por outro lado, representam uma parte muito importante de nossa economia. Em uma sociedade de consumo como encontramos em diversos países, a diminuição do consumo destes aparelhos significaria, ao mesmo tempo, a perda de muitos empregos e um choque para o crescimento econômico. Outro exemplo importante é o do petróleo. Até o século XVIII, os homens viveram sem a energia vinda do petróleo. No entanto, toda a industrialização e a urbanização das sociedades que ocorreram desde a segunda metade do século XIX, têm neste combustível uma de suas mais importantes bases.

O uso de energia também não está desligado das questões políticas. Como a energia se transformou em uma importante mercadoria no contexto da economia mundial, países e empresas têm disputas acirradas pelo controle das fontes. O exemplo do petróleo é um dos mais significativos.

Energia e desigualdade

Se por um lado, o uso das fontes de energia propiciou um grande aumento da capacidade humana em controlar a natureza, e portanto, uma melhoria na qualidade de vida, por outro, existem grandes problemas ligados à expansão do uso da energia no planeta.

O primeiro problema que merece destaque é da desigualdade mundial em relação à utilização da energia. Apesar da energia se originar da própria natureza, para que ela possa ser utilizada em grande escala pelos seres humanos são necessários procedimentos técnicos de transformação de um tipo de energia em outro. O trabalho efetivado sobre a natureza para produzir energia, dentro da sociedade capitalista, se transforma em mercadoria, deste modo, o uso da energia é condicionado pela possibilidade de compra-la.