Pronomes Interrogativos


Os pronomes interrogativos nada mais são do que pronomes que tem a clara função de interrogar, dessa forma, são utilizados para a formulação de perguntas tanto de maneira direta quanto indireta.

Uma regra importante dos pronomes interrogativos é que eles são sempre voltados para a terceira pessoa gramatical, e por isso, contam com uma significação muito imprecisa e geralmente indeterminada, já que ela não pode se voltar exatamente para a primeira ou segunda pessoa.

Dessa forma, os pronomes interrogativos são utilizados para a formação de questões e geralmente só somos esclarecidos assim que as suas respostas são dadas.

Interrogativos

Vamos para alguns exemplos.

A interrogação direta

A interrogação direta é aquela que, conforme a questão, percebemos que é voltada para um objetivo direto.

Exemplos:

“Quem foi que venceu o campeonato?”

Ou

“Qual a razão para a briga?”

A interrogação indireta

Já a interrogação indireta mantém a questão, porém, sem a necessidade de usar o ponto de interrogação.

Exemplos:

“Por favor, me informe quem venceu o campeonato”.

Ou

“Gostaria de saber qual é a razão para essa briga”.

Pronomes interrogativos – quais são

Muitas são as dúvidas no que diz respeito a quais são os pronomes interrogativos existentes. São eles os pronomes: que, qual, quem e quanto. Enquanto isso, os pronomes quem e que são considerados invariáveis, o pronome qual tem a possibilidade de variar no que diz respeito ao número, indo para a sua versão no plural “quais” e temos ainda o pronome quanto, que varia tanto em gênero como também em número: quanto, quanta, quantas ou quantos.

Exemplos envolvendo pronomes invariáveis – quem e que

“Quem são essas pessoas?”

“Quem é o seu filho?”

“Que são esses presentes?”

“Que é essa caixa na sua mão?”

Exemplos envolvendo os pronomes variáveis – quanto e qual

“Quais são os benefícios dessa prática?”

“Quais são os seus ideais com esse serviço?”

“Quanto você vai precisar em dinheiro?”

“Quanto tempo leva de lá até aqui?”

“Quantas mulheres irão participar?”

“Quanta produtividade será necessária?”

“Qual é a necessidade disso?”

Aqui, é notável que as variações são bem mais frequentes tanto no que diz respeito ao número como também ao gênero.

Seus usos e valores

Quando usamos esses pronomes interrogativos no dia a dia, geralmente não notamos que cada um deles se torna mais adequado conforme as nossas próprias necessidades.

Porém, cada um deles ganha um uso específico na língua portuguesa. Dessa forma, confira o uso adequado para cada um dos pronomes interrogativos e seus valores.

• Pronome interrogativo QUE

Em primeiro plano, vamos começar falando da utilização do pronome invariável que. Ele geralmente dá referência para coisas ou pessoas, e pode perguntar “que pessoa, que coisa ou que objeto” de maneira objetiva e clara.

Além disso, uma característica que se encaixa nesse pronome é o fato de que ele pode vir acompanhado do “é”, que ajuda a reforçar e dar maior ênfase para a interrogação.

Exemplos

“Que vamos almoçar?”

“Que é que você aprontou?”

• Pronome interrogativo QUEM

Já o pronome interrogativo quem costuma ser utilizado para se referir a coisas ou pessoas em específico.

Exemplos

“Gostaria de me informar quem é o gerente dessa loja”.

“Quem gostaria de me acompanhar hoje no teatro?”

• Pronome interrogativo QUAL

O pronome interrogativo qual, por sua vez, também pode se referir às pessoas ou coisas, porém, com algo que o difere dos outros pronomes: ele transmite uma ideia maior de identificação, já que envolve elementos presentes em um determinado grupo.

Exemplos

“Qual é o setor adequado para responder minha pergunta?”

“Qual de vocês jornalistas consegue ir comigo entrevistar o dono da revista?”

• Pronome interrogativo QUANTO

Já o pronome interrogativo quanto, por sua vez, dá uma ideia maior de quantificação daquilo que está sendo falado.

Exemplos

“Quanto mais precisarei aguentar essas pessoas na minha sala?”

“Quantas são as inscrições no campeonato necessárias?”

O uso dos pronomes interrogativos em exclamações

Pois é: parece loucura mais não é. Por mais que os pronomes sejam interrogativos e envolvam então a necessidade de perguntar algo em busca de uma resposta, eles podem também ser utilizados de outra forma considerada “oposta”, ou melhor, nas exclamações.

Isso mesmo: os pronomes interrogativos também são utilizados com frequência em exclamações, porém, quando elas também se referenciam a características de espanto ou de admiração.

Exemplos:

“Que grande confusão!”

“Quanta falta de respeito!”

“Quem iria imaginar esses dois juntos!”

Em todas as frases podemos também perceber que por mais que elas venham acompanhadas com o símbolo de exclamação, o que elas realmente simbolizam está em um tom de interrogação.

Por fim, devemos destacar que os pronomes interrogativos estão mais presentes no nosso dia a dia do que podemos perceber. Nós os utilizamos todos os dias e muitas vezes eles saem de maneira tão natural que nem se quer percebemos. Por isso, fique atento e certamente você não terá mais dúvidas quanto a isso daqui para a frente!