História monetária do Brasil


Conheça as principais moedas que já circularam no Brasil

Para os mais novos, pensar que já existiram oito outras moedas em circulação no Brasil antes do real pode parecer bem estranho. Isso porque o real já está presente em nossas vidas desde 1994.

Desde então, a moeda que foi idealizada durante o governo Itamar Franco e viabilizada pelo então Ministro da Fazenda, Fernando Henrique Cardoso, em parceria com diversos economistas, têm vivido suas fases de altos e baixos.

Porém, antes deste período, outras moedas já estiveram nas mãos dos brasileiros.

A primeira moeda, os réis, chegou logo depois da proclamação de independência do Brasil. A partir da nossa segunda moeda em circulação, iniciaram-se alguns processos de mudanças e crises em nossa economia fazendo com que existisse uma necessidade de trocas um tanto quanto sucessivas.

História monetária

Essas mudanças não são necessariamente boas para a economia, já que as moedas precisam de credibilidade, fator que é conquistado com o tempo. Porém os economistas afirmam que as mudanças são necessárias dependendo da situação econômica atravessada no momento.

A adoção de novas moedas ao longo do tempo foram motivadas principalmente por fatores como a inflação e a necessidade de diferenciação em cada item monetário.

Réis

Início dos Réis

• 1822
• Após a independência do Brasil
• Nome baseado na então moeda de Portugal (Real)

•Na nomenclatura, a primeira moeda brasileira tem alguma semelhança com a nossa atual, já que seu nome é uma adaptação também da palavra real, que era o nome da então moeda de Portugal na época.

•A circulação dos réis datou de 1822, desde a independência de nosso país até o ano de 1942.

Cruzeiro

Características do Cruzeiro

• Entrou em circulação em novembro de 1942
• Em 1964 aboliu os centavos
• Saiu de circulação em 1967
• Foi a nossa segunda moeda, que entrou em circulação em 1942 e enfrentou diversas mudanças e problemas na economia do nosso país. Em 1964, o Cruzeiro chegou a enfrentar uma readaptação, quando perdeu os centavos.
• O Cruzeiro circulou no país até 1967.

Cruzeiro Novo

• Essa que parece a variação do cruzeiro, mas apenas no nome, começou a circular em 13 de fevereiro de 1967.

• A transição entre Cruzeiro para Cruzeiro Novo se deu com os mil cruzeiros antigos passando a valer apenas um Cruzeiro Novo. Essa medida foi tomada para que se cortassem os zeros da moeda anterior.

Cruzeiro

• Não é uma repetição, realmente depois de ser Cruzeiro, Cruzeiro Novo, a “nova” moeda brasileira voltou a ter o nome de Cruzeiro.
• Ele entrou em circulação em 15 de maio de 1970. Na época não houve diferenciação na unidade monetária, pois 1 Cruzeiro Novo passou a ter exatamente o mesmo valor de 1 Cruzeiro.

Cruzado

• O Cruzado foi lançado oficialmente em 28 de fevereiro de 1986 e substituiu o que podemos chamar de segunda fase do cruzeiro no Brasil. Mais uma vez, houve a abolição dos zeros, deixando o valor de mil cruzeiros igual ao de um cruzado.

Características Cruzado

• Lançado em fevereiro de 1986
• Substituiu o Cruzeiro
• Mil Cruzeiros = Um Cruzado

Cruzado Novo
• Assim como já tinha acontecido com o Cruzeiro anteriormente, o Cruzado também teve a sua fase com a palavra “novo” adicionada ao seu nome, iniciando assim a era Cruzado Novo em 16 de janeiro de 1989.
• A nova moeda passou a circular menos de três anos depois do Cruzado.

Cruzeiro

• 3ª Vez do Cruzeiro
• Lançado em 16 de março de 1990
• Corte dos Zeros
• Um Cruzado Novo Igual a Um Cruzeiro
• Mais uma vez o Cruzeiro é adotado pelo povo brasileiro como sua moeda oficial, em 16 de março de 1990. Já sem nenhum zero em sua nomenclatura, a nova moeda e a antiga têm o mesmo valor. Um Cruzado Novo é igual a um Cruzeiro.

Cruzeiro Real

• Mais uma mudança envolvendo o Cruzeiro, que agora se torna Cruzeiro Real, a partir do dia 1º de agosto de 1993.
• A nova mudança inclui o fim dos zeros e o os mil reais da moeda antiga passam a valer um Cruzeiro Real, a então moeda nova.

Real

Como o real surgiu
• Durante o governo Itamar Franco
• O Ministro da Fazenda era FHC
• Plano Real lançado para combater hiperinflação (46,58%)
• Em circulação até os dias atuais

Chegamos ao modelo que conhecemos e usamos hoje, o Real, que foi desenvolvido durante o governo Itamar Franco e viabilizado pelo então Ministro da Fazenda, Fernando Henrique Cardoso, em parceria com alguns economistas.

O chamado plano real é considerado como a maior medida contra a inflação que o país já teve, pois no mês anterior a instalação da nova moeda, ela chegou a 46,58%. Com o uso de algumas medidas importantes o objetivo conseguiu ser cumprido.

O Real começou a circular entre os brasileiros a partir do dia 1º de julho de 1994 e até hoje se mantém como a nossa moeda.