Linha Internacional de Data


A Linha Internacional de Data representada pela cicla LID é constituída por linha imaginária localizada na superfície terrestre. Essa linha é representada pelo meridiano 180º, sendo que fica ao oposto do Meridiano de Greenwich atravessando o Oceano Pacífico. Essa linha internacional de data acaba “separando” o mundo em dois, representando a mudança de dias cada local. Ou seja, a linha determina que, quando um lado cruza a linha, é obrigatória uma mudança de data.

Especialistas indicam que a regra diz que, ao cruzar a Linha Internacional da Data de Leste para o Oeste, ganha-se um dia no calendário, enquanto que, ao cruzar de Oeste para Leste, é subtraído um dia. Por exemplo, enquanto os países localizados no leste da Linha Internacional de Data encontram-se no dia 01 de janeiro, os países localizados no lado oeste já estão no dia 02 de janeiro.

Data

Ao que se sabe, a primeira vez que as pessoas ouviram falar da existência da Linha Internacional de Data, foi durante a expedição realizada em meados do século XVI por Fernão de Magalhães, que tinha como objetivo dar a volta no mundo. Na ocasião, Fernão não resistiu até o fim da viagem e faleceu. Os marinheiros sobreviventes, ao realizarem a viagem de volta à Espanha, tinham em mente que era um determinado dia, enquanto os locais afirmavam ser outro dia a da semana.

Essa confusão gerou grande repercussão na época, pois ninguém entendia o que estava acontecendo. Com dúvidas sobre isso, uma delegação foi enviada até o Vaticano, fazendo o Papa cogitar a possibilidade de voltar no tempo, que tentou proibir a linha de data, até que todos entenderam o fato e qual era a função da Linha Internacional de Data para o tempo e o calendário em todo o mundo.

Entender a Linha

Por muito tempo, a LID foi uma incógnita para as pessoas, pois quase ninguém entendia por que existia uma diferença de datas entre os países localizados no leste e oeste da Linha Internacional de Data. Para compreender e aceitar a Linha Internacional de Data, diversos representantes de países (25 países ao todo) se reuniram em Washington no ano de 1884 para discutirem diversos assuntos, entre eles, a Linha Internacional de Data. Na ocasião, os representantes participaram da Conferência Internacional do Meridiano na cidade norte-americana para que cada pessoa pudesse acatar a Linha.

Até então, todos os viajantes estavam confusos, pois não sabiam em qual data/horário deveriam se basear durante suas viagens. Na reunião, para que tudo fosse resolvido, os representantes determinaram que o Greenwich seria o marco zero da contagem de tempo, já que, ao lado oposto, encontrava-se a Linha. Sendo assim, todos poderiam entender a linha: ao cruzarem de oeste para o leste, todos deveriam adiantar um dia em seus calendários. Claro que nem todas as dúvidas foram sanadas e, até os dias de hoje, ainda há confusões geradas pela diferença de data de locais que se encontram próximos. O interessante é entender que a linha não segue padrões – pelo contrário, ela encontra-se no formato irregular.

Detalhes da Linha Internacional de Data

Existem diversos detalhes da LID que devem ser explicados de forma mais clara. Um fato interessante é que, com a separação do mapa há diversos locais que se encontram próximos um do outro, mas que possuem uma grande diferença de hora e data. Um exemplo que pode ser utilizado para explicar este fenômeno é as ilhas de Samoa e Tonga, que estão há apenas 900 quilômetros de distância e, mesmo assim, possuem diferenças no horário entre si.

Os detalhes referentes à Linha Internacional de Data podem ser explorados com maior precisão nos dias atuais, já que há milhares de estudos explicando cada detalhe deste marco de datas para o mundo. Alguns especialistas indicam que há algum ponto em um determinado dia da semana que acaba se encontrando com outro, como o Domingo e a Segunda. Isso acontece devido ao desvio da linha de alguns locais, que pode simplesmente estacionar às 12 horas de Greenwich, fazendo com que o Leste e Oeste se esbarrem no mesmo dia.

Veja mais alguns detalhes da Linha Internacional de Data:

– Por mais que muitos passam a remeter a palavra “linha” a algo que tenha aparência reta e regular, a Linha Internacional de Data é dada como irregular, afinal ela desvia de algumas ilhas.

– A Linha internacional de Data passou muito tempo sem ser entendida pelas pessoas, principalmente para o Papa, que chegou a cogitar a sua proibição, pois pensava que ela permitia que as pessoas voltassem ao passado.

– Depois de muito tempo, diversos profissionais se reuniram para tentar desvendar os mistérios da Linha Internacional de Data, determinando que o ponto de Greenwich é o marco “zero” de contagem para o tempo, o que deixou o fenômeno mais claro.