A maioria, grande parte, a maior parte, boa parte, parte


A maioria, grande parte, a maior parte, boa parte, parte: você sabe usar corretamente cada termo?

A língua portuguesa é considerada por muitos como uma das mais difíceis por muitos estudiosos na área de idiomas. Não é só a forma como se fala, muitas vezes o mais complicado é a sua gramática e a maneira como devemos aplicar as suas diversas regras.

Palavras muito parecidas, às vezes iguais, mas com sentidos diferentes, regras de acentuação com usos específicos, uso correto de artigos, entre outras questões podem ser grandes pegadinhas para quem quer falar ou escrever corretamente em português.

Mas, muitas vezes, quando queremos falar sobre alguém ou sobre alguma coisa, precisamos criar uma intensidade para que o nosso texto receba o refinamento que precisa. Além disso, saber usar corretamente as palavras, com os complementos e a intensidade correta é fundamental para que não cometamos erros de informação.

A maioria, grande parte

Afinal, não podemos generalizar quando algo não for unânime dizendo a palavra “todos”, também é incorreto dizer “a maioria”, quando não existem dados que comprovem essa informação ou “boa parte” em ocasiões que também não conseguimos garantir que aquela informação corresponde realmente à verdade.

Entender essas regras pode parecer algo difícil, mas na verdade não é, trata-se apenas de uma questão de conhecimento e prática e, por isso, vamos fazer um pequeno resumo e dar exemplos da aplicação de cada palavra. Nosso resumo será voltado para mostrar como usar termos como: “a maioria”, “grande parte”, “a maior parte”, “boa parte”, “parte”.

Como Usar “a maioria”

“A maioria” é um termo bem forte e que serve realmente para demonstrar que uma parte mais de qualquer conjunto realizou qualquer ação, ou é de uma cor determinada, ou qualquer outra informação que precise nomear quando existem mais integrantes iguais do que os desiguais em um grupo.

Pode parecer complicado na teoria, mas, na prática, é algo bem simples.

Algumas aplicações:

“A maioria dos eleitores elegeu o novo presidente”.
“A maioria dos ovos da caixa tem a casca marrom”.
“A maioria do pessoal foi para o show”.
“Não fomos ao baile porque a maioria dos nossos amigos foi para o show”.
“A maioria dos deputados não aprovou o projeto”.

Saiba mais sobre “a maioria”:

• Serve para mostrar que a parte maior de um grupo é igual em algum ponto;
• Termo intenso e forte.

Como Usar “grande parte”

“Grande parte” é um termo um pouco mais vago do que “a maioria”, já que ele serve para designar a igualdade de integrantes de um grupo, mas que não chega a ser uma maioria.

Não existe uma exatidão na hora de utilizar o termo “grande parte”, ele pode designar uma parte importante e que deve ser citada, como 40% da população, cinco itens em uma caixa com doze itens ao todo ou outros usos.

Algumas aplicações:

“O projeto não foi aprovado, mas grande parte da população o apoiava”.
“Grande parte das mulheres tingem o cabelo de loiro”.
“Os homens em sua grande parte preferem tomar cerveja”.
“Grande parte dos cariocas praticam esportes aquáticos”.
“As pessoas em sua grande parte não estão preparadas para ouvir a verdade”.

Saiba Mais sobre “grande parte”:

*Não é exato;
*Pode dar margem ao erro;
*É menos do que “a maioria”.

“Maior Parte”

Utilizar “maior parte” é praticamente um sinônimo de “a maioria”, oferece o mesmo sentido, porém utilizando mais palavras. Se você quer construir um texto realmente objetivo, prefira usar “a maioria”.

Isso porque, para garantir a qualidade e a objetividade de textos do tipo, é preciso conseguir passar a mesma informação, porém com menos palavras. Contudo, existem algumas combinações de palavras que exigem o uso do termo, como o último exemplo a seguir.

Algumas aplicações:

“A maior parte do grupo não gostou do estilo”.
“As bolsas daquela loja são em sua maior parte de couro”.
“A maior parte das pessoas não quer esperar”.
“A maior parte dos filmes daquele diretor é assustadora”.
“Eu não quero passar a maior parte do meu fim de semana dormindo”.

“Boa Parte”

É um termo que deve ser usado em textos opinativos, afinal, ao utilizar a palavra “boa” você está fazendo um juízo de valor. Definir como boa parte pode ser algo subjetivo e que corresponde, muitas vezes, apenas à opinião de quem a escreve.

Porém, é um termo existente e que pode e deve ser utilizado em algumas ocasiões.

Algumas aplicações:

“Boa parte das pessoas está insatisfeita com o governo”.
“Boa parte das joias está penhorada”.
“Boa parte dos cães tem o pelo longo”.
“Boa parte do meu café caiu no chão”.
“Boa parte das crianças adora aquela professora”.

“Parte”

É o termo mais vago de todos o que citamos anteriormente e a palavra tem exatamente o mesmo significado que parece. A sua aplicação serve principalmente para quem não quer entrar no mérito das quantidades.

Algumas aplicações:

“Parte das meninas já está dormindo”.
“Uma parte dos alunos repetiu de ano”,
“Meus cabelos estão com uma parte ressecada”.
“Parte da parede está descascada”.
“Parte da sua opinião está correta”.