Escritores da Literatura Africana


O continente africano é um verdadeiro berço para a literatura, sendo ele atraente por todos os seus encantos, pelos segredos e mistérios que esconde e até mesmo pela tão agravada inserção no imaginário do quem está distante dessa realidade como, por exemplo, os que vivem no Ocidente.

Sendo assim, é certo afirmar que os escritores de literatura africana são os grandes responsáveis pelo desenvolvimento de um universo único, rico em belezas naturais. Dessa forma, abre-se, então, um campo para uma série de trabalhos incríveis, os quais daremos destaque neste artigo.

É certo afirmar também que o continente africano já sofreu por uma série de aspectos, o que fez com que se tornasse uma terra, em partes, sofrida – principalmente pelas maldades provocadas durante os processos de colonização, conflitos ainda existentes entre suas principais tribos e pelas várias destruições que são causadas especialmente durante as guerras civis.

Literatura Africana

É também correto afirmar que a literatura africana moderna não ganhou, principalmente nos próprios países da língua portuguesa como o Brasil, a sua merecida atenção. Há a necessidade de notarmos toda a importância cultural disposta pelos escritores africanos que tanto se dedicam na tentativa de manter o seu povo notado.

A literatura africana tem se manifestado em uma grande gama de idiomas, o que faz com que suas obras possam ser lidas em todo o mundo. As linguagens que mais ganham destaque, no caso, são o português, o inglês e o francês. Algumas obras também ganham versões originais em espanhol, considerando que certas partes do continente foram dominadas pelos espanhóis.

Alguns escritores da literatura africana são conhecidos em âmbito mundial, já que suas obras tiveram repercussões inimagináveis, rodando todo o globo. Alguns exemplos são Wole Soyinka, escritor da Nigéria; Naguib Mahfuz, escritor egípcio e Nadine Gordimer, escritora da África do Sul. Os três já venceram prêmios Nobel por conta de suas obras literárias.

Já na literatura africana atual, alguns nomes que merecem destaque são: José Eduardo Agualusa, Mia Couto e José Luandino Vieira.

A influência da literatura africana

O que mais influencia os seus escritores certamente é a própria terra, os conflitos já vividos no continente, a beleza do espaço e as mazelas enfrentadas tanto no setor social como também político. Sendo assim, um dos fatores que mais interessa na literatura africana é o fato de que o que realmente faz com que ela aconteça é a influência da origem de seus escritores.

Além disso, outro assunto que é fortemente explorado pelos escritores de literatura africana são os contrastes vividos na região.

Para começar, a África do Sul, um país dotado de grandes belezas, que conseguiu se recompor após a forte exploração da colonização europeia e gerou, até mesmo, uma guerra entre os povos holandeses e ingleses.

A Somália, por outro lado, tem um ambiente que muito se assimila com uma Serra Leoa, possuindo maior número de animais do que humanos.

Na África há também o Egito, uma das civilizações mais antigas do mundo que preserva em suas terras fatos ocorridos a mais de 5.000 anos antes de Cristo. Além disso, é também palco para uma série de literaturas religiosas, já que o Egito é uma nação de extrema importância para as três maiores religiões do mundo – o judaísmo, islamismo e cristianismo.

No continente europeu estão, também, os mais pobres países de todo o mundo, já que, desde sempre – e principalmente após a fase de colonização europeia – ele é visto com uma espécie de desdém pelos ocidentais. Essas visões são totalmente estereotipadas, envolvendo sentimentos como a falta de compaixão e a indiferença, itens explorados com frequência pelos escritores de literatura africana.

Os principais escritores de literatura africana

• Escritor Wole Soyinka, da Nigéria. O escritor é quase desconhecido no Brasil, porém, em 1986, foi um dos vencedores do Nobel de Literatura, sendo considerado como o dramaturgo de maior importância de todo o continente. Algumas de suas obras são: O Leão e a Joia, A Dance in the forests, The Swamp Dwellers, The Man Died, King Baabu.

• Naguib Mahfuz, escritor egípcio. Suas principais obras foram: Trilogia do Cairo, Os filhos do Nosso Bairro, Miramar, A Taberna do Gato Preto e o seu maior clássico: Noites das Mil e Uma Noites.

• Nadine Gordimer também foi um dos mais fortes nomes de toda a África do Sul, sendo as suas obras de maior sucesso: A Arma da Casa, July’s People, A World of Strangers, The Lying Days, Face to Face, Occasion for loving e outras.

• Mia Couto – Moçambique. Suas principais obras são: Antes de Nascer o mundo, Estórias Abensonhadas, Terra Sonâmbula, Vozes Anoitecidas, O Fio das Missangas, Um Rio chamado Tempo, A confissão da Leoa.

• José Eduardo Agualusa é um escritor angolano. Suas principais obras foram: A Feira dos Assombrados, A Conjura, O Vendedor de Passados, Nação Crioula, As Mulheres do Meu Pai, Um estranho em Goa e Estação das Chuvas.