Ao invés, invés ou em vez de?


A língua portuguesa é, sem sombra de dúvidas, uma das línguas mais difíceis e complexas do mundo. Isso acontece devido ao fato de que ela é estruturada por inúmeras regras gramaticais diferentes e por palavras muito parecidas, com sentidos parecidos, mas com usos peculiares.

Cometer alguns erros de gramática e concordância pode fazer com a frase em questão acabe criando um sentido contrário ao intencional, gerando assim problemas de interpretação e de contextualização.

Uma das dúvidas mais comuns é o uso de ao invés, invés ou em vez de. Pensando nisso, montamos um esquema para tentar facilitar a vida de todos que já se viram nessa situação de indecisão quanto a essa questão.

Ao invés

A expressão “invés” é uma variante, assim como um substantivo da palavra inverso, que tem como característica significar termos como avesso, ao contrário, lado oposto, entre outros. Sendo assim, o substantivo invés permanece com o significado de oposição, porém é frequentemente utilizada para indicar uma coisa que é contrária a outra.

O que são locuções prepositivas e preposições?

Para entendermos como usar devidamente as expressões “ao invés de, invés e em vez de” antes precisamos entender o que afinal são locuções prepositivas e preposições. Os termos ao invés de, invés ou em vez de são considerados locuções prepositivas dentro da língua portuguesa. As locuções prepositivas são conjuntos de duas ou mais palavras que possuem o valor de uma preposição, sendo que a última palavra de qualquer uma dessas locuções será sempre uma preposição.

As principais locuções prepositivas usadas na língua portuguesa são: abaixo de, a fim de, apesar de, acima de, além de, antes de, acerca de, a par de, depois de, ao invés de, em vez de, junto com, diante de, graças a, junto de, em fase de, junto a, à custa de, defronte de, de encontro a, sob pena de, através de, em frente de, a respeito de, em via de, em frente a, ao encontro de, entre outras.

As preposições são palavras que visam estabelecer uma relação entre dois ou até mesmo mais termos de uma determinada oração. Essa relação estabelecida é sempre uma relação subordinativa, isso quer dizer que entre os elementos ligados na oração pela preposição não existe sentido separado, dissociado, individualizado, sendo assim, o sentido dado à expressão em questão sempre dependerá da junção de todos os elementos em que a preposição instalada na oração está vinculada.

As preposições são sempre palavras invariáveis, ou seja, elas não sofrem alterações nem flexões de gênero, variação em grau ou número. Quando as preposições são combinadas a outras palavras da língua portuguesa acontece um fenômeno chamado de contração, que faz com que elas estabeleçam uma relação de concordância em número e gênero com as palavras às quais estão ligadas, não se tratando de uma variação da proposição e sim da palavra com a qual ela está se fundindo. As preposições usadas nas orações são consideradas conectivas, pois elas cumprem a função de ligar os elementos presentes na frase. Essa ligação é feita por meio de um processo de subordinação que denominamos como regência.

Como utilizar ao invés de, invés ou em vez de?

As expressões ao invés de, invés e em vez de são comumente usadas como sinônimos, porém elas possuem sentidos diferentes, por esse motivo elas devem ser utilizadas em contextos também diferentes.

A palavra “invés” é uma variante de inverso, significando lado oposto. Já a preposição “em vez de” é usada como sinônimo de “em lugar de”, e “ao invés de” está relacionada a “ao contrário de”.

Como já foi dito acima, “ao invés de” é uma locução prepositiva, isso significa que ela é formada pela contração da preposição “a” juntamente com o artigo definido masculino “o”, somada ao substantivo masculino “invés”, juntamente com a preposição “de”. Deve ser usada quando, na oração, a intenção seja indicar oposição, contrariedade.

Ex: Ao invés de festejar, fizeram um funeral; você deve fazer sua parte ao invés de fazer a minha; ao invés de ficar calmo, começou a enfurecer-se; ele disse que virou à direita ao invés de virar à esquerda; mediram em litros ao invés de medirem em gramas.

“Em vez de” também se enquadra como uma locução prepositiva, que é formada pela preposição “em”, somada ao substantivo comum de gênero feminino “vez” e a preposição “de”. O termo “em vez de” possui uma significação mais vasta que o termo “ao invés de”, mesmo que os dois possam ser considerados sinônimos em casos específicos. “Em vez de” pode também ser usado como significado de substituição de alguma coisa ou de alguém, assim como também é sinonímia de “em lugar de”.

Ex: Em vez de ir ao mercado, fui à loja com minha mãe; em vez de pizza, comi uma lasanha; em vez de estudar matemática, estude português; faça sua parte, em vez de me cobrar que faça a minha.