Equações de Neutralização na Química


Em química, é comum usar equações, semelhantes às matemáticas, para representar reações de substâncias. Esse é o caso das equações de neutralização, que colocam no papel as reações de neutralização ou de salinização. Lembre-se de que uma reação química é o processo por meio do qual duas ou mais substâncias se combinam entre si, resultando em outras substâncias diferentes. As moléculas se dissociam e recombinam, mas os átomos não sofrem alterações.

O que são as equações de neutralização?

As equações de neutralização utilizam o formato de fórmula matemática para esboçar as reações de mesmo nome. A chamada reação de neutralização, ou de salinização, consiste na combinação de um ácido e uma base, cujos produtos são sal e água. O nome neutralização deve-se ao fato de que o caráter básico (OH-) e ácido (H+) se neutralizam.

Equações de Neutralização

De acordo com o conceito de Arrhenius, um dos mais utilizados e respeitados, o ácido é toda substância que, em presença de água, se ioniza, sofre uma dissociação das suas moléculas, liberando o íon H+, um cátion.

Já a base, por sua vez, quando é colocada em meio aquoso, passa pelo mesmo processo de ionização e dissociação, mas o que muda é o íon liberado. No caso da base, é o OH-, que, por ser negativo, chama-se ânion.

Os sais que você conhece, como o sal de cozinha e o bicarbonato de sódio, por exemplo, são provenientes das reações representadas pelas equações de neutralização, ou seja, são o produto da combinação entre o ácido e a base.

Para entender melhor por que se usa o nome “equações de neutralização”, pense o seguinte: alguma vez, você já pode ter se incomodado com a acidez do seu estômago, provocada pelo ácido clorídrico (HCl), presente no suco gástrico. Se isso aconteceu, você pode ter recorrido ao leite de magnésia e sentido um alívio enorme dentro de poucos minutos.

O leite de magnésia nada mais é do que uma base, o hidróxido de magnésio, Mg(OH)2. Quando a base entra em contato com o ácido, neutraliza-o imediatamente.

Se você colocar uma base dentro de um recipiente, na presença do indicador fenolftaleína, ele ficará vermelho (é a cor que se manifesta na presença de uma substância básica). Se você misturar um ácido dentro desse mesmo compartimento, o indicador ficará transparente em questão de segundos, indicando que está em meio neutro.

Como são as equações de neutralização?

A fórmula geral desse tipo de equação química pode ser concebida da seguinte forma:

ÁCIDO + BASE → SAL + ÁGUA

Para compreendê-la, vamos eleger um ácido e uma base para reagirem supostamente, assim, você vai poder notar como isso é representado na equação.

Tomemos como exemplo o ácido clorídrico (HCl), já que já falamos dele. A nossa base será o hidróxido de sódio (NaOH), formada pelo átomo de sódio ligado ao íon hidroxila.

Em presença de água, o ácido vai se dissociar, dando origem aos seguintes íons: H+ e Cl-. A base, por sua vez, vai passar pelo mesmo e, quando colocada em água, se desmembra em Na+ e OH-.

Quando esses íons estão dissolvidos juntos, ou seja, quando o ácido e a base são colocadas para reagir, o que vai acontecer? A lei que diz que os opostos se atraem será colocada em prática, de modo que os íons negativos vão se atrair com os positivos e vice-versa.

Portanto, o H+ se combina com o OH-, formando uma molécula de H2O, enquanto o Cl- se une ao Na+, formando o seguinte sal: NaCl, chamado de cloreto de sódio, que é o sal de cozinha tão popular no nosso cotidiano.

Depois de analisar o processo, vamos ver como ele fica quando é colocado em uma equação de neutralização:

HCl + NaOH → NaCl + H2O

Como a equação de neutralização sempre envolve a combinação de um ácido e uma base, sempre vai ocorrer a formação de moléculas de água, porque sempre serão liberados os íons H+ e OH-. E, é claro, além da água, sempre será formado um sal.

De acordo com Arrhenius, os sais são os compostos formados pelo ânion liberado por um ácido junto com o cátion liberado por uma base. Essa reação mostrada acima é um exemplo de neutralização total, pois todos os H+ e OH- se combinaram e se neutralizaram. Mas existem as equações de neutralização parcial:

H3PO4 + NaOH → H2O + NaH2PO4

Apenas um hidrogênio do ácido foi neutralizado e os outros dois permaneceram no sal. Por isso, esse sal, chamado fosfato monossódico, é um sal ácido, ou hidrogenossal.

O contrário também pode acontecer:

HCl + Mg(OH)2 → H2O + Mg(OH)Cl

Nesse caso, apenas um dos dois OH- foi neutralizado pelo ácido, o que resultou na formação de um sal básico ou hidroxissal. O que foi formado nesse exemplo é chamado de hidroxicloreto de magnésio. Portanto, existem as equações de neutralização total e também de neutralização parcial. A total origina um sal neutro; a parcial, um sal ácido ou básico.