Globalização


A globalização, sem sombra de dúvidas, consiste em um dos mais complexos e importantes conceitos da sociedade atual, uma vez que se refere a um processo socioeconômico em âmbito global que integra continentes, países e nações como um todo.

A globalização consiste em um conjunto de várias transformações econômicas, políticas, culturais e sociais no mundo, que são não só notáveis como também estudadas e impulsionadas desde o final do século XX e primeiros passos do XIX.

O termo pode ser utilizado para descrever o conjunto capitalista e a própria consolidação desse modelo em quase todas as esferas de nosso planeta. Mas na prática, ela tem a capacidade de integrar países de todos os continentes de uma forma única, mas principalmente pelos sistemas de transporte e veículos de comunicação integrada.

Globalização

Mas afinal, como podemos definir a globalização?

Entrar em um consenso para dizer o que o termo quer dizer não é uma tarefa simples, visto que ele é bem complexo. Profissionais, especialistas e pesquisadores das áreas de história, geografia, ciências sociais, filosofia, economia e agregados podem compor um significado diferente para o termo.

Porém, se tentarmos sintetizá-lo, é certo afirmar que a globalização tem como principal objetivo intensificar as relações socioespaciais em todo o mundo, criando conexões mais fortes – e melhor, capazes de ultrapassar barreiras.

Um aspecto que deve ser lembrado é que a globalização não se relaciona unicamente com um acontecimento ou ocasião específica. Na verdade, o processo está relacionado com uma evolução constante, além de transformação e integração a nível mundial.

Há mais ou menos um século, muitos foram os avanços adotados que refletem na globalização, principalmente no viés científico, tecnológico e acadêmico.

A internet ganhou velocidades muito mais altas e agora, conectar-se com alguém que está do outro lado do mundo é algo feito em questão de instantes – seja por meio das redes sociais, do Skype ou outros. Quem tem um pouco mais de idade vai se lembrar dos absurdos preços que eram cobrados antigamente para uma ligação para o exterior. E agora? Podemos nos comunicar com alguém gratuitamente, unicamente com o acesso à internet.

Além disso, outros setores que ganharam avanços grandiosos foram o do transporte e comunicação, verdadeiros responsáveis pela consolidação da globalização ao nível em que a encontramos agora. Tal integração foi ainda o que possibilitou a criação do termo ‘aldeia global’, que remete a uma coisa pequena, porém, em que todos estão integrados e muito próximos uns aos outros.
Metaforicamente, a globalização tornou o nosso planeta muito menor.

Quais são as principais características da globalização?

Sua origem não pode ser datada com um período específico, porém, é certo afirmar que a expressão começou a ser utilizada só depois de 1980, quando a Guerra Fria terminou e a queda do Muro de Berlim ocorreu.

Porém, existem também teóricos que acreditam que ela foi um verdadeiro resultado da consolidação do capitalismo (o que não deixa de ser) e também resultado dos avanços tecnológicos possibilitados após a Revolução Industrial.

Certamente a sua característica mais forte é o fato de que ela não se manifesta em poucas áreas que formam a nossa sociedade, mas pelo contrário. A globalização está na cultura, na política, na consolidação dos direitos humanos, na educação, na geografia, economia, saúde e muito mais.

A globalização está tão presente no nosso dia a dia que nem se quer conseguimos mais notá-la. Quando uma arte marcial asiática é ensinada nos Estados Unidos, isso é globalização. Quando uma manifestação de dança africana é ensinada no Brasil ou um gênero musical brasileiro é estudado/escutado/referenciado no exterior, mais uma vez revivemos a cultura nacional.

Por mais positivo que pareça, a globalização também é responsável por alguns pontos negativos da sociedade atual – especialmente por conta da desigualdade social. Ela é proporcionada por conta da forte concentração de renda e poder em uma parcela mínima da sociedade, enquanto a grande maioria ainda vive em situações precárias.

Mas os aspectos positivos certamente são os mais agravantes, sendo alguns exemplos deles:

• Evolução constante da tecnologia;

• Maior difusão do conhecimento técnico, científico, acadêmico e outros;

• Abertura para o comércio exterior, principalmente por meio da exportação e importação de produtos e serviços;

• Maiores investimentos em todos os setores da sociedade.

Alguns efeitos também foram sentidos a partir do momento em que o conceito de globalização foi intensificado e propagado verdadeiramente em proporções mundiais. Alguns deles são:

• Permissão de troca comercial entre diferentes continentes e nações, por meio dos acordos regionais – conhecidos popularmente como blocos econômicos;

• Consolidação e expansão de um modelo capitalista, que permitiu também algumas mudanças ao mesmo;

• Crescimento constante e gradativo de empresas multinacionais, ou melhor, das empresas globais. Algumas delas chegam até mesmo a abandonar o país de origem com base nas melhores condições proporcionadas por outra nação, como isenção de impostos, melhor custo X benefício de matérias-primas, mão de obra e outros.