Biogás – Energia por meio do lixo


O aumento do consumo de energia, do preço dos combustíveis, a poluição ambiental, o crescimento do desenvolvimento econômico são fatores que incentivam a pesquisa para descobrir novas substâncias que podem ser usadas como fonte de energia renovável. Além disso, a crescente produção de lixo e o uso de lixões são outros problemas enfrentados pela sociedade em centro urbanos, provocando problemas de saúde e ambientais.

Esses problemas de consumo de energia e do lixo podem ser solucionados com o uso de uma única fonte, conhecida como biogás.

Biogás

O biogás é produzido através da decomposição de matéria orgânica por bactérias, através do processo de fermentação anaeróbica, ou seja, que não utiliza oxigênio. Ele é composto de gás metano, um gás incolor e muito inflamável, e outros gases.

O gás metano, por conseguir ser produzido no lixo, também é conhecido como gasolixo. Nos lixões localizados a céu aberto, o metano e o gás carbônico são lançados a atmosfera poluindo o meio ambiente, isso porque os dois são gases do efeito estufa e causam mau cheiro. Fora isso, eles são altamente inflamáveis o que pode provocar explosões.

Por esse motivo, muitos aterros sanitários contam com um sistema de captação dos gases emitidos na fermentação do lixo que são levados ate os flares, onde são incendiados e o metano converte-se em gás carbônico, o que suaviza o problema do aquecimento global.

O gás metano pode ser encontrado com outros dois nomes: gás do pântano, porque é produzido em áreas alagadiças, com baixa presença de oxigênio e pela decomposição da matéria orgânica encontra nos lagos; ou grisu, devido à formação das jazidas de carão na natureza que também produzem esse gás.

Nos aterros sanitários ainda é possível tratar e reciclar o lixo, evitar o uso de lixões e produzir biogás para a produção de energia, sendo capaz de ser usado na iluminação de residências, aquecimento de água, aquecimento de fornos industriais e como combustível de automóveis.

O biogás é produzido com a coleta de gases do lixo que são levados para os biodigestores. Nesse equipamento são colocados resíduos agrícolas, madeira, biomassa, dejetos de animais, etc. A partir da fermentação dessa biomassa, o biogás é produzido.

Existem fatores que acometem a produção de biogás, entre eles estão: constituição do resíduo, umidade, pH, tamanho dos elementos, idade do resíduo, temperatura, nutrientes, bactérias, concentração de resíduos, tamanho do aterro sanitário, procedimento do aterro e recurso de resíduos variáveis.

Vantagens da produção do biogás

O biogás gerado nos aterros sanitários para a produção de energia elétrica apresenta várias vantagens, entre elas:

– É um composto renovável;

– É uma fonte de matéria prima de fácil alcance;

– Ajuda a conter os lixões que prejudicam a saúde e o meio ambiente;

– Reutiliza resíduos orgânicos;

– Diminui a emissão de gases do efeito estufa;

– Produz biofertilizante como subproduto;

– Adquiri energia térmica e elétrica a baixo custo.

Processo de geração de energia

Uma atividade muito utilizada no exterior e que vem ganhando espaço no Brasil é a utilização de lixo na produção de energia elétrica, que muda o modo de descarte e diminui os impactos ambientais causados pela liberação de gases do lixo, e ajuda na geração energia. Nessa condição, a energia é produzida a partir da queima do lixo.

Para a produção de energia elétrica através do lixo é obrigatório realizar três processos:

1)Extração e coleta

Através de um dreno é feito o recolhimento do gás, em seguida esse gás é transportado para a superfície pelo dreno e, na boca desses drenos ficam tubos de polietileno que executam o deslocamento do biogás, proveniente do lixo, para as usinas formando uma rede.

2)Beneficiamento

Nessa fase o biogás chega até a usina e é rapidamente resfriado e, ao mesmo tempo, passa a ter uma divisão dos seus vapores. O metano que foi retirado através desse processo, em seguida, passa pelo procedimento de combustão, que pode originar tanto calor quanto frio para a geração de energia mecânica ou elétrica, bem como a queima do biogás que se converte em energia térmica.

3)Geração de energia por combustão

Só é possível gerar eletricidade pro meio do biogás retirado do lixo por meio do processo de combustão. Esse processo começa com a queima do biogás que se transforma em energia mecânica ativando os pistões. Após essa movimentação o biogás é convertido em energia elétrica.

Fontes de Metano

O gás metano, um dos componentes do biogás, aparece na natureza graças aos seguintes processos: decomposição do lixo orgânico em aterros sanitários ou lixões; digestão de animais; reservatórios de hidrelétricas; processos industriais; pecuária; metabolismo de algumas bactérias; vulcões de lama; obtenção de combustíveis minerais como o petróleo; produção de gás e carvão; queima de combustíveis fósseis e aquecimento de biomassa anaeróbica.

Uma quantidade não identificada de metano está contida no sedimento marinho e sob as geleiras, conhecidas como depósitos geológicos. O gás natural utilizado como combustível nos automóveis tem, aproximadamente, 70 % de metano em sua composição.