Resumo Idade Moderna


A história Moderna é um dos períodos mais importantes da história mundial, sendo ele marcado por todos os acontecimentos da fase de transição entre a Idade Média e a História que conhecemos hoje, ou seja, a história contemporânea.

Neste sentido vale destacar que essa divisão ‘tradicional’ tem como base o que ocorria na Europa, já que esse era o único continente descoberto até o momento. Sendo assim, o período da Idade Moderna não leva em consideração fatos importantes ocorridos em outras civilizações fora do continente. Por isso, África, Ásia e América estão por fora.

Idade Moderna

Quais são as características da História Moderna?

A História Moderna é marcada como um período iniciado em 1453, que é quando Constantinopla foi tomada pelos turcos otomanos. O evento foi como uma ‘porta de entrada’ para uma grandeza de situações típicas e inovadoras de uma nova fase, diferente da Medieval instalada antes naqueles países. O final da História Moderna, por sua vez, só se deu séculos depois, com o início da Revolução Francesa (1789).

Certamente a principal característica notável deste período é em relação aos novos costumes adotados pela população europeia, assim como a diversificação do que antes era concentrado unicamente em manifestações de tradições medievais. A forma de interpretar a humanidade e até mesmo de mediar as relações humanas começa a se alterar a partir dessa fase, quando novas reflexos e pensamentos surgem junto com o resgate, em alguns sentidos, da cultura da antiguidade.

E neste sentido você deve estar se perguntando: mas por que é que uma fase da história da humanidade foi criada unicamente por conta da mudança de comportamento da população? Principalmente por que foram essas mudanças que possibilitam a realização de grandes feitos, como o desenvolvimento de grande parte das linhas de pesquisa filosóficas e sociológicas que conhecemos nos dias de hoje, por exemplo.

Além disso, muitas foram as inovações que surgiram nesse período. As mais marcantes têm relação com o surgimento de feiras econômicas, evento como as Cruzadas e comércio burguês, que no caso, foi uma classe social que surgiu e se configurou exatamente neste período. Os burgueses foram os indivíduos que conduziram as principais alterações sociais dessa época, por meio de desenvolvimento do que viria a ser o início do capitalismo.

E foi exatamente com esse crescimento estrutural do comércio a partir do início do século XV que o modelo de produção feudal começou a ser substituído pelo capitalista. E, nos ‘trilhos’ do que conhecemos como História da Modernidade encontramos alguns períodos marcantes, sendo eles:

• As Grandes Navegações;

• O Período do Renascimento;

• A Reforma (voltada para os setores religiosos europeus);

• O Absolutismo;

• O período Iluminista;

• E, por fim, a Revolução Francesa.

E o que caracterizou cada uma dessas fases?

• As Grandes Navegações

Para início de conversa, as Grandes Navegações foram um marco para a História Moderna, uma vez que ampliaram de uma forma exponencial os horizontes de caráter comerciais da sociedade daquela época. Foi por dessas navegações que novos continentes passaram a fazer parte da rota do comércio, e assim, até mesmo seu eixo foi ‘transferido’, saindo do Mar Mediterrâneo para o famoso Oceano Atlântico.

• O Renascimento

Já o Renascimento foi a época em que os europeus retomaram parte das tradições vivenciadas no período em que a cultura grego-latina era forte. Anteriormente ofuscado por conta das manifestações do período medieval, o apogeu cultural grego-latino retoma, fazendo com que o homem passe a se preocupar mais com assuntos que, antes, dificilmente eram lembrados. A reflexa aumenta, assim como a necessidade de interpretar o mundo e suas principais características. O questionamento acerca de questões naturais, humanas e sociais são bem comuns durante a fase.

• A Reforma Protestante

Já a Reforma Protestante, também conhecida unicamente por ‘A Reforma’, foi o período em que o homem começou a questionar a soberania dos principais líderes religiosos – nesta época, da Igreja Católica. E foi a partir de então que novas portas começaram a se abrir para o cristianismo.

• E a Contrarreforma, o que foi?

Como uma medida para minimizar a ‘descrença’ da Reforma Protestante que a Contra Reforma Católica surge. O seu principal objetivo é dinamizar ações para que os fiéis prossigam ao seu lado.

• Período do Absolutismo

O Absolutismo também está entre um dos eventos mais marcantes da História Moderna. Isso porque foi o responsável por constituir os Estados Nacionais Modernos, estabelecendo novos modelos e padrões para a política das nações. Esse foi o primeiro momento na história da humanidade em que ocorreu a unificação de alguns países com base em sua aproximação geográfica.

O período é marcado e conhecido como a época em que os grandes reis ficaram no poder, o que dava a eles uma grande importância tanto política como social. Na época, eles também eram considerados verdadeiros representantes da figura de Deus na Terra, motivo pelo qual eram ainda mais idolatrados.