De repente ou derrepente?


Sabe aquele momento em que você está no meio de uma redação, ou qualquer outro texto importante, e tem de usar a expressão de repente”, ou seria, “derrepente” ? Você sabe o correto?

Se sua resposta foi negativa sem problemas, afinal, estamos aqui para lhe ajudar.

Qual usar?

Antes de qualquer coisa vamos definir o significado dessa palavra. Quando falamos “de repente”, ou, “derrepente” – afinal, não sabemos o certo ainda – estamos nos referindo as expressões como, por exemplo: “de ímpeto”, “de súbito”, ou mesmo, “repentinamente”.

Podemos dizer ainda que essa expressão tem a “função sintática” de um advérbio de modo, ou, tempo. Sendo assim, é uma “locução adverbial de tempo”.

De repente

Agora, vamos ao que interessa

Dizemos que a expressão em questão é uma “locução adverbial de tempo”, em razão de ser formada por “de” – uma preposição – e “repente” – um substantivo.

Bem, já demos a grande pista, você consegue imaginar qual a maneira correta de se escrever?

Os defensores da norma culta explicam que a preposição “de” antecede o substantivo, como uma espécie de introdução, mas não funciona para unir, ou, juntar-se a outra palavra, logo, a maneira correta de se escrever é “DE REPENTE”.

Vejamos alguns exemplos:

1)- “É isto o que significa aprender. De repente percebes algo que já tinhas percebido toda tua vida, mas numa nova forma” (Doris Lessing)

– Repare que no exemplo número um utilizamos a expressão “de repente” como um advérbio de tempo, o qual indica o momento em que percebemos algo diferente.

2)- “Tem dias que a gente se sente como quem partiu ou morreu. A gente estancou de repente, ou foi o mundo então que cresceu?” (Chico Buarque)

– Já no exemplo número dois a expressão vem como um advérbio de modo, indicando que estacionamos, ou, paramos na vida de maneira abrupta.

Algumas observações

Então quer dizer que já podemos considerar a expressão “derepente” totalmente incorreta?

Bem, é isso que nos diz tanto a norma culta, quanto o traço vermelho sob a palavra no “Word”. Contudo, cabe lembrar que por diversas vezes a palavra “de repente” é utilizada como um sinônimo para “talvez”, ou mesmo, “quem sabe”. Mas, vale lembrar isso é totalmente errado.

Você, por exemplo, já ouviu alguma frase assim: “De repente nós aparecemos na festa”. Perceba que nessa oração a expressão tem o sentido de “talvez”, indicando que o locutor poderá, ou não, comparecer a festa.

Nosso conselho é que tome cuidado com o sentido que dá a algumas expressões. O mais indicado é sempre seguir a norma culta, assim você não corre riscos.

Hoje nosso artigo foi rápido, mas esperamos que da mesma forma possamos ter contribuído com seus estudos, e principalmente, sanado sua dúvidas. Até a próxima e não deixe de conferir nossos outros conteúdos.