O verbo poder


O verbo poder é um verbo irregular da língua portuguesa. Por ser um verbo irregular, sua conjugação às vezes pode se tornar um pouco complicada. Mesmo em nossa fala cotidiana, o verbo poder tende a causar um pouco de confusão, pois, muitas vezes, o tempo verbal é indicado apenas pela mudança na entonação da palavra.

O verbo poder e o modo indicativo

O verbo poder

Abaixo, temos alguns exemplos de frases com o verbo poder:

(1) Ela pode fazer esta tarefa muito bem.

(2) Ela pôde executar esta tarefa com qualidade.

Observe que, entre as duas frases, a única mudança no verbo poder é o acréscimo do acento circunflexo. Ao pronunciarmos as duas frases, iremos perceber que a entonação que damos ao verbo será diferente em cada uma delas. Isto acontece porque o tempo verbal de cada frase é diferente.
Na primeira frase, o verbo poder está conjugado no presente do indicativo. Isto indica que a ação acontece no momento da fala.

Assim, a conjugação do verbo poder no presente do indicativo é:

Presente do indicativo:
Eu posso
Tu podes
Ele/Ela pode

Nós podemos

Vós podeis
Eles/Elas podem

Na segunda frase, o verbo poder apresenta um acento circunflexo. Isto nos indica que há mudança na entonação da pronúncia e, consequentemente, no tempo verbal em que o verbo está conjugado. Nesta sentença, o verbo poder está conjugado no pretérito perfeito do modo indicativo. Ou seja, é uma ação que já foi finalizada.

No pretérito perfeito do indicativo, a conjugação será:

Eu pude

Tu pudeste

Ele/Ela pôde

Nós pudemos

Vós pudestes

Eles/Elas puderam

Exemplo: Tu pudeste fazer a tua parte!

No pretérito imperfeito, a conjugação será:

Eu podia

Tu podias

Ele/Ela podia

Nós podíamos
Vós podíeis
Eles/Elas puderam

Exemplo: Eles não puderam fazer nada para ajudar.

No pretérito mais-que-perfeito, a conjugação será:

Eu pudera

Tu puderas

Ele pudera

Nós pudéramos
Vós pudéreis
Eles/Elas puderam

Exemplo: Nós pudéramos ser felizes ao menos uma vez.

No futuro do presente, a conjugação será:

Eu poderei

Tu poderás

Ele/Ela poderá
Nós poderemos

Vós podereis

Eles/elas poderão

Exemplo: Eu poderei rever meus irmãos no próximo natal e ano-novo.

No futuro do pretérito, a conjugação será:

Eu poderia

Tu poderias

Ele/Ela poderia

Nós poderíamos

Vós poderíeis

Eles poderiam.

Exemplo: Eu poderia ser feliz, se não tivesse cometido tantos erros ao longo da minha vida.

Verbo poder e o modo subjuntivo.

Veja alguns exemplos de frases com o verbo poder no presente do subjuntivo:

(1) Que eu possa executar as tarefas.

(1) Que eles possam fazer a escolha certa.

No presente do subjuntivo, a conjugação será:
Que eu possa

Que tu possas
Que ele/ela possa

Que nós possamos

Que vós possais

Que eles possam

Agora, vejamos um exemplo com o verbo poder conjugado no pretérito imperfeito do modo subjuntivo:

(1) Se eu pudesse voltar no tempo, faria tudo diferente.

(2) Se eles pudessem , seriam pessoas mais bondosas.

No pretérito imperfeito do subjuntivo, a conjugação será:

Se eu pudesse

Se tu pudesses

Se ele/ela pudessem

Se nós pudéssemos

Se vós pudésseis

Se eles/elas pudessem

(1) Quando tu puderes, traga os livros que te emprestei.

(2) Se você puder, me faça um favor.

Nas duas frases acima, verbo poder está conjugado no futuro do modo subjuntivo.

No futuro do subjuntivo, a conjugação será:

Quando eu puder
Quando tu puderes
Quando ele/ela puder
Quando nós pudermos
Quando vós pudéreis
Quando eles/elas puderem

Verbo poder e o modo imperativo.

(1) Pode tu fazer um trabalho deste nível?

(2) Possamos nós fazer o melhor trabalho possível.

Nas sentenças acima, o verbo poder está no modo imperativo, ou seja, indica uma ordem. A conjugação do verbo poder no imperativo afirmativo será:

Pode tu
Possa você
Possamos nós

Podeis vós

Possam vocês

No modo imperativo negativo, basta acrescentar a palavra não, conforme a conjugação abaixo:
Não pode tu
Não possa você
Não possamos nós

Não podeis vós

Não possam vocês

Exemplo: Não possamos nós cometer tantos erros por falta de atenção.

Na linguagem coloquial, o mais comum é usar o verbo conjugado como “pode tu” e não como “possa você”, conforme os exemplos:
Não pode fumar!
Pode correr a partir desta linha.

Não pode fazer bagunça!
Pode ir ao banheiro agora.

Outros tempos verbais do verbo poder.

Há outros tempos verbais nos quais é possível conjugar o verbo poder. No gerúndio, a conjugação do verbo poder será “podendo”, conforme os exemplos abaixo:
(1) Eu não estou podendo comprar isto.

(2) Podendo sair, eu sairei.

O verbo poder também pode ser conjugado no particípio. A forma do verbo será “podido”. Segue abaixo um exemplo:

Ele havia podido pedir uma troca de favores.

No infinitivo pessoal, a conjugação será:
Para poder eu
Para poderes tu
Para poder ele/ela
Para podermos nós
Para poderdes vós
Para poderem eles/elas

Exemplo: Para poder eu alcançar meus objetivos, preciso me esforçar mais.