Movimentos da Terra


O mundo não está parado no universo, da mesma forma que os demais corpos celestes. Ele executa uma sequencia de movimentos abrangendo a orbita ao seu redor, em torno do sol, juntamente com a Via Láctea e com o devido universo. Dessa forma, analisar esses movimentos indica compreender uma parcela da dinamicidade do espaço.

Os movimentos essenciais da Terra, ou seja, aqueles que apresentam um resultado direto mais evidente na vida das pessoas são a translação e a rotação.

A translação, também chamada de revolução, é o movimento circular que a Terra realiza em torno do Sol, com uma durabilidade de 365 dias, 5 horas e 48 minutos com uma velocidade de 107.000km/h. Quando a Terra finaliza uma volta completa com relação ao Sol, é possível dizer que passou um ano. O principal efeito desse movimento é o nascimento das estações do ano, que acontecem porque o eixo do planeta possui um aclive de 23°27’, desencadeando os solstícios e os equinócios.

Movimentos

Por sua vez, a rotação é o movimento que a Terra executa em torno de si própria, contornando o seu eixo ilusório central no decorrer de um intervalo de 24 horas, com velocidade de 1.666km/h. A rotação acontece na direção anti-horária, isto é, de oeste para leste, o que faz o movimento do sol parecer de leste (nascente) para oeste (poente). O principal resultado desse movimento é a sequencia dos dias e das noites.

Fora esses dois movimentos essenciais, a Terra apresenta outros três fundamentais movimentos que não apresentam uma ação muito visível com relação à humanidade, porém que são fundamentais por ocasionarem demais movimentos. Essas alterações são a nutação, a precessão e o deslocamento do periélio.

A nutação é uma fraca alteração frequente no eixo de rotação da Terra que acontece a cada 18,6 anos devido à atuação da gravidade lunar em cima da Terra. Não existem resultados importantes.

A precessão ou também precessão dos equinócios, é o movimento rotativo feito pelo lançamento do eixo rotacional da Terra na direção horária, com um intervalo cíclico de 25.770 anos. O resultado principal é a precipitação dos equinócios e a alteração do posicionamento evidente das estrelas no céu.

O deslocamento do periélio é a mudança da órbita da Terra em torno do Sol. Como já é conhecido, o periélio é a posição da órbita onde o planeta situa-se mais perto do corpo solar. Dessa forma, essa diferença pode muda no decorrer do tempo de acordo com a intervenção da órbita dos demais planetas, repetindo esse movimento a cada 21 anos.

Fora esses cinco movimentos apontados, o planeta Terra executa outros nove movimentos com menor relevância que incluem procedências desses ciclos e alterações sucedidas em grupo com o universo.

A obliqüidade da eclíptica é um desses movimentos, que é a alteração entre a superfície da órbita terrestre e a superfície da Linha do Equador, isto é, a mudança do eixo de inclinação. Esse movimento apresenta uma duração de 42 mil anos e faz com que a inclinação desse eixo alterne-se entre 22° e 24°30’.

Existe também a variação da excentricidade da órbita, onde o eixo translacional da Terra ou é mais circular, ou é mais oval, apresentando um ciclo de 92 mil anos. Existem evidencias que esse movimenta seja o encarregado pelas enormes glaciações do planeta.

Já o movimento do centro de massa Terra-Lua mostra a órbita que o núcleo de massa do sistema Terra-Lua faz em torno do Sol. Igualmente, o movimento em torno do centro de massa do Sistema Solar é o movimento feito pela Terra em torno do núcleo de massa do Sol e todos os corpos celestes que rodam ao sei redor.

Outro movimento curioso é o movimento das marés, onde existe um estreitamento e um relaxamento periódico do globo terrestre por intervenção da gravidade lunar. A ação mais conhecida desse movimento é a instabilidade das marés.

A Terra também executa certos movimentos inesperados, como mudanças pequenas em suas órbitas, evento gerado pela atuação dos outros planetas solares, especialmente Júpiter e Vênus. Esses movimentos são denominados de perturbações planetárias.

Como o Sol também se movimenta, nota-se que, simultaneamente com o movimento de translação, o planeta Terra também executa um movimento helicoidal na direção do próprio Sol. Igualmente acontece com relação à Via Láctea, que possui um giro em torno de seu próprio centro com um ciclo de 250 milhões de anos. A Terra, da mesma forma que todo o sistema solar, participa dessa movimentação, que é denominada de rotação junto com a galáxia.

Contudo, como o universo permanece se ampliando , a galáxia também se desloca, conduzindo todos os seus planetas junto, o que faz com que seja julgado o movimento de translação junto com a galáxia.

Resumindo, os 14 movimentos do planeta Terra são:

1) Rotação
2) Translação
3) Nutação
4) Precessão
5) Deslocamento do periélio
6) Obliquidade da eclíptica
7) Variação da excentricidade da órbita
8) Movimento de centro de massa Terra-Lua
9) Movimento em torno do centro de massa do Sistema Solar
10) Movimento das Marés
11) Pertubações Planetárias
12) Movimento Helicoidal
13) Rotação junto com a galáxia
14) Translação junto com a galáxia