Plural metafônico dos substantivos


Antes mesmo de explicarmos o que são os plurais metafônicos dos substantivos, compreender o significado de metafonia se torna necessário. A palavra metafonia diz respeito à mudança do timbre utilizado em determinada vogal – seja em termos singulares ou no plural. Quando a metafonia é aplicada em substantivos singulares, o som se torna mais fechado. Já no plural, este som se transforma em mais aberto.

Plural metafônico dos substantivos

Esse procedimento está diretamente atrelado à linguagem oral. Sendo assim, compreender a entonação utilizada em plurais metafônicos dos substantivos se torna fundamental principalmente em formalidades, como em entrevistas de emprego, reuniões, palestras e outros. Devido à sua importância, neste artigo você poderá conhecer as principais características do plural metafônico dos substantivos.

O que é plural metafônico dos substantivos

Os nossos pensamentos fluem de modo automático enquanto formulamos frases, motivo pelo qual dificilmente damos conta dessa ocorrência. Mas, para melhor performance linguística e para total domínio da língua portuguesa, conhecer o plural metafônico dos substantivos se torna uma tarefa obrigatória – cobrada principalmente nos vestibulares.

No caso do plural metafônico dos substantivos, o fenômeno ocorre não só de modo morfológico, mas especialmente, fonológico. Ele está diretamente relacionado à alternância do timbre de voz por conta de sua vogal tônica, que muda de entonação quando passa para o plural.

Quando o substantivo está em sua forma singular, a entonação é fechada (ô). Por outro lado, o plural metafônico dos substantivos é mais aberto (ó).

Para compreender, é necessário avaliar exemplos de ambos os tipos.

Considere as seguintes palavras no singular:

  • Aposto, corno, caroço. Em todas elas, a vogal ‘o’ é entonada de modo fechado, ou seja, ‘ô’;
  • Apostos, cornos, caroços. Já nestes casos, a vogal ‘o’ deve ser entonada de modo aberto, ou seja, como ‘ó’ (mesmo sem que haja qualquer tipo de sinal).

Vamos considerar mais exemplos:

• No singular (com entonação ô) temos:

Olho

Osso

Corpo

Tijolo

Fogo

Porto

Imposto

Miolo

Socorro

Esforço

Destroço

• No plural metafônico dos substantivos, (com entonação ó), tais palavras ficariam da seguinte forma:

Olhos (com a pronúncia “ólhos”)

Ossos (com a pronúncia “óssos”)

Corpos (com a pronúncia “córpos”)

Tijolos (com a pronúncia “tijólos”)

Fogos (com a pronúncia “fógos”

Portos (com a pronúncia “pórtos”)

Impostos (com a pronúncia “impóstos”)

Miolos (com a pronúncia “miólos”)

Socorros (com a pronúncia “socórros”)

Esforços (com a pronúncia “esfórços”)

Destroços (com a pronúncia “destróços”)

E assim por diante.

Como não errar na pronúncia dos plurais metafônicos dos substantivos?

Para não errar na pronúncia e utilizar os singulares e plurais metafônicos dos substantivos com total certeza, confira neste artigo quais são as nossas dicas.

• Caso a palavra seja feminina, seu plural masculino deve assumir o mesmo timbre anterior, ou seja, de uma palavra do tipo feminina.

Vamos para alguns exemplos:

– bobo (com entonação ô), boba (com entonação ô) e bobos (com entonação ô);

– lobo (com entonação ô), loba (com entonação ô), logo, lobos (com entonação ô);

– Novo (com entonação ô), nova (com entonação ó), logo, novos tem entonação ó;

– Choco (com entonação ô), Choca (com entonação ó), logo, chocas (com entonação ó);

– Porco (com entonação ô), Porca (com entonação ó), logo, porcos (com entonação ó).

• Quando há a presença de consoantes nasais (n ou m), o timbre utilizado na vogal deve ser sempre fechado. Alguns exemplos neste sentido são:

– Colono (ô) e no plural colonos (ô);

– Pomo (ô) e no plural pomos (ô);

– Tremoço (ô) e no plural tremoços (ô);

– Trono (ô) e no plural tronos(ô).

• Os substantivos femininos devem conservar, em modo plural, o mesmo timbre utilizado quando em seu formato singular.

Alguns exemplos aqui são:

– Boda (ô) e no plural bodas (ô);

– Moda (ó) e no plural modas (ó);

– Folha (ô) e no plural folhas (ô);

– Arroba (ô) e no plural arrobas (ô);

– Bolha (ô) e no plural bolhas (ô);

– Sova (ó) e no plural sovas (ó).

• Quando os substantivos simplesmente não se encaixam em nenhum dos casos comentados anteriormente, geralmente, abre-se o tom do timbre em formato plural.

Neste sentido, os principais exemplos já foram comentados anteriormente. São exemplos deles:

– Singular: Globo (com entonação ô) e plural: Globos (com entonação ó);

– Singular: Porto (com entonação ô) e plural: Portos (com entonação ó);

– Singular: Olho (com entonação ô) e plural: Olhos (com entonação ó);

– Singular: Osso (com entonação ô) e plural: ossos (com entonação ó);

– Singular: Miolo (com entonação ô) e plural: Miolos (com entonação ó);

– Singular: Imposto (com entonação ô) e plural: Impostos (com entonação ó);

– Singular: Fosso (com entonação ô) e plural: Fossos (com entonação ó);

– Singular: Jogo (com entonação ô) e plural: Jogos (com entonação ó);

– Singular: Corvo (com entonação ô) e plural: corvos (com entonação ó);

– Singular: Povo (com entonação ô) e plural: Povos (com entonação ó).