Gerundismo: Vício de Linguagem


O uso errôneo de determinado termos e elementos da língua portuguesa tem sido comum nos dias atuais. Os vícios de linguagem prejudicam a comunicação verbal e escrita das pessoas, colocando em risco a linguagem adequada para os mais variados momentos. Para uma atendente de telemarketing, por exemplo, é de extrema importância que haja uma preparação antes da realização de seu trabalho, que exige uma linguagem correta e adequada.

É de extrema importância preocupar-se com alguns vícios de linguagem, que de forma distraída pode colocar em jogo a qualidade do texto ou frase que foi escrita ou dita. O policiamento e o estudo das diversas formas verbais, tempos verbais e assim em diante fará com que muitos erros de linguagem e o vício de determinadas expressões sejam evitados.

Gerundismo

No caso do gerundismo, por exemplo, é preciso muita atenção por parte da pessoa para que não cometa um dos erros mais comentado dos últimos tempos, que é muito criticado e colocado como falta de atenção por parte da pessoa. Aliás, outro fato que pode ser considerado falta de atenção e prática é a confusão que muitas pessoas acabam fazendo entre o gerúndio com o gerundismo. Mas no caso, a segunda opção é caracterizada como um vício de linguagem originado a partir do uso excessivo e errado do gerúndio.

Significado do Gerundismo

O gerúndio é uma forma nominal que indicará uma ação que segue em andamento, ou seja, um processo verbal que ainda não terminou e continua em ação. Ele, assim como as outras formas nominais do verbo infinitivo e particípio, pode ter a função de advérbio ou adjetivo empregando uma ação que segue em andamento. O gerúndio é formado basicamente pela combinação de um radical + vogal + temática e acrescenta ao verbo o final “ndo”.

Enquanto isso, o significado do gerundismo pode ser determinado como um vício de linguagem que acaba utilizando o gerúndio de forma incorreta. De forma clara, o gerundismo acontece quando a pessoa deixa de lado a função gramatical do gerúndio e passa a escrever e dizer o gerúndio em ações futuras, utilizando a junção de verbo + verbo com final “ndo”.

Por exemplo: a frase “O João vai estar indo ao dentista amanhã” pode ser considerada um gerundismo, pois utiliza-se o verbo seguido de outro verbo determinado em “ndo”, enquanto a frase correta utiliza determinados tempos verbais “O João irá ao dentista amanhã”. Ou seja, de forma fácil e simples pode-se dizer que o significado do gerundismo é representado a partir da conjugação de um verbo a partir do gerúndio, gerando vícios de linguagem, como “estar entrando”, “estar verificando”, entre outros.

Entender que o significado do gerundismo e do gerúndio são completamente diferentes é necessário, principalmente pelo tempo verbal de cada um. Algumas pessoas consideram que o vício do gerundismo surgiu a partir da tradução fajuta do inglês para o português, onde muitas vezes as pessoas traduzem sem prestar atenção no tempo verbal de cada frase. Nos dias atuais, este tipo de erro pode colocar em jogo provas, entrevistas e até mesmo conversas de negócios, pois o uso da linguagem correta é imprescindível.

Evitar o Gerundismo

O gerundismo é um vício de linguagem que prejudica milhares de pessoas, principalmente na realização de provas aleatórias quando necessário a escrita de uma redação. Para evitar o gerundismo é mais do que necessário a atenção, além do estudo das regras de escrita a fim de evitar o erro e uso excessivo do verbo com o final “ndo”.

Para evitar o gerundismo não há segredos, é preciso entender perfeitamente qual é o significado do gerúndio, como empregá-lo em uma frase e guardar na mente que ele dá vida há uma frase que representa uma ação em andamento. Tendo isso em mente é mais fácil evitar o gerundismo e ter a certeza que sua formação de frase está correta.

O treinamento é mais do que fundamental. Comece montar frases diferentes, se policie quando for falar em público e principalmente utilize o tempo verbal correto, que seria o futuro do presente. Tente ao máximo simplificar a frase, pois na grande maioria das vezes o uso do gerundismo acaba alongando determinada afirmação, pergunta e assim em diante.

A leitura pode ser considera uma grande aliada na formação correta de frases, além disso, através da leitura é possível eliminar de vez os vícios de linguagem. Veja algumas dicas que poderá lhe ajudar a perder o vício de linguagem do gerundismo:

– O gerúndio é uma forma nominal de um verbo que termine em “ndo”, mas, para que sua colação esteja correta a frase precisa indicar que determinada ação está acontecendo no mesmo tempo.

– O uso do final “ndo” nos verbos em frases que indiquem o futuro é errado, e representa o uso do gerundismo. Evite!

– Outro fato que é correto: o gerúndio também pode aparecer em uma frase que expresse uma ação que ocorrerá durante outro processo e que terá certa duração. Por exemplo: “Não me ligue nessa hora, pois eu vou estar almoçando”.