Composição do Ar


A composição do ar é formada por muitos elementos. Encontramos em sua composição alguns gases, vapor de água, microrganismos e impurezas (poeira e fuligem). Os gases são componentes não variáveis dentro da formação, ou seja, existem em uma determinada quantia. Já as impurezas, microrganismos e o vapor da água irão variar de acordo com diversos fatores, como o clima, os ventos e a poluição do ambiente.

A respeito dos gases, é possível observar que na composição ar atmosférico há oxigênio, nitrogênio e gás carbônico. A proporção de cada um desses gases varia. Veja na lista a seguir a quantia em porcentagem de cada um:

Ar

* 78% é nitrogênio;
* 21% é oxigênio;
* 0,91% são gases nobres;
* 0,035 é gás carbônico.

Como se percebe, a maior parte da composição do ar é de nitrogênio. Os gases nobres são compostos por hélio, neônio, argônio, criptônio, radônio e xenônio. Abaixo, contém uma descrição mais detalhada a respeito de cada um dos componentes presentes no ar atmosférico.

Elementos fixos da composição do ar

* Nitrogênio: Dois átomos de nitrogênio formam uma molécula desse gás. A sua fórmula química é N2. Embora exista abundantemente no ar, já que está presente em 78% da composição, os animais e as plantas não utilizam o nitrogênio daí. O processo é bastante diferente, abarcando um grande ciclo que começa no solo, onde o gás penetra. Bactérias presentes em raízes de plantas leguminosas absorvem o nitrogênio e o transformam em nitratos. Esses, por sua vez, permanecem em partes das plantas para que elas utilizem na produção de proteínas, das quais são totalmente dependentes. Os animais que são herbívoros absorverão o nitrogênio quando se alimentarem das plantas. Já os animais carnívoros recebem as proteínas oriundas do gás de maneira indireta, ao se alimentarem de outros animais que ingeriram as plantas. O clico do gás de nitrogênio se inicia novamente com a morte dos bichos. Ao se decomporem através de bactérias e fungos, o solo recebe e repassa o nitrogênios à outras plantas, que serão alimento para outros animais.

* Oxigênio: Esse gás é extremamente necessário para a existência dos seres vivos. Sua fórmula é o O2. Aqueles que utilizam o gás de alguma forma, seja na respiração ou na alimentação, são chamados de “seres aeróbicos”. É o caso das plantas e animais. Já os seres que não utilizam o gás de oxigênio de maneira nenhuma, são denominados “seres anaeróbicos”, sendo o caso de algumas bactérias. Os seres humanos não conseguem ficar muito tempo sem oxigênio, pois todo sistema responsável pela respiração é dependente desse gás. É por isso que se o homem parar de respirar, irá se sufocar rapidamente, pois há 21% de oxigênio no ar atmosférico. Os órgãos humanos precisam de oxigênio, que funciona como uma espécie de combustível para eles. O gás é necessário na ingestão e digestão dos alimentos, através dos quais os órgãos extrairão esse combustível para que o corpo continue a funcionar normalmente. Entretanto, quando misturado ao ferro (Fe) forma a ferrugem, que pode danificar construções e aparelhos de metal ou até mesmo o organismo humano.

* Gás carbônico: Outro gás essencial para a vida. Sua fórmula química é o CO2. Ele é o responsável pela criação de glicose e energia no processo de fotossíntese dos vegetais. Além do gás carbônico, esse processo necessita ainda de clorofila (substância que absorve a energia luminosa), água e luz do sol. A planta absorve o gás através do ar, a água através do solo e a luz solar. Misturando esses fatores, ela terá glicose e gás oxigênio necessário para sua existência.

* Gases nobres: Possuem essa denominação porque são gases que dificilmente se combinam com outras substâncias. Suas fórmulas são: He (hélio), Ar (argônio), Kr (criptônio), Xe (xenônio) e Rn (radônio). Quando isolados, podem ser utilizados em muitas coisas, como em flashes de máquinas fotográficas (Xe), letreiros luminosos (Ne e Kr) e em lâmpadas (Ar).

Elementos variáveis da composição do ar

Vapor da água: Formam as nuvens depois da evaporação das águas dos mares, rios e lagos. Mas o vapor presente no ar também vem da respiração e transpiração dos seres vivos. Ela forma uma umidade muito importante para a conservação da vida no planeta.

* Poeira: Está presente em praticamente todo o lugar, dentro e fora de construções. É possível observar no ar as partículas sólidas que formam a poeira.

* Fuligem de fumaça: Quanto maior a cidade, mais fuligem terá o ar. Isso porque ela está presente em fumaças que saem de chaminés de fábricas e em veículos como carros, motos e ônibus. Todos eles liberam fumaça no ar. O aparelho respiratório pode ser seriamente comprometido por esses gases.

* Microrganismos: Podem ser nocivos ou não para a saúde humana. Alguns causam doenças como tétano, gripe e tuberculose. Outros, que são inofensivos, podem ser utilizados na fabricação de remédios. Existem em grande quantidade na atmosfera.