Polímero Indestrutível


Antes de entender o conceito de um polímero indestrutível, vamos abordar o conceito macro e abrangente dos polímeros. Então, aqui você vai entender um pouco mais sobre como estas moléculas se formam e como são utilizadas no nosso dia a dia.

O que são polímeros

Um polímero é uma macromolécula formada por outras estruturas menores, chamadas de monômeros. Um monômero, por sua vez é uma molécula com baixa massa que, quando passa por reações de polimerização, criam os polímeros. Eles se chamam de monômeros, pois têm somente um “mero” que é uma unidade que forma a molécula. Nos polímeros, essa unidade chamada de mero se repete, por isso, é chamada de poli, que é uma palavra de origem grega que significa algo como “mais de uma unidade de algo”.

Polímero

E o que é polimerização?

Para entender o que é um polímero indestrutível, precisamos entender como os polímeros se formam. Polimerização é uma reação química que é capaz de transformar os monômeros (moléculas com uma unidade de mero) em polímeros (macromolécula com mais de um mero). Essa reação química pode ser reversível, ou seja, podemos transformar um polímero em um monômero outra vez, acontecer de forma espontânea na natureza ou, ainda, provocada em laboratório, através da adição de calor ou diversos tipos diferentes de reagentes químicos.

Tipos de Polímeros

Os polímeros, muito importantes para a indústria, são largamente produzidos a fim de criar produtos mais resistentes, duráveis e baratos. Muito do que utilizamos diariamente nasceu de uma polimerização em laboratório. Os polímeros possuem diferentes classes e se diferenciam entre si, por suas características mecânicas e físicas.

Os polímeros se dividem em três diferentes grupos. São eles:

* Polímeros Termoplásticos
* Polímeros Termorrígidos
* Polímeros Elastômeros

Polímeros Termoplásticos

Os polímeros termoplásticos formam todos os produtos plásticos que temos no mercado. Eles podem ser fundidos diversas vezes sem perder suas propriedades e, por isso, podem ser reciclados muitas vezes. Como alguns exemplos de polímeros termoplásticos, podemos citar:

* Policarbonato
* Poliuretano
* Poliestireno
* PVC
* Polipropileno
* Entre outros

Polímeros Termorrígidos

Os polímeros termorrígidos formam materiais bastante duros, porém frágeis. Eles suportam grandes temperaturas e, uma vez que transformados, nunca mais se fundem. Ou seja, não podem ser reciclados. Como exemplos de polímeros termorrígidos, podemos citar:

* Braquelite
* Poliéster

Polímeros Elastômeros

Os polímeros Elastômeros são intermediários dos termoplásticos e dos termorrígidos, eles apresentam uma elasticidade muito grande, mas a reciclagem não é fácil, pois também não se funde novamente depois de formado.
Como exemplos de polímeros elastômeros, podemos citar:

* Polisopreno
* Neopreno
* Silicone

Atualmente, muito do que consumimos são feitos a partir de polímeros, portanto, são muito importantes para as indústrias. São usados na área automobilística como para-choques, retrovisores, maçanetas, entre outros. Como embalagens diversas, utensílios domésticos e até gomas de mascar.

Polímeros indestrutíveis

Mas, afinal, o que é um polímero indestrutível? E como estes polímeros fantásticos são utilizados na indústria? Os polímeros, por si só, já são macromoléculas bastante resistentes que formam materiais duráveis e quase que indestrutíveis. Você pode verificar isso somente jogando um potinho plástico no chão. Não é muito fácil quebrá-lo, não é mesmo?

Mas alguns deles vêm sendo chamados de polímeros indestrutíveis por aí. São chamados de polímeros indestrutíveis aqueles polímeros sobre os quais foram incluídas moléculas muito resistentes, deixando as cadeias dessa macromolécula ainda maior do que já são. Como exemplo, podemos citar o teflon que é o antiaderente utilizado em panelas.

Outro exemplo de polímero indestrutível é o PFPE – Perfluoropoliéter que é um polímero formado com uma estrutura molecular em forma de uma longa cadeia. E possui átomos de carbono ligados a dois átomos de flúor, que são interligados entre si através de moléculas de oxigênio – formando, dessa maneira, cadeias ainda maiores. A presença dos átomos de flúor ao polímero confere a ele dureza e resistência. Por outro lado, as moléculas de oxigênio conferem flexibilidade à cadeia, gerando, com isso, um polímero duro e flexível, extremamente resistente e impermeável. Além de se tornar inerte quando combinado a outros compostos que não sejam da mesma família.

E, para que serve esse polímero indestrutível? Ele é aplicado vastamente em óleos de revestimento, inclusive sendo utilizado em construções a fim de deixar os prédios mais conservados e livres das intempéries. Esse tipo de óleo também pode ser utilizado em naves espaciais, pois ele garante proteção contra corrosão e a ainda garante mais resistência a altas temperaturas.

Esse polímero indestrutível criado em laboratório, o PFPE é totalmente atóxico, ou seja, não irrita a pele e não faz mal para os seres humanos e vem sendo utilizado pela indústria cosmética em produtos como shampoos, sabonetes, condicionadores para o cabelo e hidratantes para a pele. Isso acontece porque esse polímero é capaz de garantir maior maciez aos cabelos e pele de quem utiliza os produtos.

Ou seja, podemos dizer que um polímero indestrutível é aquele que apresenta durabilidade e flexibilidade ao mesmo tempo.