Autores do Gênero Crônica


Para muitas pessoas, a crônica é considerada um gênero jornalístico que utiliza dos fundamentos da literatura. Pode-se caracterizar a crônica como uma espécie de texto que mistura a realidade diária com as regras e construções da linguagem, além do toque especial que cada cronista pode aplicar a seu texto, como elementos de fantasia, ficção, criticismo e assim em diante.

Diferentemente das notícias publicadas no mais variados veículos, a crônica trata determinado acontecimento de outra maneira, como se estivesse realizando uma crítica, analisando os fatos e dando outra conotação ao acontecimento. Ela traz vida ao texto, colore o fatos e de certo modo oferece diferentes emoções para quem a lê.

Crônica

Hoje é possível citar inúmeros autores do gênero crônica que criaram textos eternos aos olhos dos admiradores. São crônicas que possuem diferentes estilos, que retratam acontecimentos históricos e atuais de diferentes formas. Alguns autores gostam de escrever crônicas como se tivessem em um diálogo direto com o leitor, outros preferem atribuir um estilo histórico ao que escrevem, atribuindo reflexões ao que acontece no ambiente social, político, econômico e assim em diante.

Tipos de Crônica

Existem diversos tipos de crônica, que podem classificar cada texto de uma maneira. Esses tipos de crônicas surgiram mais na modernidade, pois são utilizados para descrever as marcas de tempo e lugar que cada crônica revela. São diferentes tipos de crônica, que variam basicamente de acordo com o estilo dos autores do gênero crônica, como por exemplo, a crônica descritiva, narrativa, dissertativa, narrativo-descritiva, humorística, lírica, poética, jornalística e histórica. Os autores do gênero crônica possuem características únicas que faz a crônica ser classificada de tal maneira.

No caso da crônica descritiva, por exemplo, ela é aquela que expõe diferentes características sobre determinado ser, podendo ser uma descrição precisa até mesmo de uma fotografia e assim em diante. Já para a humorística é aquela que apresenta fatos de humor que chamam a atenção do leitor, apresentando uma linguagem mais informal, até mesmo com versões irônicas e/ou cômicas.

A crônica narrativo-descritiva refere-se ao texto que possuí tanto a apresentação de fatos habituais do cotidiano, como também momentos descritivos, que classifica os seres apresentado no texto. Este tipo de crônica pode surgir tanto na primeira pessoa como também na terceira pessoa do singular. A crônica lírica é aquela que apresenta os fatos com uma linguagem mais poética, mas sem a predominação de sentimentos. Ao contrário da crônica poética que busca expor emoções e sentimentos no texto através de uma linguagem poética.

A crônica narrativa é uma das mais conhecidas, que utiliza a narração tanto na primeira pessoa como também na terceira pessoa. Neste tipo o autor possuí a liberdade de expor opiniões aos fatos que acontecem no dia a dia. A crônica jornalística é uma das mais utilizadas atualmente, que apresenta as notícias de uma maneira mais superficial, mas com reflexões diferenciadas. No caso da crônica histórica ela apresenta fatos antigos sobre os mais variados assuntos, sendo que os fatos são verdadeiros.

E por último a crônica dissertativa, onde o autor utiliza suas opiniões com diferentes argumentos, seja eles mais racionais ou então mais sentimentais, tudo isso escrito na primeira pessoa.

Características da Crônica

– Um texto curto e leve que relata de diferentes maneiras algum fato atual ou histórico, podendo apresentar ideias cômicas, descritivas e assim em diante.

– Apresenta em alguns casos elementos da narrativa, como fatos, tempo, lugar e personagens.

– Algumas crônicas apresentam diferentes tipos de linguagem. Alguns autores preferem escrever a crônica como se estivesse conversando com o leitor, outros escrevem a crônica de maneira indireta e assim em diante.

– Elas podem ser classificadas em diversos tipos, variando de acordo com a linguagem apresentada, tempo e local.

– As crônicas podem ser apresentadas em diferentes veículos, principalmente nos jornais, revistas e televisão.

– Possui uma linguagem simples direta ou indireta, além de uma narração curta.

Autores do Gênero Crônica

Existem milhares de autores do gênero crônica, conhecidos por criar textos únicos, com características interessantes e que até hoje são utilizadas como exemplo da criação de uma crônica de diferentes tipos, com linguagens modernas ou mais contidas. Um exemplo de autor de crônica conhecido até os dias atuais é o autor Machado de Assis, que durante um bom tempo escreveu crônicas com o estilo mais jornalístico para serem publicadas em jornais.

Outro autor de crônicas é o jornalista Nelson Rodrigues, que escrevia crônicas únicas com uma linguagem mais humorística, utilizando o humor, o sarcasmo e assim em diante. Hoje ainda é possível ver as suas crônicas em diferentes veículos, como na televisão em um quadro do Jornal da Globo. Para os dias atuais, pode-se citar autores que são bem conhecidos entre os jovens, como é o caso da autora Clarice Lispector que apresenta crônicas modernas sobre assuntos corriqueiros. Além do autor Luís Fernando Veríssimo, que escreve crônicas utilizando o humor e sátiras.