Teorema de Tales


O Teorema de Tales, conforme o próprio nome já denota, foi concebido por Tales, um filósofo pré-socrático da antiga Grécia. Tales era hábil no estudo da geometria e da matemática. O teorema proposto por esse pensador consiste em uma intersecção existente entre duas retas que são paralelas e transversais e que constituem segmentos que são proporcionais.

Teorema de Tales

Em suma, O Teorema de Tales foi determinado com o intuito de apoiar a tese de que os raios solares que chegavam ao planeta Terra se encontravam inclinados. Diante desse conceito básico que pode muito bem ser aferido na natureza, Tales estabeleceu uma situação de proporcionalidade que possui relação entre as retas paralelas e as transversais.

– Retas paralelas: Compreendem retas que são equidistantes ao longo da sua extensão, bem como não possuem um determinado ponto em comum.

– Retas transversais: Compreendem retas que possuem intersecção com outras retas em pontos distintos.

Hoje em dia é possível aferir que o Teorema de Tales conta com importante aplicação nas áreas da:

– Geometria
– Astronomia
– Engenharia
– Cálculos de áreas
Arquitetura e urbanismo
– Indústrias

Quando surgiu o Teorema de Tales

Tales foi um importante astrônomo e matemático grego. Ele nasceu em uma cidade chamada Mileto, que hoje em dia faz parte do território da Turquia.

Além disso, Mileto foi uma cidade muito rica tanto no valor comercial quanto cultural, o que favoreceu a pensadores como Tales. Mileto, localizada ao sul da Jônia, era uma cidade que mantinha relações comerciais tanto quantas regiões do oriente quanto com as regiões ocidentais. Vale salientar destacar também que Mileto se destaca pela criação de ovelhas e também por atividades agropastoris.

Entre as atividades que se destacavam em Mileto estavam:

  • Intenso comércio;
  • Agropecuária;
  • Astronomia;
  • Atividade militar;
  • Intensa produção de lã;

O Teorema de Tales foi proposto em um período de intensa produção intelectual e cultural, em que a Grécia passou a valorizar conceitos lógicos como a matemática, a física e estudos astronômicos.

Quem foi Tales de Mileto

Tales nasceu em Mileto por vota do ano 623 antes de Cristo ou talvez pelo ano 624 depois de Cristo. Tales foi um cidadão que teve importante atuação na astronomia, filosofia, geometria e engenharia.

O falecimento de Tales de Mileto veio a ocorrer, de acordo com os pesquisadores, entre os anos de 546 antes de Cristo ou 548 depois de Cristo.

Entre os seus feitos geométricos é possível salientar a:

  • Diâmetros conseguem dividir os círculos em partes iguais.
  • Os ângulos que fazem parte de um triângulo isóscele contam com partes iguais.
  • Duas retas que quando são cortadas entre os seus vértices contam com ângulos opostos pelo vértice iguais.

Além disso, Tales fundou a Escola Jônica, que era um reduto filosófico que ficava em Mileto. Tal escola conta com a presença de ilustres filósofos, tais como:

  • Heráclito
  • Anaxágoras
  • Arquelau
  • Diógenes
  • Anaximandro
  • Anaximenes

Um dos principais temas da Escola Jônica era a discussão que envolvia como o universo foi criado. Tales apontava que o elemento formador de tudo era a água. Em contrapartida, o filósofo Anaxímenes afirmava que o ar era a substância que constituía o universo. Além disso, o filósofo Anaximandro afirmava que uma substância indefinida e etérea conhecida como “apeiron” constituía tudo o que existia.

Vale salientar também que, ainda no ramo da astronomia, tales se destacou por explicar diversos acontecimentos, como o eclipse solar. Na explicação de Tales, ele afirmou que a Lua é iluminada pelo sol, e, além disso, ele conseguiu prever um eclipse solar no ano 585 antes de Cristo, segundo o historiador Heródoto. De acordo com Aristóteles, a referida façanha denota o período histórico em que a filosofia se iniciou. Os astrônomos da atualidade efetuaram cálculos e apontam que eclipse previsto por Tales de Mileto aconteceu no dia 28 de maio do ano citado por Heródoto.

Entre os pensamentos da Escola Jônica proposto por Tales de Mileto, é possível destacar a transformação permanente que envolve os elementos que constituem a natureza. Se antes os gregos e fenícios, por meio da sua mitologia, defendiam a ideia de que os deuses estão envolvidos na cosmogonia (ou seja, na criação do universo), na Escola Jônica de Tales de Mileto, a investigação a respeito da origem de tudo passava pela investigação de princípios físicos.

Apesar da sua intensa pesquisa filosófica, astronômica e também matemática, convém destacar que nenhum texto escrito por Tales de Mileto chegou até nós. Tudo o que a modernidade conhece referente a esse pensador se deve aos trabalhos de escribas como Diógenes, Simplício e também de outros filósofos, um deles é o Aristóteles.

Inclusive, Tales de Mileto tinha trabalhos referentes à metafísica (em que ele afirmava que a água é o princípio unificador do universo).

Na matemática, como já foi citado, o seu famoso teorema é até hoje uma das mais importantes contribuições para a humanidade.