Locução Verbal


Podemos dizer, que as locuções verbais na língua portuguesa apresentam uma variedade enorme de expressões, capazes de exprimir os mais diversificados significados. Como todos nós já sabemos, cada escolha que fazemos na língua portuguesa tem um objetivo muito específico, já que o sentido final de cada mensagem depende basicamente de cada uma dessas escolhas. Um bom exemplo disso é a utilização da pontuação. A pontuação é uma espécie de tentativa de reproduzir as entonações e as pausas da linguagem oral. Os sinais de pontuação são utilizados com o objetivo de fazer uma estruturação de frases escritas, de uma maneira lógica, para que elas assumam um significado.

As pontuações são importantes tanto na linguagem escrita, quanto nos gestos, na entonação, no tom de voz e nas pausas da linguagem do tipo oral. Quando eles são empregados da maneira correta, as pontuações passam a adquirir um expressivo recurso.

Locução

O real significado das locuções verbais

As locuções verbais são formadas por um ou por até dois verbos que juntas, acabam desempenhando em uma oração, um valor paralelo ao de apenas um verbo. Assim, é válido dizer que as locuções verbais são compostas por um verbo principal e por um verbo auxiliar. Observe o exemplo abaixo:

Ela está dançando neste momento. (= dança)

Nas frases com locuções verbais, o verbo principal, chamado também de último verbo, sempre aparece em uma de seus formatos nominais, ou seja, no particípio, no gerúndio ou no infinitivo. Já os conhecidos como auxiliares se flexionam em pessoa, número, modo ou em tempo. Podemos dizer, que os verbos auxiliares mais utilizados são o verbo haver, o verbo ter, o verbo estar, o verbo ser e o verbo ir.

Vale destacar neste caso, que quando a locução verbal é composta pelos verbos auxiliares haver ou ter, estando estes em seu formato no particípio do verbo conhecido como principal, temos um tempo chamado de composto. Observe o exemplo abaixo:

Quando você me ligou, ela já havia saído para ir à escola.

Os verbos dever e poder são verbos chamados de auxiliares, que tem o poder de exprimir a necessidade ou o potencial de um processo determinado que irá se realizar. Outros verbos auxiliares muito utilizados são: começar a, estar, voltar a, vir, pôr-se, ir, deixar de, entre outros.

Locuções verbais ou tempos compostos?

Aqui, vamos aprender a diferenciar as locuções verbais dos tempos compostos. Como já dissemos anteriormente, as locuções verbais desempenham em uma frase, um valor que equivale a de apenas um verbo. Estas são formadas por um ou ainda por dois verbos.

As locuções verbais, que também são chamadas de locuções perifrásticas, são compostas por um verbo, conhecido como auxiliar juntamente com um verbo em sua forma no gerúndio, no infinitivo ou no particípio. Veja no exemplo abaixo:

Estamos realizando o possível para que o serviço se encerre logo.

Vou comprar um monte de livros para que meu sonho de montar uma biblioteca pessoa se realize.

Nos exemplos que citamos acima, todas as conjunções e suas respectivas flexões aconteceram no verbo auxiliar.

Já os tempos compostos são compostos por verbos na voz passiva e na voz ativa. No primeiro, os tempos compostos do verbo se formam pelos verbos haver ou ter, juntamente com o verbo ser e o verbo considerado o principal em sua forma no particípio. Já na voz ativa, os verbos haver o ter, juntamente com o verbo considerado o principal ajudam a formar os tempos verbais.

Exemplos:

Voz passiva: Em todos os ângulos e aspectos de nossas vidas, podemos nos considerar abençoados.

Voz ativa: Com o nosso convívio constante, o meu amor por você só tem aumentado.

Voz passiva: As árvores haviam sido regadas pelo jardineiro.

Voz ativa: o jardineiro havia regado as árvores.

Voz passiva: O filme iria ser dirigido por ela.

Voz ativa: Ela iria dirigir o filme.

Exemplos de locuções verbais com os verbos principais no formato infinitivo:

· Começamos a aprender russo.

· Quero dormir um pouco.

· Algo inesperado pode acontecer.

Exemplos de locuções verbais com os verbos principais no formato gerúndio:

· Vou andando comprar mais macarrão.

· Estou aguardando o meu amigo.

· Meu marido está correndo na orla da praia.

Vale ressaltar que não devemos confundir os tempos compostos com as locuções verbais. Isso porque, os tempos compostos são constituídos com os verbos chamados de auxiliares, como ser, ter ou haver, juntamente com o verbo principal em seu formato no particípio.

Exemplos:

Pretérito mais que perfeito no tempo composto do indicativo:

Eu tinha andado

Tu tinhas andado

Ele tinha andado

Nós tínhamos andado

Vós tínheis andado

Eles tinham andado

Pretérito perfeito no tempo composto do subjuntivo

Que eu tenha andado

Que tu tenhas andado

Que ele tenha andado

Que nós tenhamos andado

Que vós tenhais andado

Que eles tenham andado

Aplicação em frases:

Eu tenho andado para o futuro.

Me avise quando tiver andado naquela rua.