Ácidos: Tipos, Características e Nomenclatura


Nomenclatura dos ácidos

Para o estudo da nomenclatura dos ácidos usamos uma subdivisão:

I.     Hidrácidos        ->       sem oxigênio.
II.    Oxiácidos         ->       com oxigênio.

Ácidos

Para dar os nomes dos ácidos não oxigenados usa-se a seguinte regra: ÁCIDO + NOME DO ELEMENTO + ÍDRICO. Exemplos:
1) HF = Ácido fluorídrico.
2) HCf = Ácido clorídrico.
3) HBr = Ácido bromídrico.
4) Hl = Ácido iodídrico.
5) H2S = Ácido sulfídrico.
6) HCN = Ácido cianídrico.
7) H3[Fe(CN)6] = Ácido ferricianídrico.
8) H4[Fe(CN)6] = Ácido ferrocianídrico.

Oxiácidos

Salientamos a importância de rever a nomenclatura dos óxidos ácidos. Isto porque os nomes dos ácidos oxigenados conservam as mesmas regras, apenas devemos trocar o termo anidrido por ácido. Observação: Para determinar a nomenclatura de um oxiácido partindo da fórmula do ácido.
Exemplos:
Q20 + H20 – anidrido hipocloroso
a2o7 + H2o – anidrido perclórico
H2Q202 = 2HQO – ácido hipocloroso
H2Q208 = 2HQ04 – ácido perclórico

Nomenclatura dos ânions provenientes dos ácidos

Os ácidos são substâncias que em presença de água liberam como único cátion, íons H+, e como ânion, o radical.
ÁCIDO       H2° –>   H+(aq) + RADICAI – (aq)

Tipos de radicais Ânions normais

Resultam da ionização de todos os íons H+ (hidrogênios ionizados) da molécula do ácido. O nome é dado substituindo-se as terminações ídrico, oso e iço, dos ácidos de origem por eto, ito e ato, respectivamente.

Ácido                     Ânion
ÍDRICO                    ETO
OSO                       ITO
ICO                        ATO

Exemplos:
HF –   ácido clorídrico – F” ânion fluoreto.
H3P04 –   ácido fosfórico – PO^3 ânion fosfato.
H2S04 –   ácido sulfúrico – SO^3 ânion sulfato.
H3P03 –   ácido fosforoso – HP03~ ânion fosfito.
H3P02 –   ácido hiposforoso – H2P02 ânion hipofosfito.

Devemos tomar muito cuidado com os elementos B, P, As e Sb. Para estes elementos usamos os prefixo meta, piro ou orto, pois somamos ao anidrido respectivamente, uma, duas ou três moléculas de H20.

ácido meta fosfórico

P205 + 3H20 = ácido pirofosfórico
H6P208 = H3P04 ácido (orto) fosfórico

Observação: Os ânions HPO§~ e H2PO2 são normais, por apresentar os “H+” ligados ao átomo central, não sendo ionizáveis.

Hidrogeno ânions

São ânions com um ou mais H+ ionizáveis. O nome de um hidrogeno ânion é formado acrescentando-se a palavra hidrogeno ou a palavra ácido ao nome do respectivo ânion normal. Para indicar o número de H+ ionizáveis do hidrogeno ânion, usam-se prefixos mono, di, tri etc. O prefixo mono pode ser omitido. No caso particular de um hidrogeno ânion monovalente com apenas 1H+ ionizável, o nome pode ser formado acrescentando-se o prefixo bi, ao nome do respectivo ânion normal:

Classificação dos ácidos

Quanto ao número de H+ ionizáveis nas moléculas.

• Monoácidos ou ácidos monopróticos: possuem apenas 1H+ ionizável. Exemplos: HQ, HN03, H3P02, CH3 – COOH.
• Diácidos ou ácidos dipróticos: possuem apenas 2H+ ionizáveis. Exemplos: H2S, H2S04, H3P03.
• Triácidos ou ácidos tripróticos: possuem apenas 3H+ ionizáveis. Exemplos: H3P04, H3B03.
•      Tetrácidos ou ácidos tetrapróticos: possuem apenas 4H+ ionizáveis. Exemplos: H4P207.

Quanto a presença do oxigênio na molécula

• Ácidos não-oxigenados ou hidrácidos: Exemplos: HQ, H2S, HCN. Ácidos oxigenados ou oxiácidos: Exemplos: HQO, H2SO4, H2C03.

Quanto ao grau de ionização.

O grau de ionização varia com a concentração e com a temperatura. Para efeito de classificação, consideram-se os valores em solução 0,1 normal a 25°C.
• Ácidos fortes: a > 50%. Exemplos: HQ, HIM03, H2S04.
• Ácidos semifortes: 5% < a < 50%. Exemplos: HF, H3P04.
• Ácidos fracos: a < 5%. Exemplos: H2S, CH3 – COOH. No caso dos ácidos oxigenados, existe uma regra prática que permite classificá-los como forte, fraco ou semiforte pela sua fórmula. Sendo: (N° de átomos de O) – (N° de átomos de H ionizáveis) = n n = 3 – ácido muito forte. Exemplos: HQ04, HMnO4. n = 2 – ácido forte. Exemplos: HNO3, H2SO4. n = l – ácido semiforte. Exemplos: H3P04, H2S03/ HN02. n = O – ácido fraco. Exemplos: HQO, H3BO3. HQ, HBr, Hl – são ácidos fortes HF – é ácido semiforte H2S, HCN – são ácidos fracos Exceção importante: H2CO3  n = l  ácido fraco Para os ácidos não-oxigenados, esta regra não se aplica. É necessário estabelecer a diferença entre duas espécies químicas: NH3 —> amónia.
NH  —> amônio.
A amónia é um gás que, ao ser dissolvido em água, sofre ionização. A amónia pode ser considerada uma base. A solução resultante, contendo moléculas de IMH3, cátions NH^ e ânions (OH~) é denominada hidróxido de amônio.

Quanto à temperatura de ebulição.
•      Ácidos não voláteis: Fervem em temperaturas bastante elevadas: H2S04, HI04. Normalmente têm alto peso molecular.
Ácidos voláteis: Tem baixo ponto de ebulição:
HF, HQ, HCN.
Normalmente têm pequeno peso molecular.
Substância que em solução aquosa libera como ânion somente íons OH~, denominado oxidrila ou hidroxila.